Nessa sessão, depois de muito tempo de férias do RPG por causa das férias e das festas de fim de ano, os nossos heróis retornam a Ustalav, o Reino do Terror! :)

Dungeon Master by ~axlsalles
Dungeon Master
by ~axlsalles

Download da Sessão

Reino do Terror 04 – A Prisão Assombrada (3 horas  – 72 mb)

Escute Online! (4shared) Reino do Terror 04 – A Prisão Assombrada

Episódios Anteriores:

Página Principal da Campanha Reino do Terror – Forgotten Realms +2d6

ANO DA CAMPANHA:

Calendário de Forgotten Realms: Ano 1372 DR (O ano de campanha do Forgotten d20) – Ano da Magia Selvagem.

Data do Episódio: 7 de Alturiak, 1372. Meio da Primavera

Calendário Online de Forgotten Realms: http://www.wizards.com/dnd/fc/index.htm

Data da Sessão: Sábado, 2 de fevereiro de 2013

Cena 01: Recordando as sessões passadas

Os personagens estão no Reino de Ustalav, um reino que sofreu o domínio do Tar Baphon, um Necrotirano (um morto vivo poderosíssimo) e que foi expulso depois de 6 séculos pela Cruzada da Luz. O Prof. Lorrimor, conhecido dos personagens, morreu investigando um possível retorno dos Necromonges, os seguidores do Necrotirano.

DSC01054



DSC01063

Os personagens foram para a cidade de Ravengro para o funeral do Prof. Lorrimor. Em Ravengro eles se envolvem em uma série de acontecimentos sobrenaturais, causados por fantasmas poderosos de ex-prisioneiros da Prisão de Harrowdale, uma antiga prisão que existia na cidade. A atividade dos Necromonges parece estar ligada aos eventos sobrenaturais.

Os heróis sobreviveram a dois ataques dos fantasmas, um na praça e outro na catedral da cidade. Os cinco fantasmas são o Flautista de Illmarsh, o Mestre dos Nomes, o Padre Charlatão, o Maníaco do Pântano e o Degolador. Eles também descobriram que o Padre Grimburrow liderou uma horda de linchamento e foi o responsável pelo incêndio que matou tanto os prisioneiros quanto os soldados, o diretor e sua esposa da prisão da cidade. Ele fez isso para evitar que todos descobrissem que o Padre Charlatão era seu irmão (, o Padre Charlatão era um sacerdote que enganava e sacrificava crianças para um ritual secreto).

DSC01055

Depois dessa revelação, os heróis decidiram ir até a Prisão de Harrowstone para investigar e ajudar a destruir a maldição que caiu sobre Ravengro. Além disso, Dora suspeitava que seu mestre druida, que havia chegado na cidade a algumas semanas atrás, também estava preso dentro da prisão, aprisionado pelos fantasmas.

Cena 02: Entrando na Prisão de Harrowstone

Os heróis seguiram, junto com o Padre Grimburrow como guia, para a Prisão de Harrowstone, um local arruinado pelo tempo e com um ar sombrio. Eles enfrentam uma hera trepadeira negra venenosa, mas conseguem entrar na prisão com os poderes mágicos de Taeron, eles conseguiram entrar.

DSC01059

Ao entrar, Val Helsing usou sua Máscara da Caveira e viu uma enorme quantidade de almas penadas andando pelo pátio interno da prisão, parecendo que estão controlados por alguma força maligna.

Uma enorme tempestade estava anunciando no horizonte. Eles decidiram investigar a Casa do Diretor da Prisão, antes de entrar no prédio principal da Prisão.

Eles também se aproximaram de um estranho lago negro que se formou no lado leste da prisão. Lá eles viram algo se mexendo em suas profundezas, mas resolveram deixar para lá.

Cena 03: A Casa do Diretor Hawkran

Eles encontram a casa completamente destruída, e com sinais que fora roubada depois do incêndio de 50 anos atrás. Dora e Val fora investigar o porão da casa.

Do porão da casa, uma voz surgiu na mente de Dora e Val, se fazendo passar pelo mestre druida Awar (para Dora) e da irmã vampira Madelenie (para Val). As duas, caindo na manipulação da criatura que as aguardava no porão, lutaram contra seus companheiros para abrir a porta do porão. Val consegue abrir a porta do porão e uma assombração horrenda surge.

