NitroDicas 12: Como Criar Cenas – Elementos da Trama 4 #dicasparaescritores #video #nitroblog

Nesse NitroDicas para escritores iniciantes falo sobre como criar Cenas.

NitroDicas 12: Como Criar Cenas – Elementos da Trama 4

NitroDicas 12 - Como Criar Cenas - Elementos da Trama 4
NitroDicas 12 – Como Criar Cenas – Elementos da Trama 4

Introdução:

* As dicas são sugestões, baseadas nas dicas de muitos escritores profissionais e mestres da narrativa e na minha experiência.

* O objetivo é compartilhar conhecimentos e conceitos básicos de criação de histórias e como melhorar e tornar mais clara a narrativa.

* Escrever é uma arte, onde se PODE FAZER DE TUDO, o escritor é livre para escrever como quiser. Essas dicas, sugestões e conceitos básicos servem para auxiliar, mas NADA substitui o principal: escrever MUITO, ler MUITO. A melhor maneira de se aprender a escrever é escrevendo e reescrevendo. Nada substitui a prática!

* Para quem está começando, recomendo começar com contos ou histórias curtas, para experimentar, aprender a reescrever, editar, descobrir seus pontos fortes e fracos, pegar feedback com amigos, leitores, etc. e ir fortalecendo os músculos literários. Depois de muitos contos escritos, você pode passar para livros naturalmente. Essa é a minha sugestão, mas todo mundo é livre para começar a escrever como quiser. :)

A cena é a unidade fundamental da ficção. Cada cena é uma mini-história, com começo, meio e fim. No final de uma cena, pelo menos um dos personagens tem que ter passado por algum tipo de mudança.

A literatura contemporânea tem, normalmente, dois tipos diferentes de cenas, classificadas pelo que acontece no começo, meio e fim delas:

CENAS PROATIVAS

Uma cena que contém um OBJETIVO (começo), um CONFLITO (meio), e um REVÉS ou NOVA DIFICULDADE (fim)

CENAS REATIVAS

Uma cena que contém uma REAÇÃO (começo), um DILEMA (meio) e uma DECISÃO (fim).

Uma cena, seja qual for o Ponto de Vista narrativo, precisa ter um personagem focal, o foco da narrativa de uma cena.

Na narrativa contemporânea, Cenas Proativas se alternam com Cenas Reativas, criando a ilusão de uma narrativa imersiva. Depois das cenas, os romances podem contar com sumários narrativos, ligando uma ou mais cenas com outras cenas. Romances literários e experimentais brincam com essas convenções, mas a grande maioria dos romances comerciais, além da narrativa de cinema, televisão, quadrinhos e videogame seguem essa alternância entre cenas Proativas e Reativas.

Um romance possui centenas de cenas, que podem ser curtas como uma frase ou longas tomando vários capítulos.

CRIANDO CENAS PROATIVAS

São as cenas que seguem a seguinte estrutura OBJETIVO-CONFLITO-REVÉS.

1) Objetivo  – O protagonista tem um objetivo que quer alcançar no final da cena.

2) Conflito – Durante o meio da cena, o protagonista tenta repetidamente conseguir esse objetivo, mas é dificultado por obstáculos.

3) Revés – No final da cena, ele ou falha em atingir seu objetivo ou atinge o objetivo mas algo pior acontece, anulando essa pequena vitória.

Para criar uma cena proativa, faça as seguintes perguntas:

1) Quem é o personagem foco da cena?

2) Qual é o seu objetivo para a cena?

O objetivo de uma cena deve ser SIMPLES e OBJETIVO, facilmente visualizado pelo leitor.

O objetivo tem que ser VÁLIDO para a narrativa (construir personagem ou avançar a trama, ou os dois)

O objetivo tem que ser ALCANÇÁVEL, se for impossível, ele mata a cena e a torna inútil na narrativa. É aquele momento em que o leitor se pergunta, “mas por que diabos estou lendo isso?”, e nós temos que evitar!

O objetivo tem que ser DIFÍCIL, se for muito fácil a cena perde em TENSÃO. É a TENSÃO CRESCENTE em uma narrativa que cria o efeito “leitura viciante” ou seja, torna impossível o leitor largar o livro.

A IMPORTÂNCIA DO CONFLITO PARA UMA CENA PROATIVA

O conflito é essencial, uma cena proativa tem que ser de 80 a 90 por cento de conflito. Não tenha dó do seu protagonista, empilhe dificuldades atrás de dificuldades em cima dele. Não deixe o seu protagonista desistir prematuramente. Mais para frente vamos falar um pouco de como aumentar o conflito na narrativa.

O REVÉS OU O DESASTRE NO FINAL DE UMA CENA

Quanto mais tarde acontecer o REVÉS no final de uma cena melhor. A técnica do gancho narrativo é colocar, na frase final, o revés. Isso torna impossível parar de ler, mas, como toda técnica narrativa, tem que ser usada com parcimônia, ou o seu leitor vai sacar a estrutura e ficar sempre esperando o gancho no final da cena.

O revés deve ser:

CLARO e ligado ao objetivo da cena.

Deve ser o resultado da PERSISTÊNCIA do personagem focal.

Deve deixar o personagem focal PIOR do que ele estava no início da cena.

Deve, se possível, ser INESPERADO mas ao mesmo tempo seguir LOGICAMENTE a narrativa.

