NITROLEITURAS | O Livro da Traição (Deuses dos Dois Mundos #2) – P.J. Pereira | Reviravoltas na Saga dos Orixás! #resenha

O livro da traição (Deuses de dois mundos, #2)O livro da traição by P.J. Pereira
My rating: 4 of 5 stars

As vezes tem algumas decisões editoriais, principalmente em obras brasileiras, que não dá para entender. Ou melhor, que dá para entender tendo em vista as peculiaridades do mundo literário brasileiro.

Uma delas é a prática comum entre as editoras tupiniquins de dividir livros grandes. E digo grande para o padrão brasileiro, onde quando um livro passa de 300 páginas já é considerado tijolão.

Coitado do povo que curte fantasia, por exemplo, onde tijolões de 600 páginas são quase que o padrão básico. E o leitor brasileiro já está se acostumando a ler tijolão, já tem muito tijolão de gringo saindo por aqui, e sendo consumido pela galera.

Mas porque falo isso em relaçã ao Deuses de Dois Mundos?

Como comenta o próprio autor no começo do Livro do Silêncio (Deuses de Dois Mundos #1), ele teve de dividir o Livro do Silêncio e o Livro da Traição, que inicialmente eram um único livro. Agora, tendo lido o Livro da Traição, não sei se concordo com essa decisão editorial, os dois livros juntos são MUITO MELHORES do que lidos em separado.

Um grande livro de fantasia sobrenatural tem suas peculiaridades. Além de descrever uma trama, passar os arcos de personagens de maneira completa, ainda tem o trabalho de construção de mundo. E tudo isso toma tempo, ou páginas.

Assim, o que eu quero passar com essa resenha é o seguinte; se você se interessar em ler a saga Deuses de Dois Mundos, leia direto, um livro atrás do outro. Ou pelo menos, leia os dois primeiros livros como sendo um só. Eu teria até mesmo preferido um tomo único com os três livros, gigante (e que daria o número de páginas do primeiro volume de Guerra dos Tronos – George R. R. Martin, por exemplo).

Com a leitura do Livro do Silêncio e do Livro da Traição um depois do outro, dá para perceber melhor o arco de personagem do Newton Fernandes, o quase anti-herói protagonista de uma das duas narrativas da saga. Ele fica mais arredondado, e seu arco fica mais delineado, e até mesmo a sua arrogância, seu materialismo e machismo, fortes no primeiro livro; começam a ser desafiados e quebrados no segundo livro. Fica recomendação então.

Vamos às minhas impressões em relação à leitura, porque isso é, ao meu ver o objetivo de uma resenha. Eu gostaria de martelar essa noção em muitos blogueiros e resenhistas que encontro pela net, resenha NÃO É DAR SPOILER, GALERA, é só dizer se gostou, se não gostou, porque gostou ou porque não gostou e fazer uma recomendação para quem possa gostar do livro. Simples, passar a trama geral do livro (se quiser, a premissa narrativa), as impressões e a recomendação (ou não) do livro. SÓ ISSO VÉÉÉÉÉIO, NADA DE SPOILER, DETONAÇÃO, ETC.! AFF!

mapa Deuses dos Dois Mundos
O Livro da Traição continua as duas narrativas colocadas no Livro do Silêncio com a mesma competência e dando o mesmo prazer na leitura. Ou melhor, a trama fica até mais interessante, pois, já feito o “setup” dos personagens e cenário, agora é tacar obstáculos, complicações e drama em cima.

A narrativa dos orixás fica cada vez melhor, com a narrativa mítica apresentando cenas emocionantes. Amei, principalmente porque agora, cada um dos deuses africanos, na minha mente, ganharam personalidades distintas. E também ajuda o fato de que, suas histórias são belíssimas e passíveis de muitas interpretações.

A narrativa do jornalista Newton Fernandes também ganha muito nesse segundo livro. Adorei o mergulho no submundo dos cultos “esquisotéricos” brasileiros, sei que existem (já até participei de vários, durante meu período de busca existecial dos meus vinte anos, acho que todo escritor tem essa fase hahahahaha), e as cenas são muito originais e interessantes.

Tanto o New quanto os demais personagens se arredondam mais, e como disse antes, agora, nesse segundo livro, os arcos estão cada vez mais nítidos (arco de personagem = mudanças psicológicas ocorridas no personagem durante uma narrativa).

