Malazan Book of the Fallen #8 | Toll the Hounds (Pague os Cães) – Steven Erikson | Resenha, Citações, Mapas, Ilustrações, Resumo da Trama | NITROLEITURAS – Guia Tio Nitro da Saga Malazan #resenha #releitura #malazan

O começo da trilogia final da Saga Malazan!

Uma nova fase da Saga Malazan se inicia em Reaper’s Gale, a “Ventania Ceifadora” que irá mudar toda a trama e os planos do abominável Deus Aleijado!

Esse é o 8º post do meu projeto GUIA TIO NITRO DA SAGA MALAZAN, uma releitura de todos os livros da saga Malazan – Book of the Fallen, com minhas novas resenhas para divulgar mais a saga no Brasil, visto que acho difícil que todos os livros sejam publicados.

Além dos livros da série Malazan – Book of the Fallen do Steven Erikson, irei ler e fazer o mesmo com os seis livros do Ian Esslemont, a série Malazan Empire. Com isso, espero ampliar mais o conhecimento dessa fantástica série de Fantasia Épica Sombria e Brutal no Brasil!


GUIA TIO NITRO DA SAGA MALAZAN 

Malazan Book of the Fallen #1 | Gardens of the Moon (Os Jardins da Lua) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #2 | Deadhouse Gates (Os Portais da Casa dos Mortos) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #3 | Memories of Ice (Memórias do Gelo) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #4 | House of Chains (A Casa das Correntes) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #5 | Midnight Tires (Marés da Meia-Noite) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #6 | The Bonehunters (Os Caçadores de Ossos) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #7 | Reaper’s Gale (A Ventania Ceifadora) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #8 | Toll the Hounds (Pague os Cães) – Steven Erikson


Malazan Book of the Fallen #8 | Toll the Hounds (Pague os Cães) – Steven Erikson | 1208 pgs., Bantam Books (2009), 1ed. (2006) | Lido de 20.11.20 à 01.01.20 | Guia TIO NITRO da Saga Malazan | NITRORELEITURAS #resenha #releitura #malazan

SINOPSE

Em Darujistão, a cidade do fogo azul, é dito que o amor e a morte chegarão dançando. É verão e o calor é opressor, mas, para o homenzinho redondo de colete vermelho desbotado, o desconforto não é só por causa do sol. Nem tudo está bem.

Presságios terríveis atormentam suas noites e assombram as ruas da cidade como demônios de sombras. Assassinos se escondem nos becos, mas a presa mudou e os caçadores se tornaram os caçados.

Mãos ocultas puxam as cordas da tirania como um coro melancólico.

Enquanto os bardos cantam seus contos trágicos, em algum lugar ao longe pode ser ouvido o latido de Hounds …

E na distante cidade de Black Coral, onde governa Anomander Rake, Filho das Trevas, crimes antigos despertam, com a intenção de vingança.

Parece que o Amor e a Morte estão realmente prestes a chegar … de mãos dadas, dançando.

Um romance emocionante e angustiante de guerra, intriga e magia negra e incontrolável, “Toll the Hounds” é o novo capítulo da série monumental de Erikson – fantasia épica em sua forma mais imaginativa e narrativa em sua forma mais emocionante.

RESENHA

A releitura de “Toll the Hounds” (Pague os Cães) me levou de volta para onde a série começou, a cidade de Darujhistan, o palco do primeiro livro da saga Malazan, o “Gardens of the Moon” (Jardins da Lua).

Esse retorno ao começo é uma tática de ressonância de temas que faz parte da escrita de Steven Erikson.

Por toda a saga ele emprega a narrativa elíptica, revendo e retrabalhando de maneira diferentes os mesmos temas, personagens, lugares, etc. E por meio de perspectivas diferentes, variações de tom, tema, emoção, etc, vai expandindo a complexidade e a carga dramática e emocional da saga Malazan.

Essa técnica literária cria uma das características mais importantes em qualquer obra de arte, “ressonância temática”, o retorno em diversas formas e facetas dos temas da narrativa. É a ressonância que passa uma impressão emocional forte de uma narrativa.

