Malazan Book of the Fallen #5 | Midnight Tires (Marés da Meia-Noite) – Steven Erikson | Resenha, Citações, Mapas, Ilustrações e Resumo | NITROLEITURAS – Guia Tio Nitro da Saga Malazan #resenha #releitura #malazan

Mais uma grande obra da saga Malazan. Em Marés da Meia-Noite, Erikson faz uma crítica mordaz do imperialismo, encarnado no reino expansionista de Lether e em seu trágico imperador.

Esse é o 5º  post do meu projeto GUIA TIO NITRO DA SAGA MALAZAN, uma releitura de todos os livros da saga Malazan – Book of the Fallen, com minhas novas resenhas e um sumário da trama com SPOILERS, para divulgar mais a saga no Brasil, visto que acho difícil que todos os livros sejam publicados.

Além dos livros da série Malazan – Book of the Fallen do Steven Erikson, irei ler e fazer o mesmo com os seis livros do Ian Esslemont, a série Malazan Empire. Com isso, espero ampliar mais o conhecimento dessa fantástica série de Fantasia Épica Sombria e Brutal no Brasil!


GUIA TIO NITRO DA SAGA MALAZAN 

Malazan Book of the Fallen #1 | Gardens of the Moon (Os Jardins da Lua) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #2 | Deadhouse Gates (Os Portais da Casa dos Mortos) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #3 | Memories of Ice (Memórias do Gelo) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #4 | House of Chains (A Casa das Correntes) – Steven Erikson

Malazan Book of the Fallen #5 | Midnight Tires (Marés da Meia-Noite) – Steven Erikson


Malazan Book of the Fallen #5 | Midnight Tires (Marés da Meia-Noite) – Steven Erikson | 1015 pgs., Tor Books (2007), 1ed. (2002) | Lido de 10.08.20 à 02.09.20 | Guia TIO NITRO da Saga Malazan | NITRORELEITURAS #resenha #releitura #malazan

SINOPSE

Depois de décadas de guerra destrutiva, as tribos dos Tiste Edur finalmente se uniram sob o Rei Feiticeiro de Hiroth. Há paz – mas ela foi exigida a um preço terrível: um pacto feito com um poder oculto cujos motivos são na melhor das hipóteses suspeitos, na pior, mortal.

Ao sul, o reino expansionista de Lether, ansioso para cumprir seu renascimento há muito profetizado como um Império renascido, escravizou todos os seus vizinhos menos civilizados com fome voraz. Todos, isto é, exceto um – o Tiste Edur. E deve ser apenas uma questão de tempo antes que eles também caiam – seja sob o peso sufocante do ouro, seja pela matança ao fio de uma espada. Ou então o Destino decretou.

No entanto, enquanto os dois lados se reúnem para um tratado fundamental que nenhum dos dois realmente deseja, forças antigas estão despertando. Pois a luta iminente entre esses dois povos é apenas um pálido reflexo de uma batalha muito mais profunda e primitiva – um confronto com a ferida ainda crua de uma velha traição e o desejo de vingança em seu coração fervente …

RESENHA

“Midnight Tides”, apesar de não tão marcante quando os livros e o precederam, tem o seu lugar na saga Malazan, com Erickson abordando de maneira direta o tema do imperialismo e buscando fazer uma crítica ácida ao capitalismo moderno, em uma história que se passa paralelamente aos eventos dos volumes anteriores da série.

Nessa releitura eu notei que, ao meu ver, “Midnight Tides” apesar de ter grandes momentos e personagens geniais como Tehol, um gênio das finanças que busca derrubar o Império de Lether sabotando sua economia, e seu misterioso serviçal Bug, excelentes arcos de personagens e muita tragédia, sofre com problemas de ritmo na sua parte central, que se arrasta um pouco, algo que não havia sentido nos outros volumes da saga Malazan.

Mas o interessante que, todas as suas mais de mil páginas, surgiram a partir do final do livro quatro, o House of Chains, quando Trull Sengar começou a contar a história de como ele foi acorrentado à parede na dimensão de Kurald Emurlan. Uma história que se passa do outro lado do mundo das narrativas anteriores.

Enquanto os eventos de “Deadhouse Gates” e “Memory of Ice” estavam acontecendo do outro lado do mundo, as tribos Tiste Edur foram unidas pelo Rei-Feticeiro.

Eles estão enfrentando a anexação pelo ganancioso Lether ao sul, uma nação de mercadores que querem os recursos naturais das terras de Edur. Os Letheri destruíram outras tribos por meio de tratados obscuros e traições deliberadas, mas o Rei-Feiticeiro tem um novo aliado.