Continuo encarando New como um anti-herói, o personagem é bem antipático, metido a besta, egoísta, babacão, machista, e até bem homofóbico em alguns momentos, arrogante, e com a síndrome do fodão (é um super-jornalista, sabe jiu-jitsu, tem sucesso com as mulheres, acha “chato” o fato de que as mulheres começam a reclamar do patriarcalismo escrotíssimo do mundo das redações, etc). Mas, finalmente, ele começa a melhorar muito nesse segundo livro, começa a ter alguma auto-reflexão, começa a sofrer um pouco por causa de seus erros pessoais, mesmo que o mundo consumista e materialista em que habita e até curte ficando cada vez mais repulsivo (é o punk dentro de mim falando, hahahaha), principalmente contrastando com a sabedoria, e com a  beleza mítica e pura (e violenta!) da narrativa e do universo mítico dos orixás.

Juro que até torci para que Ogun aparecesse no meio da playboyzada, no meio dos empresários das altas rodas brasileiras, no meio daquela metideza arrogante e metida a besta, no meio das descrições de restaurantes do Fasano, de raviolis regados a vinho caro, de jantares burgueses e decadentes, do universo escrotíssimo dos grandes jornais brasileiros, das babação de ovo entre os poderosos e o caralho a quatro e saísse decapitando todo mundo com sua espada de ferro, hahahahahaha! Fazer como em uma das melhores tiradas do livro “apertar o botão da puta que o pariu”, hahahahaha!

O livro também revela mais detalhes tanto sobre a trama conspiratória quanto sobre a vida de New (seu passado, seu conflito interno). Com isso, algo que começou a chamar a minha atenção foram os paralelos entre as duas narrativas da saga. Vamos ver o que acontece no terceiro livro!

Senti uma melhora nítida na prosa (que já era boa no primeiro livro), que ficou até mais direta e mais enxuta. A narrativa mítica é muito bem descrita, e a perícia do escritor se mostra na alternância de estilos entre as duas narrativas, me lembrou muito os livros do David Mitchell, como Cloud Atlas e Bone Clocks. A trama é estilo “page turner”, com cenas terminando em ganchos, o que torna a leitura muito agradável.

Fica a recomendação, quem achou que faltou alguma coisa no primeiro livro, a resposta é ler o primeiro e o segundo livro um atrás do outro, a história só cresce com isso. Quem gostou do primeiro livro vai gostar até mais, acredito, do Livro do Silêncio.

E vamo que vamo para o terceiro livro, O Livro da Morte. E já sinto aquela ressaca de fim de trilogia literária, aquele vazio que dá quando se curte muito uma história, principalmente a saga dos meus orixás do coração! :)

Axé! :)

NITROLEITURAS | O Livro da Traição (Deuses dos Dois Mundos #2) – P.J. Pereira | Ed. Boa Prosa, 2014, 378 pgs | Lido de 09.12.15 a 11.12.15

View all my reviews

Livro da Traição - Capa - Deuses dos Dois Mundos - Nitroblog


erika e newton ingles por skype

Érika & Newton – Inglês por Skype
Faça uma AULA EXPERIMENTAL GRATUITA!
Aulas TODOS OS DIAS, de 7 às 23 horas!

Érika de Pádua | Professora de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: (31) 9223-5540 | Skype: erikadepadua@gmail.com
Linkedin: https://goo.gl/2c6QIb

Newton Rocha | Professor de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: 9143-7388 | Skype: prof.newtonrocha@gmail.com
LinkedIin: https://goo.gl/7rajxF

Visite o nosso Blog Melhore Seu Inglês:https://melhoreseuingles.wordpress.com/
Curta Nossa página no Facebook:
https://goo.gl/qcPQUK
Se inscreva no nosso Canal no Youtube – Melhore Seu Inglês:https://goo.gl/KYns5i

Um comentário em “NITROLEITURAS | O Livro da Traição (Deuses dos Dois Mundos #2) – P.J. Pereira | Reviravoltas na Saga dos Orixás! #resenha

  1. Exatamente Nitro. Muitas vezes uma decisão editorial pode acabar com a sequencia de um livro. Acredito que pode ser explicado por um medo de não vender. Lançam o primeiro volume e ficam aguardando a receptividade do público. Depois de de razoável tempo, lança os demais dependendo da saída do primeiro. O ruim é que os que compram o volume 1, ficam sempre na incerteza se os outros volumes serão publicados.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s