NITROLEITURAS: Satori, Shibumi, A Filha do Império, Homens e Monstros, e Eu, Cláudio! #resenhas #nitroblog

Resolvi agrupar as resenhas dos livros que li ultimamente, pois com a escrita do MARCA DA CAVEIRA me consumindo grande parte do tempo, o jeito é fazer resenhas curtas no GOODREADS! Mas seguem as minhas recomendações com base na minha leitura recente! Estou reservando alguns livros para fazer VIDEORESENHAS para o canal NITROBLOG do youtube, aguardem muitos livros legais aparecendo por lá (e por aqui também!)

SatoriSatori by Don Winslow
My rating: 4 of 5 stars

Satori ( Shibumi #00, 2011) – Don Winslow – 513 pgs |A Origem de Nicolai Hel, o Homem Mais Perigoso do Mundo! #resenha | NITROLEITURAS

Eu adoro thrillers, adoro, e quanto mais pancadaria jack ryan tiro pra todo lado melhor! A prosa sequinha, os cortes de cena cinematográficos e uma trama para deixar o leitor sem fôlego e lendo sem parar madrugada a fora!

Mas havia muito tempo que não pegava um thriller daqueles bons mesmos, escrito com elegância e perícia, e com muita pancadaria doidimais é claro! E Satori (2011) de Don Winslow, a prequela (sim, esse é o nome e português para “prequel”) do super-clássico dos thrillers, o Shibumi (1979) do mestre Trevanian é BÃO DIMAIS VÉÉÉÉÉÉIO!

E me tornou um fã instantãneo do Don Winslow (que é atualmente o escritor favorito do Warren “Authority” Ellis, o roteirista de quadrinhos bebaço barbudão doidimais para quem eu acendo vela todos os dias _ sim, eu tenho um altar aqui em casa com a foto do Alan Moore no meio, Grant Morrisson do lado e do Warren Elis do outro, no lado direito, porque o Grant tem que ficar no lado esquerdo, porque é o mais pirado (se é que é possível) dos três.

SINOPSE
Prepare-se para conhecer o homem mais perigoso do mundo. . .

Nicholai Hel, o super-assassino, mestre em GO e que segue o tradicional código de honra japonês, foi apresentado aos leitores em Shibumi, o clássico bestseller # 1 pelo mestre contador de histórias Trevanian. Agora aclamado autor Don Winslow continua a história de Hel, ou melhor, conta a história de como Nicolai se tornou o melhor assassino do mundo.

SATORI

É o outono de 1951, e a Guerra da Coreia está em plena atividade. Aos vinte e seis anos de idade, Nicholai Hel passou os últimos três anos em confinamento solitário nas mãos dos americanos. Hel é um mestre da korosu hoda, ou “matar sem armas”, é fluente em sete línguas, e possui um extraordinário “senso de proximidade” -um extra-consciência da presença de perigo. Ele tem as habilidades para ser assassino mais temido do mundo e agora a CIA precisa dele.

Os norte-americanos oferecem liberdade a Hel, dinheiro e um passaporte neutro em troca de um pequeno serviço: ir a Pequim e matár um antigo líder comunista, um monstro de homem, responsáveis por massacres brutais, e que é o atual comissário da União Soviética para a China. É quase certamente uma missão suicida, mas Hel aceita. Agora, ele deve sobreviver o caos, a violência, desconfiança e traição durante a tentativa de alcançar o seu objetivo final de satori – a possibilidade de verdadeira compreensão e harmonia com o mundo.

RESENHA
Tenho notado na prática o excelente efeito da leitura de diferentes gêneros literários em minha escrita. A cada leitura, novas possibilidades literárias se abrem, novas técnicas de narrar cenas, de criar efeitos emocionais com as palavras, de esticar e enxugar a prosa, de criar monólogos interiores que se misturam com os pensamentos do leitor, entre muitas outras coisas.

