Malazan Book of the Fallen #6 | The Bonehunters (Os Caçadores de Ossos) – Steven Erikson | Resenha, Citações, Mapas, Ilustrações e Resumo | NITROLEITURAS – Guia Tio Nitro da Saga Malazan #resenha #releitura #malazan

E faço a releitura de um dos meus livros favoritos da saga Malazan, o fantástico e brutal “The Bonehunters”!

Esse é o 6º  post do meu projeto GUIA TIO NITRO DA SAGA MALAZAN, uma releitura de todos os livros da saga Malazan – Book of the Fallen, com minhas novas resenhas e um sumário da trama com SPOILERS, para divulgar mais a saga no Brasil, visto que acho difícil que todos os livros sejam publicados.

Além dos livros da série Malazan – Book of the Fallen do Steven Erikson, irei ler e fazer o mesmo com os seis livros do Ian Esslemont, a série Malazan Empire. Com isso, espero ampliar mais o conhecimento dessa fantástica série de Fantasia Épica Sombria e Brutal no Brasil!


GUIA TIO NITRO DA SAGA MALAZAN 

Malazan Book of the Fallen #1 | Gardens of the Moon (Os Jardins da Lua) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #2 | Deadhouse Gates (Os Portais da Casa dos Mortos) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #3 | Memories of Ice (Memórias do Gelo) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #4 | House of Chains (A Casa das Correntes) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #5 | Midnight Tires (Marés da Meia-Noite) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #6 | The Bonehunters (Os Caçadores de Ossos) – Steven Erikson


 

Malazan Book of the Fallen #6 | The Bonehunters (Os Caçadores de Ossos) – Steven Erikson | 1232 pgs., Bantam Books (2007), 1ed. (2006) | Lido de 20.09.20 à 20.10.20 | Guia TIO NITRO da Saga Malazan | NITRORELEITURAS #resenha #releitura #malazan

SINOPSE

A Rebelião das Sete Cidades foi esmagada. Sha’ik está mortA. Uma última força rebelde permanece, escondida na cidade de Y’Ghatan e sob o comando fanático de Leoman dos Manguais. A perspectiva de sitiar esta fortaleza antiga deixa inquieto o 14º Exército Malazano, que ja está cansado de batalhas.

Pois foi aqui que o maior campeão do Império, Dassem Ultor, foi morto e uma onda de sangue Malazan derramado. Um lugar de pressentimentos, seu cheiro é de morte. Mas em outros lugares, agentes de um conflito muito maior fizeram seus movimentos iniciais.

O Deus Aleijado recebeu um lugar no panteão, um cisma ameaça e os lados devem ser escolhidos. O que quer que cada deus decida, as regras básicas mudaram, irrevogavelmente, terrivelmente e o primeiro sangue derramado será no mundo mortal.

Um mundo em que uma série de personagens, familiares e novos, incluindo Heboric Ghost Hands, o possuído Apsalar, Cutter, que já foi um ladrão agora um assassino, o guerreiro Karsa Orlong e os dois antigos andarilhos Icarium e Mappo – cada um procurando por tal destino como eles podem moldar com suas próprias mãos, guiados por sua própria vontade.

Se ao menos os deuses os deixassem em paz. Mas agora que as facas foram desembainhadas, os deuses não gostam de ser gentis. Haverá guerra, guerra nos céus.

E o prêmio? Nada menos do que a própria existência …

Os Caçadores de Ossos” começa dois meses após os eventos de House of Chains. O Décimo Quarto Exército de Malazan destruiu o exército do Redemoinho, e a Adjunta Tavore Paran executou Sha’ik.

O Décimo Quarto agora está avançando para o oeste, perseguindo os remanescentes da rebelião Redemoinho (sob Leoman dos Manguais), enquanto busca refúgio na cidade fortaleza de Y’Ghatan, onde o Império Malazan havia enfrentado sua maior derrota.

Enquanto isso, a Hoste de Onearm, restaurada ao favor da Imperatriz Laseen, pousou na costa norte de Sete Cidades para completar a tarefa de subjugar a rebelião, mas uma praga mortal foi desencadeada.

Ganoes Paran, o novo Mestre do Baralho dos Dragões, chega de Genabackis para ajudar a lidar com o caos.

Em outro lugar, o equilíbrio de poder está mudando na Corte Imperial de Malazan, e estranhos navios negros foram avistados nas águas ao redor de Quon Tali e Sete Cidades.