A narrativa de “Toll the Hounds” traz de volta personagens famosos da saga (que andaram sumidos nos volumes anteriores)e detalha com mais clareza a cidade de Darujhistan.

A sensação que tive, por ser o primeiro dos três livros que terminam a saga, é de um adeus à cidade que iniciou toda a narrativa do mundo de Malazan.

Esse adeus tingiu a minha releitura com uma melancolia, que, no meu caso, me fez ler até com mais atenção, por causa daquela sensação de que seria a última vez que veria muitos desses personagens e paisagens.

O livro, antes das suas últimas e apocalípticas cem páginas, tem um ritmo mais lento do que os demais, com Erikson desenvolvendo muitas narrativas paralelas para pintar um mosaico cada vez mais detalhado dos habitantes do mundo de Malazan.

É um livro denso, e até mais do que os outros livros da série Malazan, composto de diversos livros misturados em um tomo de 1.200 páginas. Histórias de órfãos pobres se misturam com narrativas épicas de deuses, imortais, campeões invencíveis.

O dia a dia mundano e violento de Darujhistan se mistura com desastres apocalípticos de dimensões inteiras, aventuras de um grupo de mercadores interdimensionais, o avanço de um culto lovecraftiano a um deus agonizante que enlouquece toda uma população com seu sangue, e por aí vai. Vários livros em um só, várias histórias, vários dramas.

E tudo muito bem escrito, ressoando tematicamente, e com direito a arroubos literários. Existem vários exemplos disso, como o mergulho na mente de um boi de carga, e as várias vezes em que o ponto de vista narrativo se divide em diversos personagens menores, cidadãos comuns ou indivíduos insignificantes em relação às tramas principais, algo que não era comum no gênero da Fantasia Épica Brutal, ou Grimdark Epic Fantasy.

O final do livro e de sua convergência, que é o padrão básico das histórias de Malazan, quando poderes impressionantes se convergem em uma batalha final, é o mais apocalíptico e épico até agora, inclusive com a morte de um dos personagens mais emblemáticos da saga.

Mesmo com a miríade de histórias paralelas e que se entrelaçam TODAS no final, o tema do livro unifica a obra. Enquanto nos outros livros Erickson abordou mais a tragédia e a elegia, Toll the Hounds é claramente um livro sobre redenção.

Todas as narrativas abordam a redenção de uma maneira ou de outra. E na melhor maneira de Erikson, nos confrontamos com todos os tipos e sabores da redenção, redenção que fracassa, redenção ilusória que leva a um novo estado de catividade, redenção absoluta mas com a negação do eu, redenção emocional que tira algo essencial da alma, o terror absoluto que uma redenção trás, por significar a morte do que se conhece, etc.

O enredo em “Toll the Hounds” aparentemente parece se desviar do arco central do Deus Aleijado, mas, na verdade, prepara toda a saga para sua conclusão.

Enquanto os livros anteriores deram aos leitores uma visão aprofundada do Tiste Edur do Plano das Sombras, este livro trouxe o foco para os Tiste Andii do Plano das Trevas, sobre os quais recebemos apenas pequenos pedaços de informação até agora.

“Toll the Hounds” aborda profundamente os Tiste Andii, o povo de Anomander Rake.

Uma raça misteriosa, dada à introspecção excessiva e profunda melancolia, o Andii é liderado por um líder totalmente enigmático e supremamente grande, Anomander Rake, o Filho das Trevas, um dos maiores personagens de fantasia de todos os tempos, na opinião desse velho leitor do gênero. [

O mais surpreendente é como Steven Erikson construiu Rake sem jamais entrar em seu ponto de vista narrativo, descrevendo-o por meio de personagens coadjuvantes.

É como se o próprio enigma de fazê-lo o tornasse ainda mais atraente e carismático.

O que obtivemos foram os pontos de vista de outros personagens, seja seu povo ou outras raças ou mesmo deuses e ascendentes, e seus mais altos respeitos por ele.