Ele planeja enviar os Irmãos Sengar (Fear, Trull, Binadas e o jovem Rulad) em uma missão para receber um presente no deserto ártico ao norte de suas terras. Provará a salvação de seu povo ou sua ruína? Outro conjunto de irmãos, Beddicts, tem seus próprios objetivos.

Tehol Beddict parece empobrecido após seu colapso financeiro, mas ele realmente descobriu o segredo para destruir a economia de seu povo e se encolheu.

No entanto, quando aqueles cujo povo foi destruído pelos Lethers quiserem que ele tente novamente, ele aceitará?

No palácio, Brice Beddict é o campeão do rei do Império de Lether. Envolvido na complexa política de Lether, ele jura proteger seu rei, mesmo que o homem não seja digno de sua devoção.

Por último, Hull Beddict planeja a destruição de seu povo de outra maneira. Ele quer salvar os Edur do destino de outras tribos, oprimidos pela culpa.

É com essas situações iniciais que Erickson trabalha, com um grande elenco de personagens, uma história trágica de uma guerra, onde os dois lados acabam se autodestruindo no conflito.

Erikson é um autor que foca em exploração de personagens, e nesse livro temos uma dupla sensacional em Tehol e Bug, cujas passagens, e os personagens que orbitam os dois, são muito engraçadas.

Gostei muito do drama real dos Tiste Edur, com seu imperador imortal, louco e amaldiçoado, e os conflitos que surgem entre os irmãos do imperador. Mais uma vez, Erikson coloca profundidade psicológica e moralidade complexa em sua literatura de fantasia, e desafiando o leitor com suas tragédias e visão de mundo que varia entre o pessimismo, o realismo e o puro niilismo.

“Midnight Tides” gira em torno de um conflito entre os Letherii e os Titse Edur. Arrogantemente, os Letherii incitaram os Edur à guerra, presumindo que sua riqueza, magia e tamanho significarão a vitória inevitável dos Letherii. Infelizmente para eles, os Edur são guerreiros talentosos com uma ferocidade inesperada. Além disso, este grupo de Edur recebeu poderes profanos do Deus Aleijado, que se colocou em posição de controlar os Edur por meio de seu jovem imperador, Rhulad.

É praticamente impossível não ligar os Letherii com os Estados Unidos, ou talvez com a Grã Bretanha em seu período imperalista. A crítica ao capitalismo selvagem e feroz dos Letherii se extende por todo o livro, e gostei muito das elocubrações filosóficas de personagens sobre questões americanas como “o Destino Manifesto”, a concepção de “liberdade” usada pelos Letherii para justificar suas invasões e massacres de povos mais primitivos em termos civilizatórios, entre outros temas instigantes e polêmicos.

Em relação aos outros livrso da saga, “Midnight Tides” possui o mesmo drama, violência e imagens magníficas, além de batalhas épicas, humor ácido e tragédias de cortar o coração.

Recomendadíssimo, apesar do começo meio lento! A habilidade de Erikson de mudar seu estilo de escrever dependendo do ponto de vista do personagem que serve de foco na narrativa é sensacional, e é um exemplo que eu também procuro seguir em meus livros.

Assim, se você, leitor, está iniciando na saga Malazan, eu o encorajo a não desanimar quando se sentir perdido ou por ter perdido algo importante. Continue lendo e conforme o livro chega ao fim, tudo ou quase tudo ficará claro!


O resumo da trama COM SPOILERS, está logo depois das IMAGENS da saga Malazan!


MAPAS

.

 

CITAÇÕES DE “MIDNIGHT TIDES”

“O destino é uma mentira. O destino é a justificativa para a atrocidade. É o meio pelo qual os assassinos se protegem contra reprimendas. É uma palavra que pretende substituir a ética, negando todo o contexto moral. ”

“O caos não precisa de aliados, pois habita como um veneno em cada um de nós.”

“Temos um talento para disfarçar a ganância sob o manto da liberdade. Quanto aos atos passados ​​de depravação, preferimos ignorá-los. Afinal, o progresso significa olhar sempre para a frente, e tudo o que pisamos em nosso rastro é melhor esquecer. ”

“Não procurem encontrar esperança entre seus líderes. Eles são repositórios de veneno. O interesse deles em você se estende apenas na medida em que sua capacidade de controlá-lo. De você, eles buscam o dever e a obediência e vão enganá-lo com a linguagem da fé estimulante. Eles procuram seguidores e ai daqueles que questionam ou desafiam. ‘Civilização após civilização, é a mesma coisa. O mundo cai na tirania com um sussurro. Os amedrontados estão sempre dispostos a curvar-se a uma necessidade percebida, na crença de que a necessidade força a conformidade, e a conformidade uma certa estabilidade. Em um mundo moldado para a conformidade, os dissidentes se destacam, são facilmente marcados e tratados. Não há uma infinidade de perspectivas, nenhum diálogo. A vítima assume a face do tirano, hipócrita e intransigente, e as guerras se multiplicam como vermes. E as pessoas morrem. ”