Depois de uma cena proativa terminada com um revés, segue-se uma cena REATIVA, onde o protagonista toma fôlego novamente para criar um novo objetivo e tocar a trama em frente.

COMO CRIAR CENAS REATIVAS

Essas cenas se seguem às cenas proativas e tem a seguinte estrutura:

1) REAÇÃO – No começo da cena reativa, o protagonista está se recuperando do revés da cena anterior. Ele passa um tempo reagindo emocionamente a cena anterior e finalmente assume controle dos seus sentimentos.

2) DILEMA – Durante o meio da cena reativa, o protagonista tem que descobrir o que irá fazer em seguida.

3) DECISÃO – Eventualmente o protagonista toma uma decisão, que lhe dá um novo OBJETIVO que dá início a uma cena PROATIVA.

A REAÇÃO

Na CENA REATIVA, a Reação pode ser longa ou curta, dependento do tipo de Revés que aconteceu na CENA PROATIVA. A reação, em geral é emocional. O tamanho varia do estilo da narrativa, uma narrativa mais introspectiva, a reação emocional é mais longa, em um romance de ação, a reação emocional aos eventos é bem mais curta.

A reação é emocional, e vai até onde vão os sentimentos do seu protagonista. Em algum momento ele irá se acalmar e começar a pensar mais racionalmente, é nesse momento que a reação termina e você segue em frente.

O DILEMA

O dilema é o momento, depois da reação, que o protagonista tem que pensar racionalmente em suas opções de ação. O dilema pode ser curto ou longo, dependendo da situação em que o protagonista se encontra e do tipo de narrativa e de personagem. Em algum momento, o protagonista precisa tomar uma decisão.

A DECISÃO

No final da cena reativa, o protagonista decide um curso de ação. Essa decisão tem que ser:

Simples – O personagem precisa claridade de visão em sua decisão e deve ser comunicada claramente para o leitor.

Objetiva – O leitor precisa ser capaz de visualizar claramente o que o personagem irá fazer logo em seguida. (Exemplo: cenas do seriado The Shield).

Válida – O leitor precisa acreditar que o personagem poderia tomar a decisão que tomou, baseado em seus valores (ou na mudaça de seus valores por causa do dilema).

Alcançável – A decisão só é válida se for possível. Se não for possível, o personagem ainda está no dilema.

Difícil – A decisão deve levantar dúvidas no leitor sobre a capacidade do protagonista de conseguir realizar.

ESTRUTURANDO CENAS PROATIVAS E REATIVAS

Normalmente você segue cenas proativas com reativas. Porém, se você quiser acelerar a história, você pode usar uma cena proativa atrás de outra cena proativa, ou usar cenas reativas curtíssimas.

Se você quiser diminuir a velocidade da narrativa, basta aumentar as cenas reativas.

Cenas reativas são ótimas para construir personagens, colocando lembranças, memórias, diálogos que revelam o passado e a personalidade do personagem.

Entre uma Cena Proativa e Reativa você pode mudar o Ponto de Vista Narrativo, usando essa alternância para introduzir novas narrativas na história.

Atualmente, os romances tendem a deixar as cenas reativas mais simples e essenciais possíveis, focando mais em cenas proativas.

9 comentários em “NitroDicas 12: Como Criar Cenas – Elementos da Trama 4 #dicasparaescritores #video #nitroblog

  1. Sensacional Nitrão! O nitroblog vai ser meu material de consulta permanente para escrivinhações românticas diversas.

    Valeu demais, keep it coming!

  2. Valeu Nitro, muito bom o vídeo! Acompanho os vídeos e leio os livros da lista que você sugeriu, estou aprendendo muito. Parabéns pelo excelente trabalho! Você falou da série THE SHIELD, vou assistir e retribuir com uma sugestão, assista TRUE DETECTIVE. A trama é fantástica! Abraços!

  3. Olá ! Venho lhe agradecer pelas dicas que você posta em seu blog e no Youtube, são de grande ajuda para nos reles escritores iniciantes que sonhamos um dia ter um entendimento tão claro de cada elemento que compõe um livro, sim você estar certo quando diz: “Leia mais do que escreve” esta me ajudando muito.

    Tenho apenas uma duvida:

    Como seria uma lista de cenas, digo. são parágrafos. não sei!

  4. Você pode fazer de diversas formas. Eu faço assim:

    Cena 01:
    Dois ladrões entram em um fast food. Eles conversam sobre seu relacionamento. São um casal. Um deles sobe em cima da mesa e grita. Isso aqui é um assalto, quem mexer morre.

    Cena 02:
    Dois assassinos de alguém observam o que acontece. Um deles continua a comer o seu hamburguer, o segundo tira sua arma e aponta para os assaltantes.
    Os assaltantes atiram, mas o assassino mata os dois. O segund assassino diz: dia difícil esse hein.

    Cena 03 (etc.)

  5. arco de personagem são as mudanças por que passa um personagem durante uma história. Começa medroso, termina corajoso, começa feliz termina deprimido, começa confiante termina cético, etc. Mudanças podem ser externas (sua profissão, sua condição física, seus relacionamentos), internas (sua psicologia, seus pensamentos, sentimentos) ou as duas simultaneamente. Observe nos filmes, livros, quadrinhos e veja como os personagens começam e terminam as histórias.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s