“Toll the Hounds” pode ser chamado de penúltimo volume no Livro dos Caídos de Malazan, já que os dois livros seguintes, “Dust of Dreams” (Poeira dos Sonhos) e “The Crippled God” O Deus Aleijado, formam um final de duas partes.

E a saga Malazan, essa história complexa, abrangente e intrincada, que começou em Darujistão em “Gardens of the Moon” (Jardins da Lua) e que inicia o seu fim em “Toll the Hounds”, forma um círculo completo com uma convergência de poderes de proporções alucinantes.

Recomendadíssimo! E vamos agora para a releitura do final da saga dos Livro dos Caídos de Malazan!


MAPAS DA SAGA MALAZAN

Fonte: Malazan WIKIA – https://malazan.fandom.com/wiki/Maps_in_the_Malazan_Books

Os livros ambientados no mundo Malazan são acompanhados por muitos mapas. Alguns desses mapas têm várias versões diferentes.


CITAÇÕES DE “TOLL THE HOUNDS”

“Não há luta tão vasta, nem probabilidades tão avassaladoras, pois mesmo se falharmos – se cairmos – saberemos que vivemos.”

“Os sobreviventes não choram juntos. Cada um deles lamenta sozinho, mesmo quando no mesmo lugar. O luto é o mais solitário de todos os sentimentos. A dor isola, e cada ritual, cada gesto, cada abraço, é um esforço inútil para romper esse isolamento.
Nada disso funciona. As formas se desintegram e se dissolvem.
Enfrentar a morte é ficar sozinho. ”

“Nenhum tirano pode prosperar onde todos os sujeitos dizem não. O tirano prospera quando o primeiro idiota bate continência. ”

“A alma não conhece angústia maior do que respirar que começa com amor e termina com tristeza.”

“Ele era um homem que nunca pediria simpatia. Ele era um homem que buscava apenas fazer o que era certo. Pessoas assim aparecem no mundo, em todos os mundos, de vez em quando, como um único refrão de alguma canção abençoada, um fragmento capturado no estímulo de uma cacofonia violenta.
Imagine um mundo sem essas almas.
Sim, deveria ter sido mais difícil de fazer. ”

“O mal nada mais é do que uma palavra, uma objetificação onde nenhuma objetificação é necessária. Ponha de lado essa noção de alguma agência externa como fonte de desumanidade inconcebível – a triste verdade é nossa posse de uma tendência inata para a indiferença, para a negação deliberada da misericórdia, para o desengajamento de tudo o que é moral dentro de nós.
Mas se isso for muito terrível, vamos chamá-lo de mal. E pintar com fogo e veneno. ”

“As pessoas não mudam para se adequar ao seu deus; eles mudam seu deus para se adequar a eles. ”

“Agora, me convide para entrar, antes que eu perca a temperatura. ‘

_ Temperamento, você quer dizer.

_ Não, temperatura. Está ficando frio. ”

“A história não significava nada, porque a única continuidade era a estupidez humana.”

“É porque o entendemos, Toblakai, que não colocamos os Hounds sobre você. Você carrega seu destino como um padrão, um padrão terrível, é verdade, mas então, sua única distinção é ser óbvio. Você sabia que nós também deixamos a civilização para trás? Os escritores estavam se aproximando de todos os lados, entende? Os escrivães com suas línguas roxas e olhos agudos, seus pés arrastados e ombros caídos, suas listas sem sangue. Oh, meça tudo! Níveis aceitáveis ​​de miséria e sofrimento! ‘A cana desceu, bateu com força no chão. ‘Aceitável? Quem disse que qualquer nível é aceitável? Que tipo de mente pensa isso?
Karsa sorriu. _ Ora, um civilizado. _
_ De fato! _ Shadowthrone se virou para Cotillion. ‘E você duvidou disso! ”

