Um jogo narrativo de super-heróis, onde os jogadores e o mestre se unem para criar uma edição de uma revista em quadrinhos. Essa foi a nossa experiência no jogo-teste de Heróis Modernos, criado pelo João Mariano, o famoso blogueiro, podcaster, RPGista e designer de Portugal!

Primeiro queria agradecer ao João Mariano, que veio de muito longe para comparecer ao Laboratório de Jogos aqui em Belo Horizonte. Muito legal mesmo, e deu um toque internacional ao evento. E olha que eu conheço um monte de RPGista daqui de Beagá que nem saiu de casa para testar jogos na parte da manhã, mesmo sendo de graça! Imagina então sair da Europa, pegar um avião, cruzar o Atlântico e desembarcar no coração das Minas Gerais! Doidimais!

O João Mariano é muito conhecido nos meios do RPG nacional e lusitano. Ele participa de um podcast muito bom o Jogador Sonhador, que faz parte do coletivo Terceira Terra. Ele também faz parte do canal no youtube Ludonautas , que discute RPGs e criação de RPGs! Confira! :)

Grupo que jogou os Heróis Modernos!
Grupo que jogou os Heróis Modernos!

Vamos ao jogo-teste em si!

“Heróis Modernos” é um jogo de RPG também inspirado nas regras de Apocalypse World e Dungeon World, mas com foco na criação de narrativas de super-heróis. Os personagens possuem atributos e definem narrativamente seus poderes.

O jogo segue explicitamente uma postura de autor, com os jogadores e o mestre construindo uma edição de uma revista em quadrinhos, com direito a montagem da capa, transição de páginas, balões de pensamento, layout da cena, e regras para editar passagens e introduzir novas falas e outros detalhes.

Como eu gravei a sessão, para quem quiser ter uma idéia de quão legal foi o jogo (com direito a sessão de cartas no final), convido a escutar. A sessão-teste foi longa, mais de duas horas, e foi muito divertida.

A aventura, ou melhor, a primeira edição da revista V-Force (o nome que criamos para a nossa equipe de super-heróis) se passou na cidade de Odeon, uma cidade-cópia barata de Nova Iorque, em um universo que lembra os quadrinhos dos anos 60.

Ficha do Meu Personagem, Super Tupã!
Ficha do Meu Personagem, Super Tupã!

O grupo V-Force foi composto de super-heróis em busca da fama.

Eu criei o Super Tupã, uma versão brazuca do Tor, onde o vendedor de açaí Marco Palmeira, imigrante ilegal vindo do Brasil para a cidade de Odeon, recebeu uma burduna (um arma indígena, uma lança-porrete) mística, que, quando batida no chão, o transformava em Super Tupã, o Deus do Trovão!

Além do Super Tupã, o grupo tinha o Pelotão, um super soldado no melhor estilo Capitão América encontra o Justiceiro, Kid Incandescente, um menino de rua traumatizado capaz de incendiar seu próprio corpo e Brucutu, um homem que consegue transformar o seu corpo em um gigantesco neandertal, além de poder invocar um enorme dentes-de-sabre que vive dentro de sua clava sobrenatural.

DSC02780

A aventura foi muito divertida, com o uso de mecânicas de edição, enquadramento no quadrinho, balão de pensamento, visão panorâmica e até cenas iniciais mostrando o perigo iminente na edição da revista. E no final do jogo teve até uma sessão de cartas, com direito a cartas de nerds chatonildos de quadrinhos descendo o pau na aventura!

Não vou contar como foi a aventura, se você quiser saber escute a gravação!

DSC02781

DOWNLOAD DA SESSÃO DE RPG GRAVADA “HERÓIS MODERNOS” DE JOÃO MARIANO – JOGO TESTE

Sessão gravada no Laboratório de Jogos, 19/04 (Sábado)

NitroSessions – Heróis Modernos (60 MB, 2h e 30 min.) – Mediafire

NitroSessions – Heróis Modernos (60 MB, 2h e 30 min.) – Internet Archive (dá para escutar online também nesse link!)

E é isso aí, com isso eu termino o reporte da minha experiência no Laboratório de Jogos 2014. E fico na fissura de mais eventos desse porte aqui em Belo Horizonte.

 

E mais uma coisa.

Esse evento me deu uma idéia interessante. Será que daria para fazer um evento nos mesmos moldes do laboratório de jogos, mas de criação literária? Um evento que reunisse escritores iniciantes e experientes, especialistas em temas específicos (como cultura medieval, literatura de fantasia, sci-fi, cinema, etc.), oficinas de roteiros e criação literária, discussões com dicas e desafios literários, discussões sobre estilo, voz, tema, etc.?

Quem sabe um dia não teremos algo como um Laboratório Literário aqui em Belzonte, com gente do Brasil inteiro participando?

Quem sabe? :)

Anúncios