The Fifth Season (The Broken Earth #1) – N.K. Jemisin |Bravura Feminina no Fim de um Mundo!| NITROLEITURAS #resenha

Mais um livro maravilhoso da N.K. Jemisin, uma saga pós-apocalíptica complexa e emocionante, com um cenário original e personagens fantásticos!


The Fifth Season (The Broken Earth #1) – N.K. Jemisin | Orbit, 468 páginas | Lido de 08.08.16 a 10.08.16 | NITROLEITURAS | Nota 4 em 5
884f5d34641a54246b8fbe1433fb37ac


SINOPSE

ESTA É A MANEIRA COMO O MUNDO ACABA… PELA ÚLTIMA VEZ.

Uma nova estação de fim de mundo começou.

Esse novo fim de mundo começa com uma grande falha vermelha no coração do único continente do mundo, cuspindo cinzas suficientes para ocultar o sol.

Começa com morte, com um filho assassinado, e com uma filha perdida.

Começa com uma traição, e com antigas feridas que voltam a sangrar e a gangrenar.

Este é o mundo da Quietude, um mundo acostumado com a catástrofe, onde seres com o poder de manipular a terra são usados como armas. Um mundo onde não existe misericórdia.


RESENHA

N.K. Jemisin é uma das minhas autoras contemporâneas favoritas pelo modo que ela usa o gênero da fantasia e da ficção científica para trabalhar temas bem atuais, principalmente o tema da opressão.

Suas histórias sempre começam a partir da descrição de um sistema de opressão, mostrando quem oprime quem, o que os opressores estão ganhando, o que eles temem, como os oprimidos se sentem, o que eles temem e suas jornadas de auto-liberação. E não só auto-liberação, os protagonistas também acabam destruindo os sistemas de opressão. Porém são jornadas de moralidade complexa, sem respostas fáceis.

Ou seja, quem diz que literatura de fantasia é puro escapismo, precisa ler N.K. Jemisin!

E “The Fifth Season” segue a mesma temática das obras anteriores da autora, e oferece um cenário original e uma narrativa criativa dentro dos tropos da ficção científica pós-apocalíptica. E uma protagonista feminina maravilhosa e apaixonante, como já é uma tradição na obra da autora.

Um dos elementos que me chamou atenção em “The Fifth Season” é o modo criativo e meticuloso que N.K. Jemisin trabalha os poderes de manipulação tectônica, ou de manipulação da matéria inanimada de uma das classes de personagens do cenário.

O livro também, em meio à trama, tece comentários críticos e engraçados sobre alguns tropos tradicionais de romances comerciais juvenis, assim como desconstrói alguns tropos que envolvem jornadas de aprendizado, que acho que agradará muito a leitores mais veteranos de literatura especulativa!

“The Fifth Season” corresponde aos elogios que recebeu na comunidade de leitores de ficção especulativa. Mescla histórias psicologicamente realistas, temas que abordam a condição feminina, junto com uma construção de mundo exemplar. O cenário é bem original dentro dos limites do tropo de futuros distópicos e pós-apocalípticos, e com muitos mistérios que estimulam a leitura compulsiva da narrativa.

A sexualidade descrita é bem madura e foge dos esteriótipos tradicionais, lidando com temas como relações poliamorosas, e descrita com uma diferenciação bem contemporânea entre sexo biológico e identidade sexual flexível.

A prosa, como nos outros livros, é excelente, e os “infodumps” são muito bem feitos, totalmente invisíveis, o que é uma das marcas registradas da N.K. E os personagens, principalmente os personagens femininos, são muito bem construídos, cheios de agência.

Outro elemento sensacional é a estrutura do romance. Três narrativas que se intercruzam, uma delas em ponto de vista de segunda pessoa do singular, que não é tão comum. E o entrelaçamento é uma aula de escrita, muito bem feito mesmo!

Recomendadíssimo, o único problema é a fissura de esperar o segundo livro da Broken Earth saga, que, graças ao Pai Terra (a divindade do livro), deverá sair esse ano!

Nota 4 em 5!

CITAÇÕES

“Tell them they can be great someday, like us. Tell them they belong among us, no matter how we treat them. Tell them they must earn the respect which everyone else receives by default. Them them there is a standard for acceptance; that standard is simply perfection. Kill those who scoff at those contradictions, and tell the rest that the dead deserved annihilation for their weakness and doubt. Then they’ll break themselves trying for what they’ll never achieve”

“You must remember, though, that most normal people have never seen an orogene, let alone had to do business with one, and—” She spreads her hands. “Isn’t it understandable that we might be… uncomfortable?” “Discomfort is understandable. It’s the rudeness that isn’t.” Rust this. This woman doesn’t deserve the effort of her explanation. Syen decides to save that for someone who matters. “And that’s a really shitty apology. ‘I’m sorry you’re so abnormal that I can’t manage to treat you like a human being.”

“You know how these things are supposed to work, right? The good-looking popular guy suddenly shows interest in the mousy girl from the country. Everyone hates her for it, but she starts to gain confidence in herself. Then the guy betrays her and regrets it. It’s awful, but afterward she ‘finds herself,’ realizes she doesn’t need him, and maybe there’s some other stuff that happens”—he waggles his fingers in the air—“and finally she turns into the most beautiful girl ever because she likes herself. But it won’t work at all if you don’t stammer and blush and pretend you don’t like me.” ― N.K. Jemisin, The Fifth Season


erika-e-newton-ingles-por-skype

Érika & Newton – Inglês por Skype
Faça uma AULA EXPERIMENTAL GRATUITA!
Aulas TODOS OS DIAS, de 7 às 23 horas!

Érika de Pádua | Professora de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: (31) 9223-5540 | Skype: erikadepadua@gmail.com
Linkedin: https://goo.gl/2c6QIb

Newton Rocha | Professor de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: 9143-7388 | Skype: prof.newtonrocha@gmail.com
LinkedIin: https://goo.gl/7rajxF

Visite o nosso Blog Melhore Seu Inglês:
https://melhoreseuingles.wordpress.com/

Curta Nossa página no Facebook:
https://goo.gl/qcPQUK

Nosso Canal no Youtube – Melhore Seu Inglês:
https://goo.gl/KYns5i

3 comentários em “The Fifth Season (The Broken Earth #1) – N.K. Jemisin |Bravura Feminina no Fim de um Mundo!| NITROLEITURAS #resenha

  1. “Tropo” ou “trope” em inglês, são estruturas narrativas, conjunto de temas, de motivos, de características e elementos de histórias. Uso “tropo” para diferenciar de “clichê”, que é quando um escritor usa um “tropo” de maneira preguiçosa, entendiante, previsível, sem acrescentar nada ou colocar algum elemento original, ou de crítica ou recombinando e misturando com outros “tropos”.

    Exemplo: o tropo do “detetive amargurado” é muito comum na literatura de mistério. Porém, quando um autor usa esse tropo de maneira superficial, sem acrescentar nada, sem dar um toque pessoal, vira um “clichê”.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s