“A primeira lei da multidão é a conformidade. Civilização é o mecanismo de controle e manutenção dessa multidão. Quanto mais civilizada uma nação, mais conformada sua população, até que chegue a última era dessa civilização, quando a multiplicidade trava guerra com a conformidade. O primeiro fica cada vez mais selvagem, cada vez mais disfuncional em suas extremidades; enquanto o último procura aumentar sua medida de controle, até que tais esforços adquiram a tirania diabólica. ”

“O milagre da percepção tardia é como ela transforma grandes gênios militares do passado em idiotas incompetentes e idiotas incompetentes do presente em grandes gênios militares. Lá está a porta, e certifique-se de levar todas as suas pomposas ilusões de adivinhação com você …
Imperador Kellanved
Por ocasião da conquista de Grande Conselho de Falari (o teste da crosta) ”

“O mundo, alguém disse uma vez, devolve o que é dado. Em abundância. Mas então, como Kallor apontaria, alguém estava sempre dizendo alguma coisa. Até que ele se fartou e os executou. ”

“Viver uma vida dura era tornar sólida e inexpugnável todas as formas de entrar, até que nenhuma abertura permanecesse e a alma se escondesse na escuridão, e ninguém mais pudesse ouvir seus gritos, sua censura à injustiça, seus longos e agonizantes períodos de tristeza. Dureza sem dureza criada por dentro.

– Steven Erikson, Reaper’s Gale


RESUMO DA TRAMA DE “TOLL THE HOUNDS” – PAGUE OS CÃES

PRÓLOGO

O prólogo é dividido em quatro cenas separadas.

O primeiro é em uma “espécie de necrópole”, onde duas pessoas, que se revelam mortas, testemunham um encontro entre Hood, Edgewalker, Shadowthrone e Anomander Rake, embora não tenham conhecimento do que é discutido.

O segundo se passa na dimensão dentro de Dragnipur, a Espada de Anomander Rake, onde é sugerido que o vagão está se tornando muito difícil de puxar, pois mais almas continuam morrendo. Enquanto está no horizonte, o Caos avança constantemente no Portão de Kurald Galain.

A terceira cena se desenrola em um vilarejo, onde duas garotas percebem a saída de um cachorro e decidem segui-la.

E a última cena é perto de um incêndio em uma planície vazia (provavelmente no mundo dos sonhos de Kruppe), onde Kruppe pede a K’rul para testemunhá-lo dançar.

GENABACKIS – DARUJISTÃO

Os Bridgeburners aposentados estão aproveitando sua aposentadoria quando Assassins da Guilda dos Assassinos de repente vêm atrás deles, embora os assassinos logo descubram que os Bridgeburners não são alvos fáceis.

Spite e seus companheiros chegam a Darujistão e seguem caminhos separados. Crokus, que é Cutter, está ansioso com a idéia de se reunir com seus velhos amigos do Phoenix Inn, enquanto Barathol busca o anonimato na cidade.

Mappo Runt está ansioso para encontrar Icarium, que está no continente Letheri. Ele contrata a Trygalle Trade Guild para levá-lo àquele continente distante e é acompanhado por Gruntle, que faz isso porque está irritado com toda a atenção das acólitas e sacerdotisas de Trake, o novo Deus da Guerra.

CORAL NEGRO

O sacrifício de Itkovian (em Memories of Ice) deu origem a um novo culto (o culto do Redentor), levando-o à divindade. Mas outro deus está aí para dobrar e corromper o culto. E apenas um ex-vidente parece estar no caminho desse deus.

Anomander Rake, o Filho das Trevas, pede a Endest Silann, o alto mago destruído do Moon’s Spawn, e Spinnock Durav, o guerreiro errante de Tiste Andii, para fazer o que deve ser feito, pois ele sente muitas coisas chegando.

PLANÍCIE DE LAMATATH

Enquanto Karsa Orlong e Samar Dev atravessam a Planície de Lamatath, eles encontram Traveller. Alguém, Karsa percebe, nem mesmo ele pode atravessar.