Nesse espírito, nessa vontade de variar minha leitura o máximo possível, pois, acredito, como o Murakami que “se você lê o que todo mundo lê, escreverá o que todo mundo escreve” _ ele disse mais ou menos isso, mas agora tô com preguiça de pesquisar direito _ o que eu apenas acrescento, que, deve-se ler o que todo mundo lê, ler o que ninguêm lê, ler sem parar, ler coisa boa e ruim, ler mestres e iniciantes ler, LER LER, e aí, com sorte, a gente acaba influenciado e escrevendo algo interessante.

Não precisa ser original, originalidade morreu com Homero, como disse o Borges, depois que o cara escreveu a Odisséia e a Ilíada, o resto dos escritores e poetas só fazem é retrabalhar o que o grego inventou!

Satori não tenta ser original, nem colocar alguma crítica e reinvenção pós-moderninha no thriller contemporâneo, e eu curti muito a leitura por causa disso.

É um thriller clássico, até meio retrô, com algunas modernidades, como a independência narrativa da única protagonista da história, pois como a grande maioria dos thrillers que se passam da Guerra Fria é uma salsichada só, homem pra todo lado!

E a estrela do livro, claro, é o fantástico personagem Nicolai Hel, um assassino complexo, um ocidental criado como japonês, introvertido e com intelecto de gênio, e que vê a realidade pelo ponto de vista de um jogo de GO, aquele xadrez japonês ultracomplexo.

E da-lhe ação do inicio ao fim! Um livro divertido, de leitura veloz, com reviravoltas de roteiro, vilões asquerosos e uma excelente imersão no mundo caótico da China comunista de Mao e o Vietnã, poucos anos antes dos americanos invadirem e cagarem tudo naquela parte do mundo! Recomendado!

BONUS STAGE
Fiquei sabendo que a Warner Bros está produzindo um filme desse livro, com Leonardo DiCaprio (DeCapuccino para os mais íntimos!) como o Nicolai Hel. Deve ficar uma bosta, mas quem sabe fica doidimais como os filmes do Bourne?

TÉCNICAS NARRATIVAS
Achei massavéio demais a divisão do livro em partes e em mais de cem capítulos, muitos muito curtos. É a mesma divisão que estou usando no Marca, uma divisão que ajuda a fechar e abrir cenas como em um filme, sintetizando e acelerando a narrativa, além de poupar o leitor de “cenas de transporte”, cenas onde se leva um personagem de um lugar para o outro, e que são um saco tanto de escrever quanto de ler.

A prosa é bem enxuta e precisa, um sinal de um escritor profissional, que não perde tempo com firulas. É o tipo de prosa que encaixa bem nesse tipo de livro.

Flashbacks narrados em tempo real, como cenas ativas, com as transições bem feitas, usando os capítulos curtos, muito legal!

RECOMENADO PARA QUEM
Curte Thrillers como os livros do Dan Brown, mas quer ler algo com mais “sustança” e menos “forçação de barra”.
Curte a Trilogia Milênio e que, depois de ler o Satori, vai ficar doido para escrever uma fan fiction colocando a Lisbeth junto como Nicolai Hel (HELL YEAH!)
Curte livros como a série Bourne e a série do Jack Ryan.
Quem aprender mais sobre o contexto pré-Guerra do Vietnã.
Quer conhecer um dos personagens mais famosos do universo da literatura de ação e pancadaria, Nicolai Hel!

Satori ( Shibumi #00, 2011) – Don Winslow – 513 pgs
Período de Leitura: 01.08.2015 a 05.08.2015
Onde Comprar:
Amazon
http://amzn.com/B004PGM8ZA

View all my reviews

ShibumiShibumi by Trevanian
My rating: 4 of 5 stars

Shibumi é um livro que desafia explicações. É ao mesmo tempo uma paródia divertida dos romances de espionagem, um grande romance literário com ressonâncias filosóficas , e ao mesmo tempo, se descola da paródia e se torna um dos  thrillers de espionagem mais bizarros do mundo. É tudo o que ao mesmo tempo. E o  mais importante, é um mergulho na mente bizarra, meio oriental meio ocidental de seu autor, Rod Whitaker, também conhecido como Trevanian. É um dos romances mais intelectualmente atraentes e perturbadores que li nos últimos tempos.