A busca da força expedicionária do Império Letherii para encontrar guerreiros dignos de enfrentar o Imperador Rhulad Sengar na batalha está prestes a ser respondida.

Aqui está o novo capítulo impressionante do magnífico Malazan Book of the Fallen de Steven Erikson – aclamado como um épico da imaginação e reconhecido como um clássico da fantasia contemporânea!

RESENHA

Antes vamos ver o que aconteceu em cada um dos livros anteriores.

Em Malazan #1 – Gardens of the Moon, Erikson conta a história da queda de Darujhistan como parte da conquista do Império Malazan do continente de Genabackis.

Em Malazan #2, Deadhouse Gates, nós vemos as Seven Cities se levantarem em uma revolta contra o domínio Malazan com a Whirlwind Rebellion.

Malazan #3, Memories of Ice, vemos a resposta do Império Malazan contra a ameaça (medonha por sinal) do Pannion Domin em Genabackis.

Malazan #4, House of Chains, conhecemos o personagem mais doidimais da série, o bárbaro megamass Karsa Oorlong e vemos o seu papel dentro da Whirlwind Rebellion e na House of Chains, parte do plano do grande vilão de toda a saga, o Crippled God de ser aceito na marra pelos outros deuses do mundo da saga.

Malazan #5, Midnight Tides, narra a ascensão do Imperador das Mil Mortes e seus Tiste Edur na guerra e posterior controle do Império de Lether, um império que também ameaça o Império Malazan.

Malazan #6, The Bonehunters, os Malazans confrontam os restos do Exército do Apocalipse da Whirlwind Rebellion nas Seven Cities, uma Guerra Civil na Ilha Malaz, sede do Império Malazano, e partem para enfrentar a ameaça dos Tiste Edur e o Imperador das Mil Mortes em Lether.

Ufa! E agora vamos ver como foi a releitura do “The Bonehunters”, os Caçadores de Ossos!

Um dos temas mais interessantes e recorrentes da saga “Malazan: O Livro dos Caídos” é a ideia da Convergência. As tramas dos dez livros de mais de mil páginas da saga, com seus milhares de personagens, sempre caminhando em direção à climaxes onde ocorre uma “convergência” de poderes, de diversas facções e forças em um confronto final, caótico e imprevisível.

E em “The Bonehunters”, o sexto volume da saga Malazan, em suas mais de mil e duzentas páginas, temos uma obra-prima desse tema de Convergência.

Steven Erikson é um mestre absoluto da fantasia épica militarista brutal e sombria, e talvez um dos poucos que conheço capaz de lidar com habilidade com uma miríade de pontos de vista e, de alguma forma, manter a coerência de uma história complexa e cheia de camadas de significados.

Sem deixar de lado o cuidado na elaboração de cenas épicas e dramáticas que se espera em um livro de fantasia pós-moderna, ou seja, onde a diversidade de pontos de vista e o questionamento da “verdade” dos diversos arcos narrativos, em uma visão mais cínica e ao mesmo tempo com mais complexidade psicológica, é a tônica maior.

“The Bonehunters” unifica as tramas dos cinco livros anteriores em suas mil e duzentas páginas. Temos uma batalha brutal e desesperadora que termina de vez a rebelião das Sete Cidades. Temos praticamente uma guerra civil dentro do Império Malazano. E ainda o prenúncio de uma tragédia ainda maior para o Império de Lether. E muito mais, tudo progredindo dentro a guerra dos deuses e da terrível manipulação do Deus Aleijado.

De certa forma, “The Bonehunters” fecha uma parte da saga Malazan. Uma história que girou fortemente em torno de humanidade, presunção, liderança, lealdade, companheirismo, vida e morte; e, claro, deuses, religião e fanatismo.

Toda a construção do mundo espalhada nos capítulos anteriores converge em “The Bonehunters” em uma experiência muito gratificante. A capacidade de Erikson em construir as cenas dentro de cada capítulo enquanto, ao mesmo tempo, preparar as cenas dos próximos capitulos é magistral, cada página, cada frase e cada palavra, todos eles têm um enorme valor no progresso da história, no desenvolvimento dos personagens e na construção do mundo.