NIMANDER E COMPANHEIROS E KALLOR

Clip leva Nimander Golit e os outros em direção ao Black Coral, onde seu confronto com o Filho das Trevas o aguarda. Eles encontram Kallor, e ele se junta a eles em sua jornada.

THE REALM OF DRAGNIPUR

Dentro do reino de Dragnipur, mais e mais almas estão morrendo, e os que ficam de pé estão mais do que cientes de que o Caos está prestes a ultrapassar o vagão. E quando isso ocorre, Draconus, o deus mais velho que forjou Dragnipur, está ciente de que todos os reinos podem ser destruídos. Ele tem um plano desesperado para enfrentar o que parece inevitável, mas mal sabe ele que um cego Tiste Andii tem uma agenda própria.

A BATALHA DE DARUJISTÃO

Todos os poderes se convergem em Darugistão, onde Hood, o Deus da Morte se manifestou fisicamente. Diversas histórias chegam a um fim, e Anomander Rake enfrenta o Deus da Morte.

Anomander passou algumas centenas de anos elaborando um plano contra o Deus Aleijado, auxiliado por Hood e Shadowthrone.

Anomander mata Hood com Dragnipur mas morre, quando Dassem Ultor usa da própria dragnipur para matar o Filho das Trevas.

Dentro de Dragnipur, Hood e seu exército de mortos lutam contra o caos para ganhar tempo.

Envy, Spite e The Hounds of Light (Cãos da Lux) todos tentam pegar Dragnipur e fracassam totalmente graças a alguns heróis secundários.

Kallor mata Orfantal, mas não consegue chegar a Darujistão graças a Spinnock.

Anomander se desculpa com a Mãe das Trevas, ela aceita e retorna para os Tiste Andi.

Anomander se sacrifica para tirar o Portão das Trevas de Dragnipur e fazer com que a Mãe das Trevas retorne ao seu povo, libertando também todos os prisioneiros da espada.

Com o sacrifício, Anomander some para sempre e a Mãe das Trevas retorna ao Andii.

Dragnipur é destruído por Caladan Brood: todos dentro ainda vivos (não tantos depois da luta contra o caos, tudo parte do plano) são liberados, incluindo Hood e Draconus.

Hood deixou de ser o Deus da Morte.

Whiskeyjack, Toc e os Bridgeburners basicamente assumem o lugar dele.

Nimander se torna o lider supremo dos Tiste Andii e Karsa Orlong permanece em Darujistão para se unir aos Malazans a fim de matar o “Deus Aleijado”.


COMPRE NA AMAZON

Malazan Book of the Fallen #8 | Toll the Hounds

https://tinyurl.com/y6yynsja


IMAGENS DA SAGA MALAZAN

RESUMO DA TRAMA DE MIDNIGHT TIDES – AS MARÉS DA MEIA-NOITE (ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS!)

Traduzido de Malazan Wiki

PRÓLOGO
O romance começa com o rescaldo de uma batalha massiva entre uma aliança de Tiste Edur , liderada por Scabandari Bloodeye, e Tiste Andii , liderada por Silchas Ruin, contra algum K’Chain Che’Malle . O intrigante Scabandari massacra seus ex-aliados para tomar a terra para seu próprio povo. [5]

Mais tarde, um ferreiro chamado Withal é levado até uma praia, onde entra a serviço do Deus Aleijado para forjar uma espada.

OS LETHERII
Muitos anos depois disso, as tribos Tiste Edur , recentemente unificadas sob o Rei Warlock, devem se encontrar com uma delegação do Reino de Lether para discutir um tratado. Os Letherii são uma sociedade expansionista com reputação de traição. Esta reputação é comprovadamente merecida quando os navios mercantes letherii começam uma colheita ilegal de focas no território de Edur. Trull Sengar testemunha isso e leva uma palavra ao Rei Feiticeiro, que com a ajuda de seus aprendizes, destrói os navios. Os Edur adquiriram muitos escravos ao longo dos anos, incluindo Letherii. Uma noite, enquanto os Edur estavam em uma reunião do conselho, uma escrava vidente chamada Bruxa das Penas fez um casting, onde uma escrava da família Sengar chamada Udinaas é ferida por um Wyval.