“O dinheiro é apenas uma ideia, tem poder. Só que não é um poder real. Apenas a promessa de poder. Mas essa promessa é suficiente, desde que todos continuem fingindo que é real. Pare de fingir e tudo desmoronará. ”

“Como se os únicos gestos genuínos fossem os pequenos, os sem público. Como se a verdadeira honestidade pertencesse à solidão, visto que ser testemunhado era um desempenho, e o desempenho era inerentemente falso, uma vez que convidava à expectativa ”.

“O medo denuncia sabedoria. Reconhecimento de responsabilidade. ”

“Tudo pelo que vale a pena lutar é ganho sem lutar.

“Oh, falamos de progresso, mas o que realmente desejamos é a perpetuação do presente”

“Quando alguém não sabe o que busca, a cautela é a armadura mais segura.”

“Para alcançar a paz, a destruição é entregue. Para dar o presente da liberdade, promete-se a prisão eterna. O julgamento elimina a necessidade de justiça. Este é um abraço estudado e deliberado da oposição diamétrica. É uma crença no equilíbrio, uma crença afirmada com a convicção da religião. Mas, neste caso, a prova do poder de um deus não está na causa, mas no efeito. Conseqüentemente, neste mundo e em todos os outros, a prova é alcançada pela ação e, portanto, toda ação – incluindo o ato de escolher a inação – é inerentemente moral. Nenhuma ação está fora do contexto moral. Ao mesmo tempo, o ato moralmente mais perfeito é aquele tomado em oposição ao que ocorreu antes. ”

“Civilização após civilização, é a mesma coisa. O mundo cai na tirania com um sussurro. Os amedrontados estão sempre dispostos a curvar-se a uma necessidade percebida, na crença de que a necessidade força a conformidade, e a conformidade uma certa estabilidade. Em um mundo moldado para a conformidade, os dissidentes se destacam, são facilmente marcados e tratados. Não há uma infinidade de perspectivas, nenhum diálogo. A vítima assume a face do tirano, hipócrita e intransigente, e as guerras se multiplicam como vermes. E as pessoas morrem. ”

“ Caído. Quem segue nossos passos, eu me pergunto? Nós que somos os esquecidos, os desprezados e os ignorados. Quando o caminho é o fracasso, nunca é feito voluntariamente. Os caídos. Por que meu coração chora por eles? Não eles, mas nós, pois certamente estou contado entre eles. Escravos, servos, camponeses e trabalhadores sem nome, os rostos borrados na multidão – apenas uma mancha na memória, um arrastar de pés pelas passagens laterais da história.

Pode-se parar, pode-se virar e forçar os olhos a penetrar na escuridão? E vê os caídos? Alguém pode ver os caídos? E se sim, que emoção nasce naquele momento?

Havia lágrimas em seu rosto, pingando em suas mãos esfoladas. Ele sabia a resposta a essa pergunta, afiada e profundamente cravada, e a resposta era … reconhecimento. ”

“Você está carrancudo. Por quê?’ ‘Bem, eu já matei um deus hoje’, disse Iron Bars. ‘Se eu soubesse que este seria um dia para matar deuses, eu poderia ter me controlado melhor.’

“Tehol pegou sua xícara e cheirou cuidadosamente. Então ele franziu o cenho para seu criado.
Quem encolheu os ombros. “Não temos ervas, mestre. Tive que improvisar. ”
“Com o que? Pele de ovelha? ”
As sobrancelhas de Bugg se ergueram. “Muito perto, de fato. Eu tinha um pouco de lã que sobrou. ”
“O amarelo ou o cinza?”
“O cinza.”
“Bem, está tudo bem, então.” Ele bebeu. “Suave.”
“Sim, delicioso.”
“Não estamos nos envenenando, estamos?”

“Aqueles que conheciam apenas um caminho viriam a adorá-lo, mesmo que conduzisse à beira de um penhasco.”

IMAGENS DA SAGA MALAZAN

RESUMO DA TRAMA DE MIDNIGHT TIDES – AS MARÉS DA MEIA-NOITE (ATENÇÃO: CONTÉM SPOILERS!)