Uma citação resume o tema principal de “The Bonehunters” e até de toda a saga:

“Mostre-me um deus que não exige sofrimento mortal. Mostre-me um deus que celebra a diversidade, uma celebração que abraça até os não-crentes e não seja ameaçado por eles. Mostre-me um deus que entende o significado da paz. Na vida, não na morte. ”

Fica a recomendação dessa obra fantástica e revolucionária da fantasia contemporânea. E sigo agora para a releitura de “Reaper’s Gale”, ou “A Ventania Ceifadora”,o sétimo volume da saga Malazan, que prepara o final espetacular dessa saga!

E vamos ler Malazan pessoal, porque Malazan é doidimais!


MAPAS

 

.


CITAÇÕES DE “BONEHUNTERS”

“Há algo profundamente cínico, meus amigos, na noção de paraíso após a morte. A isca é a evasão. A promessa é desculpada. Não é necessário aceitar a responsabilidade pelo mundo como ele é e, por extensão, não é necessário fazer nada a respeito. Para lutar pela mudança, pela verdadeira bondade neste mundo mortal, deve-se reconhecer e aceitar, dentro da própria alma, que esta realidade mortal tem um propósito em si mesma, que seu maior valor não é para nós, mas para nossos filhos e seus filhos. Ver a vida apenas como uma passagem rápida, um caminho sujo e torturado – tornado sujo e torturado por nossa própria indiferença – é desculpar todos os tipos de miséria e depravação e exigir punição cruel sobre as vidas inocentes que virão.

Desafio essa noção de paraíso além dos portões de osso. Se a alma realmente sobrevive à passagem, então cabe a nós – cada um de nós, meus amigos – nutrir uma fé na similitude: o que nos espera é um reflexo do que deixamos para trás, e no esbanjamento de nossa existência mortal, nos rendemos a oportunidade de aprender os caminhos do bem, a prática da simpatia, empatia, compaixão e cura – tudo passou na nossa pressa de chegar a um lugar de glória e beleza, um lugar que não conquistamos, e com certeza não merecemos. ”

“Mostre-me um deus que não exige sofrimento mortal.
Mostre-me um deus que celebra a diversidade, uma celebração que abraça até os não-crentes e não seja ameaçado por eles.

Mostre-me um deus que entende o significado da paz. Na vida, não na morte. ”

“Todos aqueles adoradores briguentos, cada um convencido de que sua versão é a certa. Imagine receber orações de dez milhões de crentes, nenhum deles acreditando na mesma coisa que aquele ajoelhado ao lado dele ou dela. Imagine todos aqueles Livros Sagrados, nenhum deles concordando em nada, mas todos eles pretendendo ser a palavra daquele deus único. Imagine dois exércitos se aniquilando, ambos em nome daquele deus. Quem não ficaria louco com isso? ”

“Guarde suas explicações, eu tenho algumas perguntas para você primeiro e é melhor você respondê-las! ‘ [Hellian arrastado.]
‘Com o que?’ [Banaschar] zombou. ‘Explicações?’
‘Não. Respostas Há uma diferença- ‘
‘Realmente? Quão? Que diferença?’
‘Explicações são o que as pessoas usam quando precisam mentir. Você sempre pode dizer a eles, porque aqueles não explicam nada e então eles olham para você como se tivessem apenas esclarecido as coisas quando na verdade eles fizeram o oposto e eles sabem disso e você sabe disso e eles sabem que você sabe e você sabe que eles saiba que você conhece e eles conhecem você e você os conhece e talvez você saia para um arremessador mais tarde, mas quem paga a conta? É isso que eu quero saber. ‘
‘Certo, e respostas?’
‘Respostas é o que eu recebo quando faço perguntas. Respostas é quando você não tem escolha. Eu pergunto, você conta. Eu pergunto de novo, você conta um pouco mais. Aí eu quebro seus dedos, porque não gosto do que você está me dizendo, porque essas respostas não explicam nada! ”

“Depois de queimar as pontes atrás de você, não comece um incêndio na que está à sua frente.”

