Série Os Reis Malditos (Vol. 4 a 7) – A Lei dos Varões, A Loba da França, O Lis e o Leão, Um Rei Perde a França – Maurice Druon | A inspiração do Game of Thrones! | NITROLEITURAS #resenha #romancehistórico

Série Os Reis Malditos (Vol. 4 a 7) – A Lei dos Varões, A Loba da França, O Lis e o Leão, Um Rei Perde a França – Maurice Druon | A inspiração do Game of Thrones! | NITROLEITURAS #resenha #romancehistórico

SINOPSE

Os Reis Malditos (em francês: Les Rois Maudits), é uma série de sete romances de fundo histórico escritas por Maurice Druon, membro da Academia Francesa, sobre a nobreza francesa e inglesa do século XIV.[1]

Os livros são:

I. Le Roi de fer (O Rei de Ferro), 1955
II. La Reine étranglée (A Rainha Estrangulada), 1955
III. Les Poisons de la couronne (Os Venenos da Coroa), 1956
IV. La Loi des mâles (A Lei dos Varões), 1957
V. La Louve de France (A Loba de França), 1959
VI. Le Lis et le Lion (O Lis e o Leão), 1960
VII. Quand un Roi perd la France (Um Rei Perde a França), 1977

9126556779-os-reis-malditos-maurice-druon.jpg

O romance abarca a época dos últimos cinco reis da Dinastia Capetiana e os dois primeiros da Casa de Valois, de Filipe IV, o Belo a João II, o Bom. A história tem como tramas principais os esforços de Roberto III de Artois em recuperar o condado de Artois de sua tia Mafalda de Artois e as intrigas da corte que resultam.

Nessa segunda parte da minha resenha da saga, falo dos volumes A Lei dos Varões, A Loba da França, O Lis e o Leão, Um Rei Perde a França

*********************

The Royal Succession (A Lei dos Varões) (The Accursed Kings #4 – Reis Malditos #4) – Maurice Druon | 252 pgs., Ace Books, 1952 | Lido de 28.08.18 a 29.08.18

The Royal Succession.jpg

SINOPSE

França, 1316. Após o enterro do impopular Luís X, supostamente morto por envenenamento, o país embarca em um conflituoso processo de sucessão: pela primeira vez um rei francês morre sem deixar um herdeiro homem.

Conforme regem as normas, o trono deve ser preenchido pela filha do casamento de Luís X com Margarida de Bolonha – uma menina de cinco anos acusada de ser fruto de uma relação extraconjugal – ou pela criança que ainda ocupa o ventre de sua segunda mulher, Clemência de Hungria. No entanto, uma violenta sede pelo poder fará com que essa tradição seja rompida.

Eis a emocionante trama de A lei dos varões, o quarto volume da brilhante série Os reis malditos, de Maurice Druon. A partir dessa situação, três parentes do rei morto surgem para reivindicar a posição de regente: seu irmão, o duque de Poitiers, seu primo, o duque de Borgonha, e seu tio, o conde de Valois. Apoiado pelo recém-empossado papa, o incrédulo e ambicioso João XXII, Felipe de Poitiers lança mão de uma polêmica “lei dos varões” para justificar o seu direito à coroa.

Tal lei atesta que apenas os descendentes reais do sexo masculino – os chamados varões – seriam capazes de assumir o poder. Porém, quando está certo de que sua trilha rumo ao trono se encontra completamente livre, Poitiers testemunha o nascimento de um novo obstáculo: a criança que Clemência de Hungria dá à luz é um varão – o incontestável herdeiro do trono francês.

RESENHA

O grande diferencial de Maurice Druon é sua atenção aos detalhes do período em que escreve, como a Lei dos Varões, e sua habilidade em tornar essas minúcias interessantes e relevantes para o leitor entender a história.

Além da narrativa ser cativante, detalhes como o número de pratos que foram usados ou a quantidade de animais abatida para a coroação de três dias do rei Felipe de Pointiers, dão credibilidade e enriquecem o cenário e a experiência do leitor.

O tema principal desse quarto livro da saga é a ganância e o grau de sociopatia necessária para se manter no poder.

Druon investiga a fundo as motivações de seus personagens, e até que ponto a ambição e a ganância podem degenerar uma alma.

