NitroCast: Os Jedi de Star Wars e os Guerreiros Sagrados da História – Palestra Jedicon 2013 #nitroblog

Esse NitroCast Especial é a gravação de minha palestra de uma hora e meia na Jedicon 2013 ( http://jedicon.conselhojediminas.com.br/ ). A Jedicon é um evento bi-anual organizado pelo Conselho Jedi de Minas Gerais. Nesse ano fiquei muito feliz pelo convite feito por Dani Aayla, a presidenta do Conselho Jedi (e que também é minha aluna particular de inglês!) para falar no evento. Como sou apaixonado por Star Wars e curto muito história (como a maioria dos mestres de RPG que eu conheço), resolvi fazer um paralelo entre os Guerreiros Sagrados da história da humanidade e mostrar como eles foram usados como inspiração para a criação dos Cavaleiros Jedi.

foto palestra jed2i

Fotos da palestra estava escuro pra caramba! :)

foto palestra jedi

O evento Jedicon 2013 foi muito legal, e contou com a participação da comunidade rpgística de Belo Horizonte, com a galera do Quero Jogar RPG e o pessoal daSecular Games e da loja de RPG Kobold’s Den. Muitas atrações e muita gente animada e viciada em Star Wars! Parabéns para todos os envolvidos!

Nesse post eu também coloquei as minhas anotações que fiz para a palestra,  mas durante a fala eu acrescentei mais informações e reflexões sobre os Jedi e sobre a psicologia e o treinamento marcial dos guerreiros sagrados.

No final da palestra, com base nas perguntas do público, discutimos outros assuntos relacionados com Star Wars, como a jornada de Anakin, as motivações de Yoda, o Bem e o Mal dentro de Star Wars e os pecados cometidos pela Ordem Jedi e que levaram a sua derrocada nos três primeiros filmes da saga.

Espero que curtam! Segue o link para download:

Download NitroCast: Os Jedi de Star Wars e os Guerreiros Sagrados da História – Palestra Jedicon 2013

Internet Archive (Escute Online ou Faça o Download)

Mediafire

Estes foram os slides que passei durante a palestra:

http://www.slideshare.net/tionitro/guerreiros-sagrados

Minhas Fotos da Jedicon 2013

Guerreiros Sagrados: os Jedis da História da Humanidade

Anotações da Palestra (a palestra abordou muitos outros temas)

Imagens da Palestra:

1) OS JEDI EM STAR WARS

* Os jedi são um dos segredos do sucesso de Star Wars. “Por mais de mil gerações, os Jedis foram os guardiões da paz e da justiça na Velha República”.

* Os jedi representam a luta milenar de reconciliar o ideal com o real, o espiritual com o físico. Eles representam o ideal de que o poder deve ficar nas mãos de pessoas que saibam usá-lo de maneira sábia.

* Os Jedi ecoam os guerreiros espirituais da história da humanidade, pessoas extraordinárias que buscam combinar a disciplina necessária para manifestar um poder físico incrível com a sabedoria de que essa força deva ser usada apenas a serviço de um propósito maior.

* Essa palestra vai examinar os paralelos entre os Cavaleiros Jedi e três famosas sociedades de guerreiros-monges da história. Os MONGES SHAOLIN, os SAMURAI do Japão Feudal e os TEMPLÁRIOS das Cruzadas.

* Dos Shaolin veio a idéia de que uma energia unifica todo o universo. Dos Samurai vem a idéia do desapego mesmo em frente a morte. E dos Cavaleiros Templários veio o dualismo moral dos Jedi, a crença de que o universo é uma guerra cósmica entre o bem e o mal, assim como os riscos da virtude em um mundo corrupto.

2) OS JEDI

Milhares de anos antes da Batalha de Yavin, no Episódio 4 Uma Nova Esperança, no planeta Tython, um grupo de visionários sentiram o lado benevolente da Força (chamada de Ashla) e o lado destruidor, que chamavam de Bogan. Essas pessoas eram místicos e filósofos.

