A Canção do Silêncio (Baronato de Shoah #1) – José Roberto Vieira | Fantasia Steampunk Épica e Nacional! | NITROLEITURAS

O começo épico de uma saga de fantasia steampunk emocionante, escrita pelo José Roberto Vieira, conhecido nos meios nerds e steampunks brasileiros como “Zero”! :)

baronato de shoar 1 cancao do silencio


A Canção do Silêncio (Baronato de Shoah #1) – José Roberto Vieira | Draco, 2012, 270 páginas | Lido de 31.03.16 a 02.04.16

SINOPSE

O Baronato de Shoah – A Canção do Silêncio é o romance de estreia de José Roberto Vieira, uma emocionante aventura épica em um mundo fantástico e sombrio. Passado, presente e futuro se encontram com a cultura pop numa mistura de referências a animações, quadrinhos, RPG e videogames. Considerado o primeiro romance nacional pensado na estética steampunk, o mundo de O Baronato de Shoah une seres mitológicos como medusas e titãs a grandes inventos tecnológicos.

Desde o nascimento os Bnei Shoah são treinados para fazerem parte da Kabalah, a elite do exército do Quinto Império. Sacerdotes, Profetas, Guerreiros, Amaldiçoados, eles não conhecem outros caminhos, apenas a implacável luta pela manutenção da ordem estabelecida.

Depois de dois anos servindo o exército, Sehn Hadjakkis finalmente tem a chance de voltar para casa e cumprir uma promessa feita na infância: casar-se com seu primeiro e verdadeiro amor, Maya Hawthorn.

Entretanto, a revelação de um poderoso e surpreendente vilão põe Sehn perante um dilema: cumprir a promessa à amada ou rumar a um trágico confronto, sabendo que isso poderá destruir não só o que jurou amar e proteger, mas aquilo que aprendeu como a verdade até então.


RESENHA

Uma saga de fantapunk, fantasia steampunk, dentro do gênero popularizado pelos jogos de Final Fantasy, e com muitas influências interessantes, como de mangás shonen, literatura de aventura steampunk clássica, e ficção científica de mundo alternativo!

A trama envolve diversos jovens em jornadas de amadurecimento. Os personagens são suficientemente bem construídos, mesmo dentro de poucas páginas. O que mais me chamou atenção foi uma das poucas protagonistas femininas, da qual fiquei fã.

A criação de mundo foi muito bem feita, dá para notar o detalhismo e o cuidado do autor com o cenário.

Uma dica, leia o glossário primeiro antes de ler o romance; é algo que sempre faço com romances de fantasia que possuem um mundo mais exótico, e no caso de “A Canção do Silêncio”, ajuda muito na leitura posterior.

O autor coloca vários termos em hebraico que significam elementos específicos no cenário, e a cultura apresentada possui peculiaridades específicas, que uma familiaridade com os termos ajuda bastante no entendimento da tram. Não é necessário mas ajuda!

A prosa é bem escrita, em um estilo mais enxuto e cinematográfico. E apesar de algumas passagens de exposição e de sumários narrativos um pouco longas (mas necessárias para um primeiro livro em um mundo alternativo), a experiência de leitura é ágil.

Senti um pouco de dificuldade no começo com a trama e com o número de personagens, mas algumas consultas ao glossário e com o desenvolvimento da história, pude entender bem o contexto.

As cenas de ação são muito legais, o cenário é bem exótico, com uma mistura de tecnologia de vapor, magia, maquinário steampunk, mechas gigantes, monstros, navios voadores, etc. que enchem a imaginação do leitor. E um mistério por trás dos acontecimentos mantém a tensão na trama até o final.

Os temas abordados, como, por exemplo, o preconceito com as diferenças, os perigos de ocultar os erros do passado, direitos iguais para homens e mulheres, as dificuldades do amadurecimento,  são unificados por uma busca de identidade, compartilhada pelos protagonistas principais e espelhada pela própria trama. Achei bem interessante esse trabalho de estrutura narrativa.

Fiquei com vontade de conhecer mais sobre o mundo da saga, que, repito, passa a sensação de ter sido muito bem pensado pelo autor.


RECOMENDADO PARA

  • Quem curte ou quer conhecer fantapunk, steampunk de estilo vitoriano com MUITA magia.
  • Quem curte mangás shonen, de pancadaria.
  • Quem curte histórias épicas com muitos personagens.
  • Quem curte histórias com muita ação, drama, romances, passados sombrios, combates épicos e sobrenaturais.
  • Quem curte narrativa de guerra e mistérios.
  • Quem curte os jogos de Final Fantasy de cenário mais steampunk.
  • Quem curte mundos de fantasia mais exóticos.

ONDE COMPRAR

Editora Draco

Papel: Travessa Cultura |Comix | FNAC | Saraiva |Amazon | Submarino

E-book: Amazon | Apple | Cultura | KoboSaraiva | Google


BONUS STAGE

Olha as ilustrações de alguns dos protagonistas! :D Muito legal, não?

2-Kadriatus-Drachenfel
Kadriatus Drachefel
5-SEHN-HADJAKKIS-previa
Sehn Hadjakkis
edgar-crow-2
Edgar Crow

E o mapa do mundo de Nordara!

mapa de nordara

 

Um comentário em “A Canção do Silêncio (Baronato de Shoah #1) – José Roberto Vieira | Fantasia Steampunk Épica e Nacional! | NITROLEITURAS

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s