DSC01061

O Monge Louco, uma entidade vestida como um monge, com o rosto de caveira e carregando um cálice cheio de sangue. Ele atacou, silenciando todos no lugar (tirando os poderes de Taeron) e usou seu cálice para sugar o sangue dos heróis à distância.

O Monge Louco
O Monge Louco

Depois de um combate feroz, eles venceram o Monge Louco.

Dora entrou no porão, despertando as vítimas do Monge Louco, ladrões que pereceram na casa do Diretor. Os heróis enfrentaram esses novos mortos-vivos, e Tulissa enviou as almas para o céu. Entre as possessões dos mortos vivos, eles conseguiram algumas joias e armas. Eles também ficaram com o cálice do Monge Louco, um item mágico que torna qualquer líquido em uma poção de causar ferimentos graves (1d6+6 de dano) e uma poção de Caminhar Rápido, e uma poção de Transformar Terra em Lama.

Cena 04: A Torre do Vigia

Ao chegar na entrada do prédio da prisão, eles viram o local onde o Prof. Lorrimor foi morto.  Val usa a Máscara da Caveira e vê que na parede estão runas (invisíveis pela vista normal). Essas runas foram deixadas pelos Necromonges, e Taeron tenta decifrá-las.

Enquanto eles estão tentando decifrar, Dora, Oktober e Hanz foram investigar uma das torres de Vigia que haviam na prisão.

Eles subiram na torre, desviando de hordas de ratos, e chegaram ao topo. No topo encontraram um fantasma de um soldado da prisão. O fantasma discutiu com Dora e a algema, achando que ela é um prisioneiro tentando escapar. Oktober tentou atacar o fantasma e acabou caindo pela torre abaixo, sendo salvo por Hanz (mas ficando dependurado).

O fantasma conjurou uma horda de ratos e os heróis lutaram por suas vidas.

Depois todos se reuniram na entrada do prédio principal da prisão, onde Taeron revelou que os Necromonges usaram as runas para aprisionar e sequestrar o fantasma do Diretor Hawkran, que era o fantasma que mantinha os demais fantasmas da prisão sob controle.

Cena 05: Explorando a Prisão de Harrowstone

A Prisão de Harrowstone
A Prisão de Harrowstone

Eles começaram a investigar pelos salões e corredores destruídos e queimados do primeiro andar da prisão. Depois de muito caminhar, eles entraram em uma sala onde as paredes, possuída por assombrações, começaram a abrir e fechar rapidamente, retirando o oxigênio da sala.

Alguns heróis desmaiaram enquanto Taeron segurou uma das portas usando sua telecinese e Dora usou os fungos do local para estragar as portas. Com isso eles se livraram das aparições.

Cena 06: Sala do Tribunal

Eles caminharam por mais outras salas até chegarem à Sala do Tribunal, onde os prisioneiros eram julgados. Val vê os prisioneiros assombrando o lugar, esperando pelo seu julgamento.

Ela também viu tentáculos negros surgindo em uma das pareces e assustando os fantasmas.

DSC01060

Porém, ao tentarem sair do lugar, uma assombração gelada começou a congelar o chão sob os pés dos heróis, selando as portas com gelo.

Eles lutaram muito contra a assombração gelada, e Val, usando seu Monsternomicon, descobriu como destruir a criatura, esquentando uma arma de metal até ficar vermelha e jogando no centro do foco de gelo.

Eles decidem seguir para a sala de treinamento dos soldados da prisão.

PERSONAGENS DOS JOGADORES

Val Hellsing – Caçadora de Monstros

Jogadora: Érika Tuz

Descrição:

Roupa de Couro negra com vários detalhes com caveiras, visual ultragótico. Cabelos negros e pele pálida, com uma série de intens mágicos que a deixam capaz de caçar vampiros e outros monstros da noite. Cabelos encaracolados e negros e olhar nervoso.

Possui uma máscara de caveira que a permite ver no escuro. Tem um cinturão com presas de vampiros que curam suas PVs. Ela é perseguida por sua irmã, uma Lorde Vampira.