Os membros da Ordem Jedi são limitados por uma série de prescrições compartilhadas pelas ordens monásticas da história da humanidade. Os Jedi tem que seguir um código de vestimenta muito preciso que os marcam não só como Jedi, mas também do seu nível de desenvolvimento.

Normalmente eles entram como Younglings, depois viram Padawan, Cavaleiro e Mestre. Lutar pelo lado branco da força leva a terem compaixão por toda a vida, mas eles evitam relacionamentos mais íntimos. O celibato previne a divisão de lealdades ou a criação de apegos que podem forçar uma sedução ao lado negro.

3) OS MONGES SHAOLIN

* Origens envolvidas em lendas.

* Fundaram seu primeiro templo em 495, por um monge budista da índia chamado Batuo. Por ordem do Imperador Xiaowen, o templo Shaolin foi fundado perto da capital Louyang, assim como o templo da Ordem Jedi no mundo capital de Coruscant, próximo ao Senado.

*Inicialmente os monges Shaolin queriam divulgar o Budismo, mas o ataque constante de bandidos os forçou a desenvolver artes de auto-defesa.

* Os Monges Huiguang e Sengchou foram os primeiros monges Shaolin a praticarem artes marciais inspiradas nas artes marciais da Índia.

* A maior lenda da origem dos Shaolin vem da lenda de Bodhidharma, um monge budista lendário que, ao chegar no templo Shaolin, disse que os monges estavam em péssimo condicionamento físico para meditar. Ele é famoso por ter ficado 9 anos meditando, “olhando para a parede”. Bodhidarma tinha treinado no sistema varjamushti indiano, que ensinou aos monges. Em pouco tempo os monges se tornaram os lutadores mais temíveis da China, e foi formada a base do C’hua-fa, o kung fu Shaolin.

* Os monges shaolin só lutavam pela auto-defesa, e Bodhidarma é uma das inspirações históricas para o mestre Yoda. Existem vários tratados clássicos atribuídos a ele.

*Yoda disse: um Jedi só usa a Força para o conhecimento e defesa, nunca para o ataque”.

*O treinamento inicial era focado no bastão, uma arma defensiva. Existem várias formas e movimentos de bastão shaolin, assim como existem várias formas de sabres de luz”. Os nomes das formas são baseadas em movimentos de animais, assim como as formas de sabres de luz, como a Forma 4 Ataru: The Way of the Hawk-Bat.

* Os Shaolin acreditavam que o universo era um todo unificado por uma energia chamada de Chi, ou Qui. Essa energia refletia a ordem natural por trás de tudo, o Tao, que é a harmonia inicial e que cria o universo através da troca entre dois conceitos opostos, o Ying-Yang.

Ying-Yang

*O caminho, conceito metafísico, o Tao, a essência universçao do universo. A ordem natural do universo, o eterno sem nome.

*Do vazio surgem luz e trevas, mas a percepção de bem e mal é apenas uma ilusão da percepção. Yin (Negro) e Yang (Branco) transformam entre si.

*Yin, devagar, suave, difuso, frio, molhado e passivo, água, terra, lua, feminilidade, noite

*Yang, rápido, duro, sólido, focado, quente, agressivo, associado com fogo, céu, sol, masculinidade, e dia.

*Símbolo se chama Taijitu, “diagrama da realidade suprema” e a arte marcial é o Taijiquan ou Taichichuan.

*Bem e mal dependem da percepção, não são reais. O que é bom em uma hora é mal em outra. O ideal é a harmonia, o equilíbrio.

* Assim como o Templo Jedi, o Templo Shaolin foi destruído várias vezes por forças governamentais, em 574 e 845.

* Os Shaolin misturaram o Budismo chan (ou teravada) com Taoismo e buscavam o equilíbrio em tudo. Assim como a Força, o Chi é impessoal, uma energia que flui no momento em que os aspectos positivos e negativos são criados,o fluxo é criado para reestabelecer o equilíbrio. É mais uma dualidade entre criação e destruição do que entre certo e errado. O errado é o desequilíbrio, o certo é o equilíbrio.

