A Voz do Fogo (Voice of Fire ) – Alan Moore | O Fogo INCONTROLÁVEL da HISTÓRIA! | NITROLEITURAS #resenha

Me preparando para o OUTUBRO FESTIVAL DOIDIMAIS MOORIANO do JERUSALÉM, porque as 1.200 páginas do tijolão do Alan Moore devem me consumir o mês inteiro, resolvi ler A Voz do Fogo, romance de 1995, a primeira incursão do mago de Northampton e monstro sagrado dos quadrinhos na literatura “séria” (odeio esse termo, mas fazer o quê?

Como JERUSALÉM é uma espécie de continuação ou apoteose do que o Moore fez em A VOZ DO FOGO, essa leitura vai me ajudar a entrar no misterioso e fascinante “headspace” do mago de Northampton!

E vamo que vamo!


A Voz do Fogo (Voice of Fire) – Alan Moore | Top Shelf, 350 páginas, 2004 (1ª ed. 1996) | Nota 4 em 5 | Lido de 2.10.2016 a 5.10.2016, no original em inglês!voice-of-the-fire-front-cover


SINOPSE

Em doze histórias, Voz do Fogo narra a vida de extraordinários personagens que viveram na mesma região da Inglaterra durante 6 mil anos de história. Jovens bruxas, velhos guerreiros, poetas loucos e cabeças falantes pintam a história de Northampton com uma paleta sombria e estonteante.

A voz de Alan Moore, como o fogo, queima, transforma. Chama à realidade de um mundo onde nada permanece igual apesar de seus habitantes-personagens caminharem para um mesmo e inexorável destino. O fogo da voz percorre quase 5 mil anos, queimando sempre no mesmo local. Está presente em cada capítulo, interligando-os em uma teia cuja aranha – o teclado do autor – mostra as presas ao final para queimar as mãos e a alma de seu criador e de todos aqueles que se aventuram a se aproximar dele. ‘A Voz do Fogo’ não se cala nunca. Apenas queima, sem dor.

Em doze assombrosos contos intercalados que convergem para uma única voz fomentada por cumplicidades, traições, assassínios, torturas, perversões sexuais, pesadelos, vinganças, fantasmas, escatologias, humor negro e toda sorte de augúrios, às vezes surreal e sempre corrosivamente macabro, Moore envereda pelo lado arcano das mitologias, cultos e rituais pagãos, misticismo, religião e influências lovecraftianas sem prescindir dos contextos políticos e históricos característicos.


RESENHA

Um dos temas mais recorrentes em todas as obras de Alan Moore é a definição de HISTÓRIA. O que é esse troço que chamamos de história? Como criamos, destruímos, remodelamos e reinventamos as narrativas que definem a realidade.

Porque a realidade nada mais é que uma história que nossos cérebros contam para as nossas consciências. Histórias que são absolutamente maleáveis, etéreas, passíveis de serem moldadas, reiventadas, reconstruídas, ao sabor do vento, do desejos dos poderosos ou pelas próprias forças do Caos Organizado que compõe a Natureza. Ou seja, a HISTÓRIA é tão bruxuleante, perigosa, fascinante quanto o FOGO.

Doideira não? Pois A VOZ DO FOGO faz isso na gente, deixa a gente pensando sobre como concebemos o mundo através das narrativas que construímos, e como o mundo muda quando se muda a narrativa, os conceitos usados para defini-lo.

Isso e muito mais, é claro, o Moore é um escritor de camadas infinitas, um ocultista de uma tradição antiga e futurista ao mesmo tempo. :)

Outra pergunta que A VOZ DO FOGO procura responder: Quem pode dizer que a história de um ser, de um indivíduo, de uma comunidade, é mais real e verdadeira do que a história de outras almas, de famílias, de comunidades inteiras? Quem pode definir?

O livro também aborda o problema da perda da visão mística na sociedade contemporânea, o cinismo e a falta de sonhos e de delírios que infecta as almas da humanidade pós-moderna, presa em uma espiral descendente de superficialidade e pura imbecilidade.

Escondido nas 12 narrativas está uma crítica implícita ao desinteresse da ciência pelos universos subjetivos que se escondem na alma humana, ao mesmo que Moore alerta sobre os perigos do fanatismo cego e ignorante que tomou conta das religiões e da passividade dócil criada pela ditadura do entretenimento débil-mental misturada com uma dose massiva e imbecilizante de informação, causa principal do apodrecimento cerebral da humanidade atual.

O grande segredo da “feitiçaria” da escrita e da concepção de mundo de Alan Moore, e que é evidente em A VOZ DO FOGO está na crença de que o mundo da imaginação é tão real quanto o mundo material, mas uma realidade diferente, um “ser real” diferente do “ser real” da matéria.

Moore parece louco com sua obsessão com o ocultismo, paganismo, rituais primitivos, o imaginário dos psicopatas, dos esquizofrênicos de sua cidade, mas é uma loucura racional, uma suspensão da crença materialista para entrar em uma realidade mais real existencialmente e psicologicamenteE uma prova de sua sanidade e genialidade, é sua recusa e ojeriza em relação ao consumerismo, Hollywood, grana, modas literárias, etc!

Maravilhoso, pagão, iluminador, poético, fantástico!

Recomendadíssimo!


CITAÇÕES

“… the most probable of all my theorems, is that life is ordered by the principles of some religion so peculiar and obscure it has no followers, and none may fathom it, nor know the rituals by which to court its favour.”
“Above, great constellations wheeled to which our bonfire sparks ascended in their tiny mimicry”
“Trust in the fictive process, in the occult interweaving of text and event must be unwavering and absolute. This is the magic place, the mad place at the spark gap between word and world.”
Alan Moore, Voice of the Fire

Érika & Newton – Inglês por Skype
Faça uma AULA EXPERIMENTAL GRATUITA!
Aulas TODOS OS DIAS, de 7 às 23 horas!

Visite o nosso Blog Melhore Seu Inglês:
https://melhoreseuingles.wordpress.com/

Curta Nossa página no Facebook:
https://goo.gl/qcPQUK

Nosso Canal no Youtube – Melhore Seu Inglês:
https://goo.gl/KYns5i


CONTATO

Newton Rocha | Professor de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: 9143-7388 | Skype: prof.newtonrocha@gmail.com
LinkedIin: https://goo.gl/7rajxF


Érika de Pádua | Professora de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: (31) 9223-5540 | Skype: erikadepadua@gmail.com
Linkedin: https://goo.gl/2c6QIb


erika-e-newton-ingles-por-skype

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s