“Nunca, queridos deuses. Nunca mexa com mortais. ”

“Ele acha que eu vou bater nele. Golpeie-o com uma vara grande. Mula tola. Oh não, eu sou muito mais astuto. Vou surpreendê-lo com gentileza … até que ele se acalme e dispense toda vigilância, e então … rá! Vou dar um soco no nariz dele! Ele não ficará surpreso! Nenhuma mula pode competir comigo. Sim, muitos tentaram e quase todos falharam! ”

“Todos aqueles adoradores briguentos, cada um convencido de que sua versão é a certa. Imagine receber orações de dez milhões de crentes, nenhum deles acreditando na mesma coisa que aquele ajoelhado ao lado dele ou dela. Imagine todos aqueles Livros Sagrados, nenhum deles concordando em nada, mas todos eles pretendendo ser a palavra daquele deus único. Imagine dois exércitos se aniquilando, ambos em nome daquele deus. Quem não ficaria louco com isso? ”

“Disciplina é enfrentar o inimigo interno tanto quanto o inimigo antes de você;”

“A disciplina é a maior arma contra os hipócritas. Devemos medir a virtude de nossa própria resposta controlada ao responder às atrocidades dos fanáticos. E ainda, que não seja reivindicado, em nossa própria oratória de piedade, que nós estamos sem nossos próprios fanáticos; para a raça hipócrita onde quer que a tradição se mantenha, e mais frequentemente quando existe a percepção de que a tradição está sob ataque. Fanáticos podem ser criados tão facilmente em um ambiente de decadência moral (real ou imaginária) quanto em um ambiente de injustiça legítima ou sob a bandeira de uma causa comum.

Disciplina é enfrentar o inimigo interno tanto quanto o inimigo antes de você; pois sem julgamento crítico, a arma que você empunha entrega – e não sejamos tímidos aqui – nada além de assassinato.E sua primeira vítima é a probidade moral de sua causa. ”

“Ele ergueu outro cartão e colocou-o diante dele. ‘Sacerdote da Vida, hah, agora que esta é uma boa. O jogo acabou. ‘
‘Quem ganha?’ a Adjunta, com o rosto pálido como cera de vela, perguntou em um sussurro.
“Ninguém”, respondeu Fiddler. – Isso é vida para você. Ele se levantou de repente, cambaleou e cambaleou para a porta.

“Tudo o que é adorado é apenas um reflexo do adorador.”

“Somos criaturas contrárias, nós humanos, mas não precisamos ter medo ou nos preocupar muito com isso. E se você fizer uma lista dessas pessoas que adoram a consistência, você descobrirá que são todos e todos os tiranos ou pretensos tiranos. Governar sobre milhares, ou sobre um marido ou uma esposa, ou algum filho encolhido. Nunca tema a contradição, Cutter, é o próprio cerne da diversidade. ”

“O que, em nome de Hood, você está fazendo aqui?
‘Escondendo, como é? Esse sempre foi o seu problema, Kal, sua falta de sutileza. Mais cedo ou mais tarde, você terá problemas. Já está escuro?
‘Não. Ouça, o que há com esse maldito vendaval lá em cima? Está tudo errado-‘
– Você acabou de notar?
Kalam fez uma careta na escuridão. Bem, pelo menos ele encontrou o mago. O Grande Mago do Décimo Quarto, escondido entre caixotes, tonéis e fardos. Oh, como isso é encorajador?

Ben rápido avançou ainda mais no estreito espaço entre a carga. “Aqui, há espaço.”
Depois de um momento, Kalam se juntou a ele. ‘Você tem algo para comer? Bebida?’
‘Naturalmente.’
‘Boa.”

“O que resta entender? A escolha é uma ilusão. Liberdade é presunção. As mãos que se estendem para guiar cada passo seu, cada pensamento seu, não vêm dos deuses, pois eles não estão menos iludidos do que nós – não, meus amigos, essas mãos vêm a cada um de nós … de cada um de nós. ”

“O Alto Mago fez uma careta. ‘Tudo certo. Talvez eu estivesse tentando assustar você.
Mas vai ser difícil. Isso é verdade. E lá no Silanda, o Violinista vai vomitar suas tripas.
Kalam, pensando nisso, sorriu de repente. “Isso me anima.”
‘Eu também.”


COMPRE NA AMAZON

Malazan Book of the Fallen #6 | The Bonehunters (Os Caçadores de Ossos)
https://tinyurl.com/y69gvfed


IMAGENS DA SAGA MALAZAN

RESUMO DA TRAMA DE MIDNIGHT TIDES – AS MARÉS DA MEIA-NOITE (ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS!)

Traduzido de Malazan Wiki

PRÓLOGO
O romance começa com o rescaldo de uma batalha massiva entre uma aliança de Tiste Edur , liderada por Scabandari Bloodeye, e Tiste Andii , liderada por Silchas Ruin, contra algum K’Chain Che’Malle . O intrigante Scabandari massacra seus ex-aliados para tomar a terra para seu próprio povo. [5]

Mais tarde, um ferreiro chamado Withal é levado até uma praia, onde entra a serviço do Deus Aleijado para forjar uma espada.

