Filmes Doidimais: Chungking Express,Don't Look Now, Zemlya, Happy Happy, The River! #resenhas

Assistimos muitos filmes nos últimos dias, seguindo a lista dos 250 melhores filmes da Sight and Sound, e um filme norueguês que está passando no Cine Bela Artes Liberdade daqui de Belzonte. Gostei de todos, segue minhas mini-resenhas, e recomendo todos! :D

Chungking Express (1994) resenha visual! ‪#‎sketchbook‬ ‪#‎filmesdoidimais‬

Amei esse filme, romântico no ponto certo, maravilhoso e ainda tem uma cover ULTRACOOL de Dreams do Cranberries em CHINÊS! O filme é composto de duas narrativas românticas focadas em dois policiais chineses se envolvendo com mulheres misteriosas, muito bem feitas, que passam emoções reais mesmo.

Chungking_Express

Gostei de tudo, cinematografia, o roteiro, e a segunda história é fofucha demais, recomendo! Fiz até uma resenha rabiscada que pode ser vista aqui em baixo,

E um trailer-clip com a fantástica cover de Dreams do Cramberries em chinês!


Don’t Look Now – Inverno de Sangue em Veneza (1973) Diretor: Nicolas Roeg

Um dos 250 Melhores Filme da Sight and Sound, Don’t Look Now é uma bizarrice maravilhosa, um horror de arte, ou quase um realismo fantástico kafkiano.

936full-dont-look-now-poster

Muito bom, um clima tenso e delirante do início ao fim, mantendo a tensão entre o sobrenatural e a insanidade, bem Lovecraftiano e uma prova de que, para uma boa história de suspense e horror não é necessário efeitos especiais, só um roteiro fodásico nas mãos de um diretor fera e contando com atores do naipe do Donald Shuterland (que manda muito bem nesse filme).

Recomendo, só aviso que o filme deixa a gente perdidasso até o final, quanto tudo se explica (ou não!). Doidimais! ‪#‎filme‬ ‪#‎movie‬ ‪#‎horror‬ ‪#‎250movies‬ ‪#‎bestmovie‬ ‪#‎70s‬


Zemlya – Terra (1930) Diretor Aleksandr Dovzhenko

Um dos 250 Melhores Filmes da Sight and Sound. A história de Vassily, um jovem e pobre fazenteiro russo que enfrenta os kulaks ricos (fazendeiros aristocratas pré-revolução comunista). Um filme-poema, revolucionário para época e um retrato do período idealista da revolusão russa antes da era de Stálin, e ao mesmo tempo uma crítica às mortes causadas pela revolução.

51TrAOXABTL

Dovzhenko é um poeta de imagens, um cineasta que influenciou incontáveis outros, como Terrence Malick, por exemplo, focando mais na textura e na poesia visual do que na narrativa. Muito bom! ‪#‎250filmes‬


Hapy,Happy – Sykt lykkelig (2010) Diretor Anne Switsky

Mais um excelente filme Norueguês, uma comédia drama muito bem feita, onde um casal da cidade se muda para o interior tentando reatar seu relacionamento. Ao chegar no seu destino, eles se relacionam com um outro casal, que vive também um casamento infeliz. Infidelidades, confissões, e um drama adulto e convincente.

Cartel-Happy-Happy-800x457

Gostei muito do filme, minimalista mas muito bem feito, e com uma boa dose de complicação emocional, além de críticas aos excessos na educação dos filhos norueguesa (com um certo abandono das crianças). Recomendo!


The River – Rio Sagrado (1951) Diretor Jean Renoir

Do diretor considerado por Fellini “o mestre de nós todos”, The River é com certeza uma obra prima. Três adolescentes crescendo em Bengali, na Índia, aprendem lições de vida após se apaixonarem por um soldado americano mais velho do que elas, ferido pela guerra e passando por uma crise existencial. Uma espécie de contos de fadas, com um roteiro literário (o filme é narrado por uma das jovens).

122968_front

Hoje, na era da crítica pós-colonialismo e com os textos de Said sobre o Orientalismo, pode-se achar anacronismos ou se criticar a “visão de gringo” do Jean Renoir, mas o filme também pode ser visto como a “Índia” vistas por Renoir, uma ficção, que por sinal muito bela, sobre as alegrias e as tristezas do amadurecimento de jovens adolescentes. E, por ser um filme de Renoir, a direção é impecável, a fotografia é impressionante, e os temas, ah, que temas, são maravilhosos, tudo girando em torno no Rio Ganges, o rio da vida. Fantástico! smile emoticon ‪#‎filmes‬ ‪#‎jeanrenoir‬ ‪#‎theriver‬

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s