*O Qui era usado tanto na luta quanto para curar.

* Ética taoísta varia dependendo do templo, mas enfatizam o wu-wei (ação através da não-ação), naturalidade, simplicidade e espontaneidade, e os três tesouros, Compaixão, Moderação e Humildade. “Forma é Vazio e o Vazio é a Forma”

***************************************

4) OS SAMURAI

Apesar de não serem monges guerreiros, eles compartilham com os Jedi várias características, especialmente uma filosofia sobre a Morte, Destino e Própósito, além de um Código de Honra pelo qual entregavam sua vida.

* Comparem uma armadura Samurai de corpo inteiro com as armaduras do império, principalmente do Darth Vader.

*Samurai vem da palavra Saburou, que significa “servir”,e ficaram importantes no Japão a partir do século oitavo. Eram servos armados dos governantes feudais. Eles eram mestres em várias armas e comandantes de batalhas, assim como os Jedi durante a República.

*Mais tarde, como os Jedi, os Samurai serviam de conselheiros, diplomatas e administradores, assim como Conselheiros Jedi (Consulars). Como os Jedi, eles serviam seus mestres com devoção e treinavam diligentemente nas artes da guerra.

*Os Samurais eram desapegados em frente a morte, eles “já eram mortos”, a morte não era nada para eles comparado com sua honra e com o seu dever de servir ao seu mestre.

*Os três ideais mais importantes para os Samurais eram o Bunbu Itchi, o Bushido e o Budismo Zen.

*O BUNBU ITCHI significa, a “a pena e a espada na mesma medida”. Sumariza a obrigação do samurai em equilibrar sua maestria com a guerra com esforços civilizados, como estudo de literatura clássica, caligrafia e a filosofia de Confúcio.

*Nós vemos essa filosofia na vida de Miyamoto Musashi, um ronin ou samurai sem mestre que com sua habilidade impressionante com as espadas, sobreviveu incontáveis batalhas e duelos.

*Depois de derrotado por uma única vez por um monge armado com dois bastões curtos, ele se retirou para uma caverna no alto de uma montanha. Lá ele escreveu um dos clássicos da filosofia Zen e da arte da espada, o Livro dos Cinco Anéis, e produziu obras primas de pintura, caligrafia e escultura em madeira.

* A maestria da espada era essencial para o samurai. A espada era o símbolo da vida, e da alma do samurai. Uma arma era um “instrumento de vida e morte, pureza e honra, autoridade e até mesmo de divinidade”, a mesma reverência que um Jedi tem para seu sabre de luz.

* O sabre de luz é “uma arma elegante para uma era mais civilizada” também ressoa com símbolismo espiritual significante. Quando Mestre Kenobi devolve o sabre perdido de Anakin, ele diz “Anakin, esta arma é a sua vida” (Ataque dos Clones). Espiritualmente, o sabre de luz é a alma do Jedi.

* Um dos últimos testes de um Padawan é construir seu próprio sabre de luz. De maneira semelhante, mestres Samurai acompanhavam a construção de suas espadas principais observando mestres armeiros. A arte de construção de katanas é também considerada um caminho espiritual.

* O CÓDIGO JEDI E O BUSHIDO

Para prevenir a corrupção do lado negro, os Jedi vivem sob as regras do Código Jedi, ou Juramento Jedi. A expressão clássica do código é baseada nos escritos do Mestre Jedi Odan-Urr:

Não existe emoção, existe paz.

Não existe ignorância, existe conhecimento.

Não existe paixão, existe serenidade.

Não existe caos, existe harmonia.

Não existe morte, existe a Força.

Um Jedi não age por poder pessoal ou riqueza, mas busca conhecimento e iluminação.

Um verdadeiro Jedi nunca age a partir do ódio, raiva, medo ou agressão, mas age apenas calmo e em paz com a Força.

* O BUSHIDO

Assim como os Jedi, os Samurai viviam de acordo com seu código do Bushido ou “o Caminho do Guerreiro, BUSHI-DÔ”

As sete virtudes:

Retitude (義 gi) – Um Samurai deve viver uma vida honesta e não se perder em vícios.