OS LETHERII
Muitos anos depois disso, as tribos Tiste Edur , recentemente unificadas sob o Rei Warlock, devem se encontrar com uma delegação do Reino de Lether para discutir um tratado. Os Letherii são uma sociedade expansionista com reputação de traição. Esta reputação é comprovadamente merecida quando os navios mercantes letherii começam uma colheita ilegal de focas no território de Edur. Trull Sengar testemunha isso e leva uma palavra ao Rei Feiticeiro, que com a ajuda de seus aprendizes, destrói os navios. Os Edur adquiriram muitos escravos ao longo dos anos, incluindo Letherii. Uma noite, enquanto os Edur estavam em uma reunião do conselho, uma escrava vidente chamada Bruxa das Penas fez um casting, onde uma escrava da família Sengar chamada Udinaas é ferida por um Wyval.

Enquanto isso, em Letheras, a capital Letherii, Tehol Beddict mora em uma casa com seu criado, Bugg. Tehol fez fortuna com o equivalente Letherii da bolsa de valores, mas depois a perdeu misteriosamente. Ele agora dorme no telhado desta casa, com seus bens diminuindo gradualmente. O que ninguém mais em Lether sabe é que Tehol apenas parecia ter perdido seu dinheiro e ainda controla vários negócios em Lether. Ele está planejando um plano para derrubar a economia de Lether. O irmão de Tehol, Brys, é o guarda-costas pessoal do rei. A cidade de Lether está se preparando para o cumprimento de uma profecia que afirma que no Sétimo Encerramento o Rei se tornará Imperador.

A ASCENÇÃO DO IMPERADOR
Para aumentar seu poder, o Rei Bruxo envia Trull Sengar e seus irmãos Fear, Binadas e Rhulad em uma missão para recuperar uma espada que eles encontrarão e trazê-la de volta para ele sem que ela faça contato com a pele. Eles finalmente alcançam uma longarina de gelo segurando a espada, onde são atacados por uma tribo de Soletaken conhecida como Jheck. Rhulad pega a espada em combate e é morto enquanto a carregava.

Os irmãos Sengar voltam carregando o cadáver de Rhulad. O cadáver não abrirá mão da espada, causando uma rivalidade entre o Rei Bruxo e os Sengars. Enquanto seu corpo está sendo preparado para o funeral, Rhulad retorna dos mortos por meio das maquinações do Deus Aleijado . Com a ajuda do escravo Udinaas, Rhulad recupera sua sanidade e assume o poder sobre os Edur. Ele expulsa a delegação Letherii e começa os preparativos para a guerra. Hull Beddict, no entanto, fica e jura lealdade a Rhulad, dando aos Edur informações valiosas para a guerra contra os Letherii.

ENQUANTO ISSO, EM LETHER

Os planos de Tehol Beddict começam a se concretizar. Ele evacua cidadãos não-Letherii, engana Gerun Eberict e mantém seus parceiros enganados. O Rei Diskanar se coroou como Imperador enquanto as forças Letherii sob o comando da Rainha e do Príncipe são derrotadas e destruídas na batalha.

Desconhecido para a maior parte da cidade, o problema está se formando na Casa Azath de lá. A casa, que contém a Ruína de Silchas junto com muitos outros indivíduos poderosos, está morrendo e confia a uma criança morta-viva que contém a alma adormecida de um Assalto Forkrul para alimentá-la com sangue para mantê-la viva. Ela é contatada por Bugg, que tem mais conhecimento do que se poderia suspeitar de um humilde criado. Ele dá seu conselho. Mais tarde, uma série de seres escapam, apenas para serem tratados pelo misterioso Bugg.

CONQUISTA

O Wyval que habita Udinaas assume o controle dele e o força a deixar o grupo de Edur. Rhulad mais tarde é morto em combate e volta à vida. Abandonado por Udinaas, ele cai em um estado de insanidade. Os Edur tomam o Domicílio Eterno com sucesso, apesar da resistência de Ceda e Brys Beddict. Trull Sengar mata o Ceda e Brys desafia Rhulad. Brys incapacita Rhulad sem matá-lo. O resto dos Edur não consegue matar seu imperador, então ele deita no chão gritando. O recém-coroado Imperador Diskanar cometeu suicídio usando vinho envenenado, como ele esperava perder. Após mutilar Rhulad, Brys é forçado pelo Errant, um Ascendente, para beber do cálice envenenado, e assim morre. Durante o curso de sua vida, Brys certa vez salvou um guardião de almas mortas que vivia no fundo do mar. Após sua morte, o guardião veio para levá-lo embora e, ao fazê-lo, matou Rhulad por misericórdia. No entanto, Feather Witch encontra um dedo que Brys perdeu em sua batalha com Rhulad. Trull e Fear fogem, embora não juntos.

