Uma tocante e bem contata história de amor entre um jovem iraniano e uma afegã, no mundo sofrido dos pedreiros de Teerã.

SUMÁRIO:

Em um canteiro de obras em Teerã, refugiados afegãos fornecem mão de obra barata. Quando Najaf, um viúvo Afgan, quebra o pé em uma queda, ele se veste sua filha adolescente Baran como homem e a envia em seu lugar. Memar, o capataz , vê que este “menino” é fraco demais para carregar sacos de cimento, por isso ele dá o trabalho de Baran para seu menino do chá, Lateef. Lateef fica furioso com Baran, mas quando ele descobre seus segredos – que ela é uma mulher jovem e o único ganha-pão de uma grande família – ele embarca em uma jornada de amadurecimento e paixão.

RESENHA:

Filmes, e principalmente, filmes de arte verdadeira, de qualidade, são máquinas de criar empatia nesse mundo cada vez mais egoísta. E o mago Majid Majidi é um dos diretores em atividade que mais tem a manha de tocar o lado sensível do público.

Digo que esse diretor iraniano é um mago do cinema, porque ele só faz filme maravilhoso, ele é o diretor do Children of Heaven, o filme iraniano do casal de irmãos e dos sapatos, que quase todo mundo já viu. Toda vez que o Majid lança um filme, não quero nem saber, eu assisto sem medo, é obra-prima atrás de obra-prima.

gWsMJSQIV7P8g8lIPwj35u6Pfsu

Baran é mais uma prova de que é possível, mesmo nesse mundo cínico, grotesco e materialista que a gente vive, de contar uma história de amor pra valer, sem cair no melodrama-novela das oito, sem forçar a barra. E no caso de Baran, sem nenhum tipo de intimidade física!

O filme é lindo demais, até quem tem o coração empedrado vai se tocar com o desespero apaixonado do protagonista.

As atuações são fantásticas, seguindo a linha neorrealista que claramente inspira o trabalho de Majid, a fotografia medonha de boa, principalmente porque, um dos grandes desafios da fotografia no cinema, é transformar algo horroroso na vida real (no caso de Baran, uma construção de um prédio), em algo belo.

O filme ganha aspectos de fábula pelo uso de símbolos e sequências que beiram o realismo fantástico, ou realismo poético, que é bem o estilo iraniano de contar histórias.

O filme é também uma aula de arco de personagem, muito bem feito, o amadurecimento do protagonista e o modo radical como ele muda do início até o final do filme é de matar de inveja os roteiristas das centenas de comédias românticas horrorosas que Hollywood despeja no mundo todo ano.

E o filme ainda comenta a situação opressora da mulher na cultura afegã e iraniana, mas sem sermões, apenas mostrando os fatos com sensibilidade e contextualização bastante honesta.

É um filme corajoso, o mundo iraniano é implacável com os artistas, e o filme mostra pessoas que existem e crescem por entre as rachaduras inevitáveis de uma sociedade sustentada e imersa nas paredes rígidas de uma teocracia sustentada pelo fundamentalismo religioso.

Outra coisa interessante do filme é mostrar a realidade dura e brutal dos refugiados do Afeganistão que vivem na ilegalidade dentro do Irã, fugindo das podreiras causadas pelo Talibã e outras tribos eternamente envolvidas em guerras internas, e pela zona aprontada pelos Estados Unidos (sucedendo as podreiras da Rússia, França, etc.).

Um filme belíssimo, perfeito, romântico na medida certa. Chorei pra caralho com o final, veio, e olha que sou durão, historinha de amor tem que ser muito bem contada para me pegar de jeito, caralho, sou discípulo do Nelson Rodrigues e do Rubem Fonseca! Mas não é que o diabo do Baran me derrubou?

RECOMENDADO PARA: Quem tá a fim de assistir uma história de amor com emoções reais, quem quer lembrar-se de quando se apaixonou na juventude, quem quer conhecer a vida sofrida dos refugiados afegãos no Irã, quem curtiu o Children of Heaven (Crianças do Paraíso, 1997), e quem curte o cinema iraniano em geral.

NITROFILMES: Baran (Irã, 2001) – Dir. Majid Majidi | Uma Fábula Realista de Amor!

ASSISTIDO EM: 25.07.2015

INTERNET MOVIE DATABASE:

http://www.imdb.com/title/tt0233841

TRAILER:

_______________________________________
Prof. Newton e Profa. Érika – Aulas Particulares de Inglês por Skype
Horários: Dias da Semana de 7 às 23 horas e nos Sábados e Domingos de 7 às 18 horas!

Newton Rocha | Professor de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: 9143-7388 | Skype: prof.newtonrocha@gmail.com
LinkedIin: https://goo.gl/7rajxF
Facebook: https://goo.gl/aokHM1
Twitter: https://twitter.com/tionitro
Google +: https://goo.gl/J35qE8
Youtube Canal Nitroblog:https://goo.gl/ti9rs5

Érika de Pádua | Professora de Inglês – Aulas por Skype
WhatsApp: (31) 9223-5540 | Skype: erikadepadua@gmail.com
Linkedin: https://goo.gl/2c6QIb
Facebook: https://goo.gl/mqP5RK
Google +: https://goo.gl/bLjuCx

Visite o nosso Blog Melhore Seu Inglês: https://melhoreseuingles.wordpress.com/
Curta Nossa página no Facebook: goo.gl/qcPQUK
Se inscreva no nosso Canal no Youtube – Melhore Seu Inglês: https://goo.gl/KYns5i

Anúncios