É difícil resumir o que acontece em Shibumi, porque a narrativa tem uma fragmentação meio pós-moderninha, ao mesmo tempo que aparentemente segue a estrutura de um romance de espionagem. A cadeia de eventos vai mais ou menos assim. Um comando israelense está em busca de vingança pelos assassinatos Jogos Olímpicos de Munique, mas são massacrados por uma agência governamental misteriosa no processo. Hannah Stern, o único sobrevivente, procura refúgio com um velho amigo de seu tio, Nicholai Hel, o mais perigoso assassino do mundo.

O que torna Shibumi fantástico é que esses eventos são apenas a casca, a estrutura de base para uma jornada exploratória para a mente peculiar de Nicholai Hel.  O foco de Shibumi é a jornada pessoal e espiritual de Nicholai Hel até se tornar o homem mais perigoso do mundo.

Foda.Foda. Foda. Recomendadíssimo!

View all my reviews

A Filha do Império (A Saga do Império, #1)A Filha do Império by Raymond E. Feist
My rating: 4 of 5 stars

Adorei esse livro, bem diferente do que se faz normalmente em fantasia. A protagonista é fascinante, curti muito o cenário de origem oriental, claramente inspirado no período feudal japonês, chinês e koreano. É um livro focado em intriga política e narra o amadurecimento (e o endurecimento) de uma jovem que se vê lançada na liderança de uma família de nobres.

Muito bom, prosa fluida, trama ágil, tensa e com reviravoltas, e uma protagonista feminina fortíssima e interessante.

O livro, apesar de fazer parte de uma trilogia, pode ser lido isoladamente, já que conta uma história completa.

Recomendado para:

* Fãs de fantasia medieval que queiram conhecer algo novo.
* Quem curte histórias com protagonistas femininas fortes.
* Quem curte histórias de fantasia épica focadas em intriga política.
* Quem curte filmes de Samurai, ou filmes históricos chineses.

Para quem quiser, fiz uma vídeo resenha nesse link abaixo:
https://youtu.be/5Zv_cudwjMY

E vamos ler porque ler é doidimais!

View all my reviews

Homens e Monstros - A Guerra Fria VitorianaHomens e Monstros – A Guerra Fria Vitoriana by Flávio Medeiros Jr.
My rating: 5 of 5 stars

NITROLEITURAS: Homens e Monstros – Flávio Medeiros Jr. (1934, 325 pgs)
Período de Leitura: 15 a 16 de Agosto, 2015

Homens e Monstros é um livro fantástico, escrito por um dos nossos melhores escritores de ficção especulativa em atividade, o Flávio Medeiros Jr., que é daqui de Belzonte e que eu conheço desde mil novecentos e Isaac Azimov!

O livro segue a tradição do FIX-UP.

FIX UP é uma narrativa longa, feita por HISTÓRIAS MENORES que podem ser lidas de formas independente, mas que são, de certa forma, ligadas entre si.

HOMENS E MONSTROS contém SEIS NOVELETAS, interligadas por um universo HISTÓRICO ALTERNATIVO, onde um mundo semelhante ao nosso durante a era vitoriana, do meio até o final do século 19, mas onde a tecnologia avançou mais rápido, ou seja STEAMPUNK.

Os contos se passam em um mundo imerso na GUERRA FRIA entre a INGLATERRA e a FRANÇA, em um mundo onde o IMPÉRIO ASTECA não foi destruído, e sim ANEXADO ao Império Britânico, enquanto a FRANÇA se tornou um IMPÉRIO RIVAL, com os dois dividindo o mundo entre si.

Cada história do livro funciona como uma peça de um quebra-cabeça. Um evento apenas mencionado em um texto pode ser acompanhado com detalhes em outro; o personagem que morre em uma história vai ser melhor conhecido em outra.