Enquanto isso, em Letheras, a capital Letherii, Tehol Beddict mora em uma casa com seu criado, Bugg. Tehol fez fortuna com o equivalente Letherii da bolsa de valores, mas depois a perdeu misteriosamente. Ele agora dorme no telhado desta casa, com seus bens diminuindo gradualmente. O que ninguém mais em Lether sabe é que Tehol apenas parecia ter perdido seu dinheiro e ainda controla vários negócios em Lether. Ele está planejando um plano para derrubar a economia de Lether. O irmão de Tehol, Brys, é o guarda-costas pessoal do rei. A cidade de Lether está se preparando para o cumprimento de uma profecia que afirma que no Sétimo Encerramento o Rei se tornará Imperador.

A ASCENÇÃO DO IMPERADOR
Para aumentar seu poder, o Rei Bruxo envia Trull Sengar e seus irmãos Fear, Binadas e Rhulad em uma missão para recuperar uma espada que eles encontrarão e trazê-la de volta para ele sem que ela faça contato com a pele. Eles finalmente alcançam uma longarina de gelo segurando a espada, onde são atacados por uma tribo de Soletaken conhecida como Jheck. Rhulad pega a espada em combate e é morto enquanto a carregava.

Os irmãos Sengar voltam carregando o cadáver de Rhulad. O cadáver não abrirá mão da espada, causando uma rivalidade entre o Rei Bruxo e os Sengars. Enquanto seu corpo está sendo preparado para o funeral, Rhulad retorna dos mortos por meio das maquinações do Deus Aleijado . Com a ajuda do escravo Udinaas, Rhulad recupera sua sanidade e assume o poder sobre os Edur. Ele expulsa a delegação Letherii e começa os preparativos para a guerra. Hull Beddict, no entanto, fica e jura lealdade a Rhulad, dando aos Edur informações valiosas para a guerra contra os Letherii.

ENQUANTO ISSO, EM LETHER

Os planos de Tehol Beddict começam a se concretizar. Ele evacua cidadãos não-Letherii, engana Gerun Eberict e mantém seus parceiros enganados. O Rei Diskanar se coroou como Imperador enquanto as forças Letherii sob o comando da Rainha e do Príncipe são derrotadas e destruídas na batalha.

Desconhecido para a maior parte da cidade, o problema está se formando na Casa Azath de lá. A casa, que contém a Ruína de Silchas junto com muitos outros indivíduos poderosos, está morrendo e confia a uma criança morta-viva que contém a alma adormecida de um Assalto Forkrul para alimentá-la com sangue para mantê-la viva. Ela é contatada por Bugg, que tem mais conhecimento do que se poderia suspeitar de um humilde criado. Ele dá seu conselho. Mais tarde, uma série de seres escapam, apenas para serem tratados pelo misterioso Bugg.

CONQUISTA

O Wyval que habita Udinaas assume o controle dele e o força a deixar o grupo de Edur. Rhulad mais tarde é morto em combate e volta à vida. Abandonado por Udinaas, ele cai em um estado de insanidade. Os Edur tomam o Domicílio Eterno com sucesso, apesar da resistência de Ceda e Brys Beddict. Trull Sengar mata o Ceda e Brys desafia Rhulad. Brys incapacita Rhulad sem matá-lo. O resto dos Edur não consegue matar seu imperador, então ele deita no chão gritando. O recém-coroado Imperador Diskanar cometeu suicídio usando vinho envenenado, como ele esperava perder. Após mutilar Rhulad, Brys é forçado pelo Errant, um Ascendente, para beber do cálice envenenado, e assim morre. Durante o curso de sua vida, Brys certa vez salvou um guardião de almas mortas que vivia no fundo do mar. Após sua morte, o guardião veio para levá-lo embora e, ao fazê-lo, matou Rhulad por misericórdia. No entanto, Feather Witch encontra um dedo que Brys perdeu em sua batalha com Rhulad. Trull e Fear fogem, embora não juntos.