Merece destaque a sociopata Condessa de Artois, uma das grande vilãs da saga, uma figura história responsável por uma série de envenenamentos de reis franceses.

Outra narrativa interessante é a do jovem Lombardo Giacomo. Ele, que pertencia a uma família de banqueiros italianos que atuava em toda a Europa, continua sua saga paralela de aventuras e desventuras, em busca de uma vida em paz com uma jovem nobre com quem se apaixonou. Sua história, por ser de uma classe social mais baixa, oferece um contraponto interessante para as intrigas da corte francesa.

Nesse volume também temos capítulos maravilhosos e encantadores que recriam a eleição fraudulenta e bem corrompida do papa João XXII , o pontífice que não acreditava no inferno.

Gostei muito e recomendo! Para escritores de romances históricos, o estilo acessível de Druon é um modelo a ser estudado!


The She-Wolf (A Rainha Loba da França) (The Accursed Kings #5 – Reis Malditos #5) – Maurice Druon | 464 páginas, Harper Collins 2015 (1ed 1959) | Lido de 30.08.18 a 02.09.18 | #romance histórico

CKZSHDKXAAE0RdP.jpg

SINOPSE

A Loba de França é o 5.º volume de Os Reis Malditos, uma saga histórica absolutamente inesquecível que faz reviver o século XIV, entre o processo dos Templários e o início da Guerra dos Cem Anos.

Casada com o rei de Inglaterra Eduardo II, a rainha Isabel havia contemplado à distância a forma como a maldição dos Templários pairava sobre a família e a morte parecia converter-se em companheira inevitável dos monarcas descendentes do rei Filipe, o belo. Filha do chamado Rei de Ferro e irmã dos falecidos Luís X e Filipe V, para além do recentemente coroado Carlos IV, Isabel assistira à sucessão real dos três irmãos em menos de uma década, e esperou com impaciência que cada um destes acontecimentos melhorasse a sua situação em terras inglesas.

É que, embora ostentasse o título de soberana, Isabel vivia presa entre uma corte que lhe era hostil e os disparates de um monarca mais preocupado em satisfazer o seu amante preferido, Hugo Le Despenser, do que em tratar da rainha ou dos assuntos de Estado.

Mas aproximam-se tempos de mudança, e Isabel, digna representante da estirpe mais régia dos Capetos, actuará com uma tenacidade que a levará a ser conhecida como «A Loba de França».

RESENHA

Nesse livro, Druon se volta para a corte francesa, demonstrando seu talento em manter a narrativa próxima da verdade histórica ao mesmo tempo em que dá vida aos seus personagens.

O amor tempestuoso entre a Rainha Isabela da Inglaterra e o lorde Roger Mortimer, que levou a uma revolução na corte inglesa e a queda do Rei Eduardo II, é contado de maneira novelesca, com reviravoltas, cenas cinematográficas e com um grande domínio de narrativa.

Apesar desse ser o foco do livro, outros personagens famosos dentro da saga dos Reis Malditos aparecem novamente, como os meus dois vilões favoritos, o gigante Robert de Altoir e sua tia, a maquiavélica Condessa de Mahaut, cuja maldade seria pário para uma Cersei Lannister!

Um excelente capítulo em uma série de romances históricos que vicia e que não deixa o leitor descansar por um segundo durante a leitura!

Recomendadíssmo!

The Lily and The Lion (A Flor-de-Lis e o Leão) (The Accursed Kings #6 – Reis Malditos #6) – Maurice Druon | 304 páginas, Harper Collins 2015 (1ed 1959) | Lido de 3.08.18 a 08.09.18 | #romancehistórico

86cfbf66f275e5d2a04b9bf494b99326.jpg

SINOPSE

Inglaterra, janeiro de 1328. Com a morte de Carlos IV, o Belo, chega ao fim a dinastia dos Capetos. Em seu lugar, surge o ramo Valois. Em A Flor-de-Lis e o Leão, Robert d’Artois, o gigante implacável, dominará o cenário europeu, manipulará a nobreza para que a coroa seja concedida a Felipe de Valois e fará de tudo – falsificar, subornar, matar – para recuperar o condado d’Artois. Sem pátria ou títulos, perambulará pelas estradas de Flandres até ressurgir na Inglaterra, para assumir o comando de um exército e lançar a semente da Guerra dos Cem Anos.

