NITROLEITURAS | The Hundred Thousand Kingdoms (Inheritance #1) – N. K. Jemisin |  E Se os Deuses Fossem Escravos dos Mortais?

Um livro de fantasia original, com uma protagonista feminina forte e muito bem escrito! Leitura obrigatória para quem quer ver algo diferente em fantasia épica!

Untitled-1

RESENHA

O mundo dos Cem Mil Reinos é controlado por um único império, liderado pela família Arameri. Eles impõe seu poder com a ajuda de quatro deuses escravizados. Os deuses odeiam seus mestres, mas não podem escapar do domínio dos Arameri.

Antes do começo da narrativa, a filha do governante dos Arameri fugiu com um nobre de Darre, um dos reinos mais fracos e mais remoto dos Cem Mil Reinos, bárbaros de pele escura. Ela abdicara de sua posição como o herdeiro Arameri e deu à luz uma filha, Yeine Darr, que cresceria para governar tribo de seu pai.

Personagens do Hundred Thousand Kingdoms
Personagens do Hundred Thousand Kingdoms

Yeine Darr pareia satisfeita com a sua vida em Darre, até que sua mãe morre e Yeine é convocada à corte de seu avô, onde é apontada como uma dos herdeiras das Cem Mil Reinos.

Agora, presa no palácio de seu avô, Yeine precisa navegar por um cultura estranha, defender sua vida contra as maquinações de seus primos traiçoeiros, e descobrir os segredos sobre a morte de sua mãe. Sua única vantagem é uma aliança com os deuses escravizados, a fonte de toda a magia dos Cem Mil Reinos, e que estão claramente usando ela para seus próprios fins, misteriosas.

“The Hundred Thousand Kingdoms” é muito bem escrito, gostei muito da estrutura dos capítulos, que começam sempre de maneira magistral.

Yeine - Protagonista dos Hundred Thousand Kingdoms
Yeine – Protagonista dos Hundred Thousand Kingdoms

A exposição se desenrola a um ritmo emocionante, criando o tempo todo aquele “sensação do maravilhoso”, o “sense of wonder”, com a criatividade e o estranhamento da cultura dos Anameri. Os protagonistas principais tem pele escura, e muitas culturas são inspiradas em culturas africanas. Existem variações interessantes, como matriarcado da cultura do reino de Darre, onde as mulheres são as guerreiras e os homens cuidam dos filhos e das tarefas caseiras.

A exposição do mundo é um espetáculo a parte, o leitor descobre o mundo original e criativo dos Cem Mil Reinos de uma maneira orgânica e crível.

É também uma fantasia de exploração psicológica de personagem, abordando a vida interior da alma de Yeine Darr e seu relacionamento com os deuses da cidade de Céu (o centro do poder dos Arameris), ao mesmo tempo que rola as intrigas palacianas da sucessão imperial.

A caracterização é muito bem feita, principalmente dos deuses. Cada deus tem uma personalidade distinta e uma visão de mundo ao mesmo tempo humana e alienígena.

A prosa é mais direcionada para os relacionamentos da protagonista, N. K. Jemisin é bem enxuta em suas descrições, optando por evocar mais do que detalhar o ambiente. E no caso dessa história, essa técnica funcionou muito bem, o mundo ficou até mais psicologicamente real, pela evocação e pela descrição limitada à fatos essenciais para gerar a evocação.

N.K. Jemisin é uma autora fantástica, mais uma para minha lista de favoritos, daqueles autores que a gente tenta ler tudo que escreve.

Recomendo The Hundred Thousand Kingdoms para os que curtem fantasia focada em relacionamentos e conspiração palaciana, e para quem curte visitar mundos de fantasia mais originais do que o tradicional cenário inspirado na Europa Medieval. E para quem gosta de protagonistas femininas fortes, é claro!


SINOPSE

Yeine Darr é uma pária das terras bárbaras do norte. Mas quando sua mãe morre em circunstâncias misteriosas, ela é convocado para a majestosa cidade do Céu – um palácio acima das nuvens, onde as vidas dos deuses e dos mortais estão interligadas.