Coragem (勇氣 yūki) – Um Samurai nunca deve recuar por covardia, deve “viver morto”, jamais deixar que seu medo o conquiste.

Benevolência (仁 jin) – Um Samurai deve sempre agir com compaixão e benevolência para os mais fracos, doar parte do que ganha.

Respeito (禮 rei) – Um Samurai deve respeitar as leis ditadas pelo Shogun e pelo seu mestre. Deve respeitar as regras de combate honrado e a autoridade de outro Samurai.

Honestidade (誠 makoto) – Um Samurai não deve se envolver com corrupção, e ganância.

Honra (名誉 meiyo) – Um Samurai deve manter sua própria honra e a de seu mestre, ao custo de sua vida.

Lealdade (忠義 chūgi) – Um Samurai deve lealdade até a morte ao seu mestre.

Além disso o Samurai deveria viver uma vida frugal, sem luxo e sóbria. Para os que quebravam as virtudes, principalmente a Lealdade e a Honra havia o ritual do Seppuku ou Harakiri, um suicício cerimonial onde o samurai resgatava a honra perdida.

* Budismo Zen

Os Samurai seguiam uma versão do Budismo, chamada de Zen, que foi introduzida no Japão no século 12. O Zen, assim como a filosofia da Força, determinava que o Samurai deveria meditar e cultivar o mushin, ou o estado de “não mente”, para ver sua verdadeira natureza e a verdadeira natureza da realidade, além dos conceitos formados pela mente.

*O desapego cultivado nas práticas meditativas ajudavam aos Samurais a ganharem foco e diminuir a ansiedade, e a encarar a morte sem medo.

*O Mestre Tsunetomo ensina: “um samurai deve viver como se seu corpo já estivesse morto e assim, ganhar a liberdade do Caminho”.

* De maneira semelhante, todos os Padawans precisam enfrentar o Teste da Coragem, cujo propósito é para um “Padawan persistir em face ao que mais teme”.

*A prática do mushin ou a não mente é dar uma ligação profunda com o mundo em sua volta. Segundo o mestre Takuan Soho, ao desenvolver a não-mente, as separações entre corpo,mente,espada e oponente desaparecem, e você atinge o oponente como um raio”.

*Obi Wan passa esse conceito para Luke Skywalker na cena de treinamento com o sabre de luz onde ele pede para ele “largar o seu eu consciente e agir de acordo com seu instinto”, e a partir desse momento Skywalker começa a se defender sem esforço. Esquecer a mente significa abandonar os conceitos, o que esperamos previamente e a matrix que criamos sobre a realidade.

* A Arte do Arco é tão profunda e tem paralelos com a cena final de Luke contra a Estrela da Morte. O Arqueiro Zen sente o vazio antes de lançar a flecha e, sem que a mente o atrapalhe, atinge o alvo”.

************************************

5) OS CRUZADOS E OS JEDI

Os “Pobres Companheiros-Soldados de Cristo e do Templo de Salomão”, também conhecidos como os Cavaleiros Templários, a Ordem do Templo, foram uma das mais poderosas e ricas ordens militares cristãs durante a Idade Média.

Foram endossados pela Igreja Católica em 1129. Eles usavam mantos brancos com a cruz vermelha e eram cosiderados os melhores soldados das Cruzadas (os conflitos religiosos do século 11 ao século 13, cujos mais famosos foram as Cruzadas cristãs na Terra Sagrada, contra os muçulmanos).

Assim como os Jedi, os Templários foram traídos pelo Rei Phillip da França (que estava em dívida com a ordem) e destruídos em 1307, sendo oficialmente desbandados pelo Papa Clemente em 1312.

Eles tinham três níveis principais de hierarquia, os Cavaleiros Nobres, os Sargentos Não-Nobres e os Capelões. Eles só aceitavam cavaleiros e faziam juramentos de pureza e castidade.

Os Capelões eram padres ordenados que cuidavam das necessidades espirituais dos Templários.