Traduzido de Malazan Wiki

PRÓLOGO
O romance começa com o rescaldo de uma batalha massiva entre uma aliança de Tiste Edur , liderada por Scabandari Bloodeye, e Tiste Andii , liderada por Silchas Ruin, contra algum K’Chain Che’Malle . O intrigante Scabandari massacra seus ex-aliados para tomar a terra para seu próprio povo. [5]

Mais tarde, um ferreiro chamado Withal é levado até uma praia, onde entra a serviço do Deus Aleijado para forjar uma espada.

OS LETHERII
Muitos anos depois disso, as tribos Tiste Edur , recentemente unificadas sob o Rei Warlock, devem se encontrar com uma delegação do Reino de Lether para discutir um tratado. Os Letherii são uma sociedade expansionista com reputação de traição. Esta reputação é comprovadamente merecida quando os navios mercantes letherii começam uma colheita ilegal de focas no território de Edur. Trull Sengar testemunha isso e leva uma palavra ao Rei Feiticeiro, que com a ajuda de seus aprendizes, destrói os navios. Os Edur adquiriram muitos escravos ao longo dos anos, incluindo Letherii. Uma noite, enquanto os Edur estavam em uma reunião do conselho, uma escrava vidente chamada Bruxa das Penas fez um casting, onde uma escrava da família Sengar chamada Udinaas é ferida por um Wyval.

Enquanto isso, em Letheras, a capital Letherii, Tehol Beddict mora em uma casa com seu criado, Bugg. Tehol fez fortuna com o equivalente Letherii da bolsa de valores, mas depois a perdeu misteriosamente. Ele agora dorme no telhado desta casa, com seus bens diminuindo gradualmente. O que ninguém mais em Lether sabe é que Tehol apenas parecia ter perdido seu dinheiro e ainda controla vários negócios em Lether. Ele está planejando um plano para derrubar a economia de Lether. O irmão de Tehol, Brys, é o guarda-costas pessoal do rei. A cidade de Lether está se preparando para o cumprimento de uma profecia que afirma que no Sétimo Encerramento o Rei se tornará Imperador.

A ASCENÇÃO DO IMPERADOR
Para aumentar seu poder, o Rei Bruxo envia Trull Sengar e seus irmãos Fear, Binadas e Rhulad em uma missão para recuperar uma espada que eles encontrarão e trazê-la de volta para ele sem que ela faça contato com a pele. Eles finalmente alcançam uma longarina de gelo segurando a espada, onde são atacados por uma tribo de Soletaken conhecida como Jheck. Rhulad pega a espada em combate e é morto enquanto a carregava.

Os irmãos Sengar voltam carregando o cadáver de Rhulad. O cadáver não abrirá mão da espada, causando uma rivalidade entre o Rei Bruxo e os Sengars. Enquanto seu corpo está sendo preparado para o funeral, Rhulad retorna dos mortos por meio das maquinações do Deus Aleijado . Com a ajuda do escravo Udinaas, Rhulad recupera sua sanidade e assume o poder sobre os Edur. Ele expulsa a delegação Letherii e começa os preparativos para a guerra. Hull Beddict, no entanto, fica e jura lealdade a Rhulad, dando aos Edur informações valiosas para a guerra contra os Letherii.

ENQUANTO ISSO, EM LETHER

Os planos de Tehol Beddict começam a se concretizar. Ele evacua cidadãos não-Letherii, engana Gerun Eberict e mantém seus parceiros enganados. O Rei Diskanar se coroou como Imperador enquanto as forças Letherii sob o comando da Rainha e do Príncipe são derrotadas e destruídas na batalha.

Desconhecido para a maior parte da cidade, o problema está se formando na Casa Azath de lá. A casa, que contém a Ruína de Silchas junto com muitos outros indivíduos poderosos, está morrendo e confia a uma criança morta-viva que contém a alma adormecida de um Assalto Forkrul para alimentá-la com sangue para mantê-la viva. Ela é contatada por Bugg, que tem mais conhecimento do que se poderia suspeitar de um humilde criado. Ele dá seu conselho. Mais tarde, uma série de seres escapam, apenas para serem tratados pelo misterioso Bugg.