Mas não é só HISTÓRIA ALTERNATIVA, é LITERATURA ALTERNATIVA também. Os contos são povoados de PERSONAGENS FAMOSOS DA LITERATURA VITORIANA DE ESPECULAÇÃO, como NEMO e ROBUR, de Jules Verne, MYCROFT HOLMES, o irmão de SHERLOCK HOLMES do Conan Doyle, O JECKYL e MR. HYDE do Robert Louis Stevenson entre muitos outros.

Os contos são muito bem escritos, em um estilo de emula muito bem os clássicos que inspiram o livro.

O tema que unifica os contos é a GUERRA. As narrativas emolduram questões éticas e morais de povos em guerra, questionando sobre o que leva povos a entrarem em conflito, e as consequências gravíssimas de se optar pela violência como estratégia de resolução de conflitos.

As histórias seguem a estrutura dos thrillers de guerra fria, com aventuras envolvendo espionagem, armas secretas, conspirações e, para o ORGASMO NERD VITORIANO, DOIS PERSONAGENS DE JULES VERNE se confrontando, com NEMO pelo Império Francês, contra ROBUR o conquistador, pelo Império Britânico.

DIRIGÍVEIS VERSUS SUBAMARNOS STEAMPUNK! DOIDIMAIS!

Recomendo o HOMENS E MONSTROS para quem:
Queira conhecer o que de melhor se produz em literatura especulativa aqui no Brasil.

Queira conhecer o trabalho fantástico do Flávio Medeiros Júnior, que é também gente finíssima pessoalmente.

Quem curte literatura vitoriana de especulação, o livro é obrigatório para os fãs de Jules Verne, H.G. Wells, Robert Louis Stevenson, Arthur Conan Doyle.

Quem quer conhecer a obra desses mestres, HOMENS E MONSTROS empolga e inspira ao leitor conhecer as obras que o inspiraram.

Quem curte ou queira conhecer o gênero de HISTÓRIA ALTERNATIVA e de LITERATURA ALTERNATIVA, da literatura de especulação.

Quem curte um livro gostoso de ler, do início ao fim!

Fica a recomendação, HOMENS E MONSTROS é STEAMPUNK BRASILEIRO DOIDIMAIS!

View all my reviews
I, Claudius (Claudius, #1)I, Claudius by Robert Graves
My rating: 5 of 5 stars

NITROLEITURAS: Eu, Cláudio – Robert Graves (1934, 468 pgs)
Período de Leitura: 16 a 25 de Agosto, 2015 (lido no original, em inglês)

Quem gostaria de ter o poder de um César no auge do Império Romano?

Qualquer pessoa, menos o coitado do Cláudio, da família de Augusto, um nerd total, gago, feio, manco, mas com o intelecto de um gênio. E foi por causa desses atributos que ele sobreviveu a dois dos maiores tiranos de todos os tempos, Tibérius e Calígula para finalmente, se tornar o Imperador de Roma.

Claudius é o ponto focal de uma autobiografia ficcional escrito em 1934, por Robert Graves. Sim, é um livro velh, mas recomendo MUITO sua leitura! É DOIDIMAIS véio!

Para os não iniciados, é palatável introdução ao mundo do imperador romano, com toda a política, traições e instabilidades vinda de líderes que se acreditavam ser mais do que meros mortais.

É um livro fantástico, completamente imersivo, fazendo justiça a fama de ser um dos melhores romances históricos de todos os tempos, “Eu, Cláudio”, de Robert Graves, poeta, romancista e crítico inglês londrino mergulha o leitor no conturbado período da história romana dos reinados de Augusto, Tibérius e Calígula.

Dá para ver como “Eu, Cláudio” recolucionou o romance histórico moderno, como os best sellers de Bernard Cornwell, por exemplo. Graves mostrou uma nova forma de se escrever romance histórico (ou melhor, aperfeiçoou o que já se fazia até então), contando a decadência de roma por dentro do ponto de vista de Cláudio, com suas observações, preconceitos, e conclusões intercaladas com os acontecimentos.

É um livro de leitura obrigatória para quem curte romance histórico! Recomendo!

View all my reviews

Eu_Claudio

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s