A Flor-de-Lis e o Leão é o sexto e penúltimo volume de Os Reis Malditos, de Maurice Druon, uma das séries mais famosas em todo o mundo, que a Bertrand Brasil vem relançando com nova tradução

RESENHA

No sexto volume temos o final do conflito entre Robert e a Condessa de Mahaut, os dois maiores vilões da saga Reis Malditos! O clímax desse embate sobre o domínio do condado de Artois é sensacional e muito bem escrito, além de seguir a risca os fatos históricos, com as devidas romanceações feitas pelo Druon.

O romance também narra a queda de Roger Mortimer e a asceção do filho de Isabela, o Rei Eduardo III, além das motivações iniciais para a terrível Guerra dos 100 anos entre a Inglaterra e a França.

Para aqueles que, como eu, buscam por ligações entre essa série e Game of Thrones, pois foi o próprio Martin que disse que se inspirou em Reis Malditos, encontrei uma breve passagem falando sobre ANÕES, o que deve ter servido de semente para a criação do fantástico Tyrion Lannister!

Mais um excelente livro e fico já triste em saber que o próximo é o último da saga Reis Malditos. Uma pena que não existam mais livros do Maurice Druon publicados no Brasil, além do clássico O Menino do Dedo Verde.

***********************

The King Without a Kingdom (Um Rei Perde a França) (The Accursed Kings #7 – Reis Malditos #7) – Maurice Druon | 400 páginas, Harper Collins 2015 (1e. 1977) | Lido de 06.08.18 a 10.09.18 | #romance histórico

91FTC1wJ4kL.jpg

SINOPSE

França, meados do século XIV. Em pleno reinado de João II, a França está em crise – os clãs e as facções disputam o país, a Inglaterra reivindica o reino, a inflação está galopante, os impostos tornaram-se abusivos, a Igreja atravessa uma crise moral e dogmática, a peste assola o país e o rei acumula uma infinidade de erros.

Quem surge como narrador deste cenário, em que a França perde sua autonomia como Estado e passa para o domínio da Inglaterra, é o cardeal Talleyrand-Périgord, uma importante personalidade da época. Através de sua voz, o leitor entrará em contato com uma epopéia tenebrosa e sangrenta, que levará o rei francês a se tornar prisioneiro de seu próprio primo – Eduardo, príncipe de Gales.

Quando um Rei Perde a França é o sétimo e último volume de Os Reis Malditos , de Maurice Druon, uma das séries históricas mais famosas em todo o mundo. Os Reis Malditos ilumina a famosa afirmação dos irmãos Goncourt; “A História é um romance que aconteceu.”

Quando foi editada pela primeira vez, durante a década de 1950, provocou uma corrida às livrarias e, posteriormente, passou a ser identificada como um dos principais modelos contemporâneos para o chamado “romance histórico”.

Com extremo respeito à autenticidade documental (reproduzindo fatos, costumes, trajes e paisagens com precisão), Maurice Druon transmite ao leitor uma forte sensação de aprendizado sobre o passado da sociedade européia.

Quando um Rei Perde a França revela-se uma grande obra literária, respeitando os fatos ao mesmo tempo em que acrescenta à realidade necessárias pitadas de fantasia.

Os Reis Malditos é a mais importante saga histórica de todos os tempos; foi traduzida para mais de 30 línguas e teve tiragens milionárias em diversos países.

Nos anos 70, foi adaptada em uma mini-série para a tevê francesa que se transformou em um sucesso mundial de audiência. Iniciada nos livros O Rei de Ferro (Volume 1), A Rainha Estrangulada (Volume 2), Os Venenos da Coroa (Volume 3), A Lei dos Varões (Volume 4), A Loba de França (Volume 5) e A Flor-de-Lis e o Leão (Volume 6), a série chega ao fim com este Quando um Rei Perde a França (Volume 7).

RESENHA

E finalmente a Guerra dos 100 anos é descrita em toda sua brutalidade dentro da saga dos Reis Malditos, quando o reinado dos Reis Capetianos termina e João II sobr ao trono.