CONQUISTA

O Wyval que habita Udinaas assume o controle dele e o força a deixar o grupo de Edur. Rhulad mais tarde é morto em combate e volta à vida. Abandonado por Udinaas, ele cai em um estado de insanidade. Os Edur tomam o Domicílio Eterno com sucesso, apesar da resistência de Ceda e Brys Beddict. Trull Sengar mata o Ceda e Brys desafia Rhulad. Brys incapacita Rhulad sem matá-lo. O resto dos Edur não consegue matar seu imperador, então ele deita no chão gritando. O recém-coroado Imperador Diskanar cometeu suicídio usando vinho envenenado, como ele esperava perder. Após mutilar Rhulad, Brys é forçado pelo Errant, um Ascendente, para beber do cálice envenenado, e assim morre. Durante o curso de sua vida, Brys certa vez salvou um guardião de almas mortas que vivia no fundo do mar. Após sua morte, o guardião veio para levá-lo embora e, ao fazê-lo, matou Rhulad por misericórdia. No entanto, Feather Witch encontra um dedo que Brys perdeu em sua batalha com Rhulad. Trull e Fear fogem, embora não juntos.

De volta à casa Azath, em meio a uma batalha feroz, Udinaas chega e liberta a Silchas Ruin. Ruin ajuda a destruir as outras criaturas. Trull decide retornar a Rhulad para ajudá-lo a encontrar sua sanidade. Enquanto isso, Tehol é atacado e quase morto. Seu irmão Hull é assassinado por trair os Letherii, deixando apenas o humilde Bugg para protegê-lo. Bugg, revela ser um Deus Ancião dos Mares, Mael, salva Tehol. Bugg / Mael depois sai para confrontar o Deus Aleijado quando o livro termina.

COMPRE NA AMAZON

Newton Nitro 17/09/2020
prof.newtonrocha@gmail.com


CONHEÇA O CENÁRIO LEGIÃO – A ERA DA DESOLAÇÃO RPG

Meu Cenário de Campanha para jogos de Fantasia Medieval Sombria e Brutal, escrito em conjunto com Antônio Sá Neto!

Legiao

Conheça mais sobre LEGIÃO no link abaixo:
https://newtonrocha.wordpress.com/legiao/

COMPRE o meu livro LEGIÃO – A Era da Desolação – Cenário de Fantasia Medieval Sombria para jogos de RPG (e cenário do meu Romance Marca da Caveira – Trilogia Legião Volume 1) – Prêmio Melhor Suplemento de RPG Nacional 2019 nesse link:
http://tinyurl.com/y4sz2psg

Legiao

NITROCAST – Podcast de DICAS DE RPG e SESSÕES DE RPG GRAVADAS!

ESCRITACAST – Podcast de Dicas para Escritores, com Carlos Rocha

NEWTON NITRO SITES

NITROBLOG YOUTUBE – Resenhas,Dicas de RPG e Dicas para Escritores:: https://www.youtube.com/user/newtonrocha

NITRODUNGEON RPG BLOG: Dicas de RPG, Aventuras, e Sistemas de RPG para Download https://newtonrocha.wordpress.com/

NITROBLOG: Resenhas Literárias, Dicas para Escritores, Contos e Livros para Download, Leitura Crítica
https://tionitroblog.wordpress.com/

NEWTON NITRO INSTAGRAM: Dicas de RPG e para Escritores https://www.instagram.com/newtonnitro/

NEWTON NITRO TWITTER: Dicas de RPG e Dicas para Escritores https://twitter.com/tionitro

NITROCAST: Dicas de RPG e Dicas para Escritores: https://nitrocastpodcast.wordpress.com/

NITROCAST INTERNET ARCHIVE: Site com TODOS as NitroSessions, NitroCasts e Nitroblogs para baixar!
https://archive.org/details/nitrocast

CONTATO
prof.newtonrocha@gmail.com


CURSO MELHORE SEU INGLÊS – Teacher Érika e Teacher Newton

FAZEMOS VOCÊ FALAR INGLÊS EM TEMPO RECORDE!

Aulas de Inglês PERSONALIZADAS e INDIVIDUAIS por Skype ou WHATSAPP!

FAÇA UMA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA
CONTATO
prof.newtonrocha@gmail.com ou no whatsapp (31) 9143-7388.


PREÇOS ACESSÍVEIS!

CARTAO FINAL

As recomendações e depoimentos de vários dos nossos alunos podem serem lidos nesse link:
https://goo.gl/6vreb2


Conheça e se inscreva nos nos canais do MELHORE SEU INGLÊS – ÉRIKA E NEWTON para DICAS DIÁRIAS E VIDEO AULAS DE INGLÊS!

► Youtube: http://www.youtube.com/c/erikaenewtoninglesporskypebh

► Melhore Seu Inglês BLOG: https://melhoreseuingles.wordpress.com/

► Facebook: https://www.facebook.com/erikaenewton

► Instagram: https://www.instagram.com/melhoreseuingles

► Melhore Seu Inglês Podcast: https://melhoreseuinglespodcast.wordpress.com

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s