De volta à casa Azath, em meio a uma batalha feroz, Udinaas chega e liberta a Silchas Ruin. Ruin ajuda a destruir as outras criaturas. Trull decide retornar a Rhulad para ajudá-lo a encontrar sua sanidade. Enquanto isso, Tehol é atacado e quase morto. Seu irmão Hull é assassinado por trair os Letherii, deixando apenas o humilde Bugg para protegê-lo. Bugg, revela ser um Deus Ancião dos Mares, Mael, salva Tehol. Bugg / Mael depois sai para confrontar o Deus Aleijado quando o livro termina.

COMPRE NA AMAZON

Newton Nitro 17/09/2020
prof.newtonrocha@gmail.com


CONHEÇA O CENÁRIO LEGIÃO – A ERA DA DESOLAÇÃO RPG

Meu Cenário de Campanha para jogos de Fantasia Medieval Sombria e Brutal, escrito em conjunto com Antônio Sá Neto!

Legiao

Conheça mais sobre LEGIÃO no link abaixo:
https://newtonrocha.wordpress.com/legiao/

COMPRE o meu livro LEGIÃO – A Era da Desolação – Cenário de Fantasia Medieval Sombria para jogos de RPG (e cenário do meu Romance Marca da Caveira – Trilogia Legião Volume 1) – Prêmio Melhor Suplemento de RPG Nacional 2019 nesse link:
http://tinyurl.com/y4sz2psg

Legiao

NITROCAST – Podcast de DICAS DE RPG e SESSÕES DE RPG GRAVADAS!

ESCRITACAST – Podcast de Dicas para Escritores, com Carlos Rocha

NEWTON NITRO SITES

NITROBLOG YOUTUBE – Resenhas,Dicas de RPG e Dicas para Escritores:: https://www.youtube.com/user/newtonrocha

NITRODUNGEON RPG BLOG: Dicas de RPG, Aventuras, e Sistemas de RPG para Download https://newtonrocha.wordpress.com/

NITROBLOG: Resenhas Literárias, Dicas para Escritores, Contos e Livros para Download, Leitura Crítica
https://tionitroblog.wordpress.com/

NEWTON NITRO INSTAGRAM: Dicas de RPG e para Escritores https://www.instagram.com/newtonnitro/

NEWTON NITRO TWITTER: Dicas de RPG e Dicas para Escritores https://twitter.com/tionitro

NITROCAST: Dicas de RPG e Dicas para Escritores: https://nitrocastpodcast.wordpress.com/

NITROCAST INTERNET ARCHIVE: Site com TODOS as NitroSessions, NitroCasts e Nitroblogs para baixar!
https://archive.org/details/nitrocast

CONTATO
prof.newtonrocha@gmail.com


CURSO MELHORE SEU INGLÊS – Teacher Érika e Teacher Newton

FAZEMOS VOCÊ FALAR INGLÊS EM TEMPO RECORDE!

Aulas de Inglês PERSONALIZADAS e INDIVIDUAIS por Skype ou WHATSAPP!

FAÇA UMA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA
CONTATO
prof.newtonrocha@gmail.com ou no whatsapp (31) 9143-7388.


PREÇOS ACESSÍVEIS!

CARTAO FINAL

As recomendações e depoimentos de vários dos nossos alunos podem serem lidos nesse link:
https://goo.gl/6vreb2


Conheça e se inscreva nos nos canais do MELHORE SEU INGLÊS – ÉRIKA E NEWTON para DICAS DIÁRIAS E VIDEO AULAS DE INGLÊS!

► Youtube: http://www.youtube.com/c/erikaenewtoninglesporskypebh

► Melhore Seu Inglês BLOG: https://melhoreseuingles.wordpress.com/

► Facebook: https://www.facebook.com/erikaenewton

► Instagram: https://www.instagram.com/melhoreseuingles

► Melhore Seu Inglês Podcast: https://melhoreseuinglespodcast.wordpress.com

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s