De volta à casa Azath, em meio a uma batalha feroz, Udinaas chega e liberta a Silchas Ruin. Ruin ajuda a destruir as outras criaturas. Trull decide retornar a Rhulad para ajudá-lo a encontrar sua sanidade. Enquanto isso, Tehol é atacado e quase morto. Seu irmão Hull é assassinado por trair os Letherii, deixando apenas o humilde Bugg para protegê-lo. Bugg, revela ser um Deus Ancião dos Mares, Mael, salva Tehol. Bugg / Mael depois sai para confrontar o Deus Aleijado quando o livro termina.

COMPRE NA AMAZON

Newton Nitro 17/09/2020
prof.newtonrocha@gmail.com


CONHEÇA O CENÁRIO LEGIÃO – A ERA DA DESOLAÇÃO RPG

Meu Cenário de Campanha para jogos de Fantasia Medieval Sombria e Brutal, escrito em conjunto com Antônio Sá Neto!

Legiao

Conheça mais sobre LEGIÃO no link abaixo:
https://newtonrocha.wordpress.com/legiao/

COMPRE o meu livro LEGIÃO – A Era da Desolação – Cenário de Fantasia Medieval Sombria para jogos de RPG (e cenário do meu Romance Marca da Caveira – Trilogia Legião Volume 1) – Prêmio Melhor Suplemento de RPG Nacional 2019 nesse link:
http://tinyurl.com/y4sz2psg

Legiao

NITROCAST – Podcast de DICAS DE RPG e SESSÕES DE RPG GRAVADAS!

ESCRITACAST – Podcast de Dicas para Escritores, com Carlos Rocha

NEWTON NITRO SITES

NITROBLOG YOUTUBE – Resenhas,Dicas de RPG e Dicas para Escritores:: https://www.youtube.com/user/newtonrocha

NITRODUNGEON RPG BLOG: Dicas de RPG, Aventuras, e Sistemas de RPG para Download https://newtonrocha.wordpress.com/

NITROBLOG: Resenhas Literárias, Dicas para Escritores, Contos e Livros para Download, Leitura Crítica
https://tionitroblog.wordpress.com/

NEWTON NITRO INSTAGRAM: Dicas de RPG e para Escritores https://www.instagram.com/newtonnitro/

NEWTON NITRO TWITTER: Dicas de RPG e Dicas para Escritores https://twitter.com/tionitro

NITROCAST: Dicas de RPG e Dicas para Escritores: https://nitrocastpodcast.wordpress.com/

NITROCAST INTERNET ARCHIVE: Site com TODOS as NitroSessions, NitroCasts e Nitroblogs para baixar!
https://archive.org/details/nitrocast

CONTATO
prof.newtonrocha@gmail.com


CURSO MELHORE SEU INGLÊS – Teacher Érika e Teacher Newton

FAZEMOS VOCÊ FALAR INGLÊS EM TEMPO RECORDE!

Aulas de Inglês PERSONALIZADAS e INDIVIDUAIS por Skype ou WHATSAPP!

FAÇA UMA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA
CONTATO
prof.newtonrocha@gmail.com ou no whatsapp (31) 9143-7388.


PREÇOS ACESSÍVEIS!

CARTAO FINAL

As recomendações e depoimentos de vários dos nossos alunos podem serem lidos nesse link:
https://goo.gl/6vreb2


Conheça e se inscreva nos nos canais do MELHORE SEU INGLÊS – ÉRIKA E NEWTON para DICAS DIÁRIAS E VIDEO AULAS DE INGLÊS!

► Youtube: http://www.youtube.com/c/erikaenewtoninglesporskypebh

► Melhore Seu Inglês BLOG: https://melhoreseuingles.wordpress.com/

► Facebook: https://www.facebook.com/erikaenewton

► Instagram: https://www.instagram.com/melhoreseuingles

► Melhore Seu Inglês Podcast: https://melhoreseuinglespodcast.wordpress.com

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s