Haviam também os Grandes Mestres Templários. Os mais famosos foram o fundador Hugues de Payens, Bernard de Tremelay (que quebrou um cerco em Ascalon usando apenas 40 homens, contra milhares de inimigos dentro de um forte).

O último Grande Mestre Templário foi Jacques de Molay, que foi queimado em 1314 por ordem do Rei Filipe IV.

CÓDIGO TEMPLÁRIO

Seis Virtudes Cavalhereiscas:

1) Habilidade com as Armas

2) Lealdade

3) Generosidade

4) Moderação

5) Cortesia

6) Honra

Os 10 Juramentos

1) Acreditar na fé Cristã e rezar três vezes por dia.

2) Defender a fé Cristã e os Cristãos

3) Defender e respeitar os fracos, doentes e necessitados.

4) Defender sua pátria

5) Nunca retroceder do combate contra Satã e seus demônios e nunca deixar de combater aqueles que caem sob seu controle e influência.

6) Opor incessantemente contra o Mal e a Mentira

7) Obedecer as leis, se elas não forem contra as Leis de Deus.

8) Nunca mentir e manter lealdade a sua própria palavra e juramento.

9) Ser generoso de maneira prudente e aliviar o sofrimento de quem precisa.

10) Ser o campeão do que é certo, bom, do amor, e da tolerância contra  Injustiça, Mal, Ódio e Intolerância.

11) Manter a pureza de espírito e da carne.

12) Manter o voto de pobreza, castidade, piedade e obediência.

Normalmente eram guerreiros, nobres e cavaleiros que queriam purgar seus pecados se unindo a uma ordem religiosa. A Ordem tinha várias fortalezas por todo o mundo, assim como as Academias dos Jedi.

Tanto os Jedi quanto os Templários eram governados por um conselho de membros experientes e de mais alto ranking.

Os templários viraram o “braço guerreiro da Igreja, se submetendo apenas ao Papa e ao Grande Mestre”. Assim como os Jedi, que são os Pacificadores da República e que obedecem o Chanceler e o Conselho Jedi.

Tanto os Jedi como os Templários são governados por um conselho de 12 membros liderados por um Grande Mestre.

Assim como os Jedi, os Templários tinham um código de conduta e de vestimenta “usando o branco e a cruz vermelha para simbolizar a vida sombria que deixaram para traz e terem entrado em um estado de castidade perpétua”. Eles até usavam capuzes, semelhantes aos dos Jedi.

O treinamento templário era o mais árduo das ordens militares da idade média, e cada templário se dedicava a uma arma, especialmente a Espada Longa. Eram considerados os melhores guerreiros da Europa, uma tropa de elite.

Eles se consideravam guerreiros santos, protegendo a Terra de Deus contra heréticos que estavam aliados a Lúcifer, nesse caso os Seljuques e os Mameluques muçulmanos (que também se viam como guerreiros lutando em nome de Alá e de sua fé, o Islam), uma guerra que continua até hoje.

O Grande Mestre Bernard de Clairvaux dizia que os Templários “tem duas vocações, lutam contra inimigos físicos e espirituais, uma luta interna contra as forças das trevas na alma e uma luta externa, contra a representação dessas forças no inimigo”.

E assim como os Jedi, que seguindo Yoda, ficaram muito orgulhosos do seu poder e acabaram caindo na trama de Darth Sidius, os Templários ficaram tão poderosos a ponto de desafiar o Rei da França, sendo traídos e destruídos.

****************

Existem várias outras ordens de monges-guerreiros na história da humanidade. Os paralelos são bem evidentes e é interessante para quem quiser aprofundar mais sobre os Jedi, pesquisar nessas fontes de inspiração histórica.

Anúncios

4 comentários

  1. Nooossa não sabia que havia tanto conteúdo relacionado assim. Vou usar na mesa de jogo, players detestam códigos de honra complicados, hehehe X). Parabéns pela palestra, e pela pesquisa, parece que ralou muito para chegar até aí. Abraço Newton.

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s