Lá, para sua surpresa, Yeine é apontada como uma dos possíveis herdeiras do rei. Mas o trono dos Cem Mil Reinos não é facilmente ganho, e Yeine é forçada a entrar em uma luta de poder contra um par de primos que ela nunca soube que tinha. Lutando por sua vida, ela está cada vez mais perto dos segredos da morte de sua mãe e da sangrenta história de sua família.

Mas não é apenas os mortais que têm segredos, e Yeine vai aprender o quão perigoso é o mundo quando amor e ódio, e deuses e mortais, se misturam.

The Hundred Thousand Kingdoms (Inheritance #1) – N. K. Jemisin | Orbit, 2010, 417 páginas | Lido de 2.02.16 a 05.02.16

Onde Comprar: Amazon


PRÓXIMA LEITURA

Asfalto Selvagem: Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados – Nelson Rodrigues | Agir, 2008 (1ª ed. 1980 e 1995) , 656 páginas | Início 05.01.15

Seguindo a resolução de Ano Novo de alternar sempre um livro gringo com um livro brazuca, volto ao universo literário de Nelson Rodrigues com um tijolão de 700 páginas, com Asfalto Selvagem e Engraçadinha Vol. 1 e 2 editados juntos. E porque ler Nelson? Porque o Nelso é O CARA VÉÉÉÉÉIO! Mestre dos mestres da prosa urbana brasileira! :D

Onde Comprar: Amazon

asfalto selvagem

SINOPSE

Asfalto Selvagem A trama se passa em duas épocas: no início da década de 40 e na década de 60. Engraçadinha é uma jovem provocante e noiva do pacato Zózimo. Consegue seduzir a todos, provocando incesto, relação homossexual, ciúme, tragédia e até um perigoso triângulo amoroso. O tempo passa e os personagens se transformam, mas Engraçadinha não consegue se livrar de seu passado. A peça mostra a postura ao mesmo tempo conservadora e hipócrita da sociedade dos anos 40 e 60.  

Engraçadinha – Seus amores e seus pecados dos 12 aos 18anos. (Vol. 1)  A história começa quando Doutor Arnaldo, homem de família e político eminente do Vale das Almas, em Vitória do Espírito Santo, se suicida inesperadamente. A população da cidade não consegue compreender o motivo do ato desesperado do pai da bonita Engraçadinha, que havia levado uma surra dele na noite anterior à desgraça. Por causa de uma indiscrição do médico da família, que comenta com alguém durante o enterro que encontrara o livro “Nossa Vida Sexual” debaixo da cama do morto, os moradores do local começam a imaginar motivos eróticos torpes para o suicídio. A boataria da população, que intimamente ansiava por um escândalo, vai longe.  

Engraçadinha – Seus amores e seus pecados depois dos 30 (Vol. 2) Vinte anos depois, Engraçadinha está casada com Zózimo e tem quatro filhos. Silene, a caçula, é a sua cara e Durval, seu único filho homem, lembra Sílvio. Moram no subúrbio do Rio e vivem uma vida pacata até que voltam alguns personagens do primeiro volume. Um deles é o juiz Odorico que continua apaixonado por Engraçadinha, outra é Letícia que volta para infernizar a vida da prima. Será que Engraçadinha vai conseguir continuar em sua vida honesta e religiosa?


erika e newton ingles por skype

Érika & Newton – Inglês por Skype
Faça uma AULA EXPERIMENTAL GRATUITA!
Aulas TODOS OS DIAS, de 7 às 23 horas!

Érika de Pádua | Professora de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: (31) 9223-5540 | Skype: erikadepadua@gmail.com
Linkedin: https://goo.gl/2c6QIb

Newton Rocha | Professor de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: 9143-7388 | Skype: prof.newtonrocha@gmail.com
LinkedIin: https://goo.gl/7rajxF

Visite o nosso Blog Melhore Seu Inglês:https://melhoreseuingles.wordpress.com/
Curta Nossa página no Facebook:
https://goo.gl/qcPQUK
Se inscreva no nosso Canal no Youtube – Melhore Seu Inglês:https://goo.gl/KYns5i

2 comentários em “NITROLEITURAS | The Hundred Thousand Kingdoms (Inheritance #1) – N. K. Jemisin |  E Se os Deuses Fossem Escravos dos Mortais?

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s