Diferente dos outros livros, este possui um narrador, o Cardeal Périgord, que, sob o comando de uma missão de paz ordenada pelo Papa, descreve João II como um monarca vaidoso, cruel e incompetente, incapaz de lidar com as diversas facções que quase levam a França a uma guerra civil. Fome se espalha por sua terra e a Peste Negra começa a destruir populações inteiras e a se espalhar por todos os condados franceses.

O grande vilão desse livro é Charles, o Mau, Rei de Navarre e neto de Louis de Hutin, porém senti falta do grande vilão dos livros anteriores, o fantástico Robert de Artois.

Um final digno para o que já considero uma das melhores séries de romances históricos que ja li! Recomendo para todos, principalmente para quem curte história medieval! Como disse antes, escritores de romances históricos devem ler e estudar as técnicas de Druon!

Recomendadíssmo!


Se você gostou, se inscreva no CANAL NEWTON NITRO no YOUTUBE!
https://www.youtube.com/user/newtonrocha

Conheça meus Contos e Livros (Download Gratuito!)
https://tionitroblog.wordpress.com/livros-e-contos-do-newton-nitro/

ROMANCE MARCA DA CAVEIRA
https://tionitroblog.wordpress.com/a-marca-da-caveira-trilogia-legiao-vol-1-saga-de-fantasia-epicabrutal-e-sombria/

SERVIÇOS DE LEITURA CRÍTICA
https://tionitroblog.wordpress.com/servicos-de-leitura-critica-para-escritores-depoimento-de-clientes/

FACEBOOK – Newton Nitro
https://www.facebook.com/newtonnitro

INSTAGRAM – Newton Nitro
https://www.instagram.com/newtonnitro/


Conheça e se inscreva no MELHORE SEU INGLÊS – ÉRIKA E NEWTON, nosso CANAL NO YOUTUBE de Dicas Diárias de Inglês, com mais de 700 vídeos com videoaulas ensinando a como aprender inglês sozinho, além de AULAS AO VIVO GRATUITAS! :)

Siga o MELHORE SEU INGLÊS – ÉRIKA E NEWTON!
► Youtube: http://www.youtube.com/c/erikaenewtoninglesporskypebh
► Melhore Seu Inglês BLOG: https://melhoreseuingles.wordpress.com/
► Facebook: https://www.facebook.com/erikaenewton
► Instagram: https://www.instagram.com/melhoreseuingles
► Melhore Seu Inglês Podcast: https://melhoreseuinglespodcast.wordpress.com
► NITRODUNGEON RPG Blog: https://newtonrocha.wordpress.com/
► NITROBLOG: Resenhas Literárias, Dicas para Escritores Blog https://tionitroblog.wordpress.com/
► NITROBLOG YOUTUBE CHANNEL: Resenhas Literárias, Dicas para Escritores Blog https://tionitroblog.wordpress.com/
► NEWTON NITRO INSTAGRAM: Dicas de RPG e para Escritores https://www.instagram.com/newtonnitro/
► NEWTON NITRO TWITTER: Dicas de RPG e Dicas para Escritores https://twitter.com/tionitro


erika-e-newton-ingles-por-skype

Aulas TODOS OS DIAS, de 7 às 23 horas!

Para aulas de Inglês Individuais por Skype FOCADAS EM CONVERSAÇÃO e fazer UMA AULA EXPERIMENTAL GRATUITA, basta entrar em contato no prof.newtonrocha@gmail.com ou no whatsapp (31) 9143-7388.

PREÇOS ACESSÍVEIS!

As recomendações e depoimentos de vários dos nossos alunos podem serem lidos nesse link:
https://goo.gl/6vreb2

CONTATO
Newton Rocha | Professor de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: (31) 99143-7388 | Skype: prof.newtonrocha@gmail.com
LinkedIin: https://goo.gl/7rajxF
Facebook: https://goo.gl/aokHM1
Twitter: https://twitter.com/tionitro
Google +: https://goo.gl/J35qE8
Youtube Canal Nitroblog:https://goo.gl/ti9rs5

Érika de Pádua | Professora de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: (31) 99223-5540 | Skype: erikadepadua@gmail.com
Linkedin: https://goo.gl/2c6QIb
Facebook: https://goo.gl/mqP5RK
Google +: https://goo.gl/bLjuCx

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s