10 segredos para escrever um romance best-seller de acordo com a escritora Brenda Novak 

brenda novak in close

1. Comece sua história no lugar certo, quando algo emocionante acontece, quando algo inusitado acontece, quando um desafio digno foi apresentado ao seu protagonista.

2. Deixe para descrever o passado dos personagens e do cenário para mais tarde. Apresente aos poucos e com cuidado e moderação apenas quando o leitor precisa saber. E use apenas os detalhes mais importantes do passado. Não faça seu protagonista olhando pela janela para que você possa dizer a seus leitores através do diálogo interno tudo que você precisa que eles saibam .Além de ser um clichê batido, isso também é o famigerado “infodump”, blocos de informação despejados no leitor que tornam a leitura massante como a de uma enciclopédia.

3. Evite dizer muito ou pouco. Dizer muito destrói o ritmo do texto e pode soar como pretensioso. Dizer muito pouco torna difícil de se conectar com seus personagens e pode tirar o impacto emocional de sua história.

4. Crie conflitos. O conflito é o motor que impulsiona a sua história. Se você não tem conflito na sua narrativa, ela não vai a lugar nenhum. Seja conflito em camadas, ou um conflito que cresce e muda à medida que a história avança, é ainda melhor. Ele evita que o seu leitor de ficar frustrado, entediado ou cansado da narrativa do protagonista.

5.  Mantenha a narrativa sempre avançando, vibrante,ativa. Isso significa usar detalhes específicos ao invés de clichês e generalizações. Também significa usar verbos fortes, mostrar ao invés de narrar e cortar todos os advérbios que você encontrar!

6. Elimine as coisas chatas,a quilo que ninguém gosta de ler. Escreva diálogos realistas, leia-os em voz alta e evite tags ou advérbios (“ela disse com firmeza …”) pois eles enfraquecem o texto. O seu diálogo deve ser bom o suficiente para funcionar sem advérbios!

7. Crie personagens que são interessantes e os crie em camadas, com falhas. Evite personagens perfeitos, eles não existem na vida real! Eles também devem ser devidamente motivados.

8. Ajude o seu leitor na “suspensão da descrença”, evitando uma trama que é muito artificial ou cheia de coincidências.

9. Evite escrever que é excessivamente dramático ou auto-indulgente.

10. Confie no seu leitor e use o subtexto em abundância. Com isto quero dizer … ter cuidado para não fazer tudo tão óbvio. De acordo com Alicia Rasley: “subtexto é como um presente para o leitor, uma astuta camada adicional de significado implícito no texto, mas não é acessível sem um pouco de pensar. … Leitores experientes não se limitam ao texto que está impresso na página, eles interagem com o texto, participam plenamente com o escritor na tomada de sentido na história. “Essa participação do leitor aumenta o impacto emocional de uma história.

Anúncios