História:

Quando era pré-adolescente, sua irmã virou vampira e matou sua família. O Professor Lorrimor, da universidade de Lepidstat do norte do Reino de Ustalav a educou para ser uma Caçadora de Monstros, ensinando tudo que ele sabia. Val Hellsing cresceu em Lepidstat depois que foi adotada pelo Professor Lorrimor.

Motivação: Val Hellsing partiu em sua jornada para matar ou salvar sua irmã da maldição vampírica.

Tulissa – Confessor de Tyr

Jogadora: Paula

Descrição:

Branca com cabelos negros, lábios rosa.

Motivação:

Cresceu nas Dalelands (As Terras dos Vales), e entrou no tempo de Tyr quando criança. Recebeu o treinamento para se tornar uma Confessor, uma sacerdotisa capaz de dominar as mentes de outras pessoas. Ela é a primeira das novas guerreiras de Tyr, as Confessor. Tuliça está em treinamento, é uma noviça e foi para Ustalav para se encontrar com o Prof. Lorrimor.

O Prof. Lorrimor trabalha junto com o Templo de Tyr nas Dalelands para evitar que o Necrotirano volte. O Sacerdote Remariz, o superior de Tuliça, está preocupado com as suspeitas de Lorrimor sobre a ascenção das forças das trevas, que deram o poder ao Necrotirano no passado.

Hanz Caneca-de-Pedra – Anão Guerreiro e Elegante, dono de Cervejaria em Leipidstat

Jogador: Tio Nitro

Descrição:

Primo de Oktober Caneca-de-Pedra, Hanz possui uma cervejaria gourmet em Lepidstat, um anão hipster. Primo de Oktober!

Motivação:

Se une a Oktober para abrir mais tavernas pelo Reino de Ustalav e o ajudar guiando pelos condados. O Prof. Lorrimor era um grande apreciador das cervejas Caneca-de-Pedra.

Oktober “Fast” Caneca-de-Pedra – Anão Bárbaro e Cervejeiro das Montanhas da Mandíbula do Dragão

Jogador: Anso

Descrição:

Tem cabelos loiros partidos no meio e um bigode pontudo para baixo. É bem corpulento, mas muito ágil no manejo do machado e das canecas de cerveja, o que lhe concedeu o apelido de “Fast”.  Tem uma caneca que transforma água em cerveja e fica furioso se não estiver com ela por perto. O símbolo do seu clã é uma caneca com uma folha de cevada esmagando a cabeça de um orc (caneca de pedra, oras). É do clã Stone Cup (Caneca-dePedra) famoso pelos seus anões mestres cervejeiros.
História:

Cresceu nas montanhas ao norte da Terra dos Vales ouvindo as histórias de que o Necrotirano roubou todo o tesouro dos Anões do Norte de Ustalav e os expulsou do reino. Quer trucidar aqueles que expulsaram o seu clã da região além de tentar reconquistar a confiança do povo de Ustalav levando a cerveja dos Caneca de Pedra para os 4 cantos do reino. Os anciões não gostaram dessa idéia e preferiram manter a produção de cerveja exclusiva para os anões. Sentido-se desonrado Oktober cometeu um ato extremo: cortou com o machado todas as tranças da barba, bigode e dos longos cabelos (tradicionais dentro do clã) e prometeu que deixará o cabelo e a barba crescerem novamente quando tiver reconquistado o tesouro perdido dos anões.

Motivação:

Foi para Ustalav em busca do Professor Lorimor, um amigo dos Caneca-de-Pedra, que teria descoberto uma pista do paradeiro do tesouro roubado dos anões pelo Necrotirano. Conta com a ajuda do primo Hanz Caneca-de-Pedra que mora em Lepidstat e também é um grande apreciador de cerveja. É apaixonado por cerveja e está sempre tentando criar novas receitas e métodos de fermentação da bebida.

Dora – Druida da Shudderwood

Jogador: Leo

Descrição:

Tem cabelos loiros e é toda feliz. Muito bela mas meio caótica. É alegre e faz crescer flores por todos os lados. Ela segue o Deus Silvanus.

História:

Durante uma guerra civil em Ustalav, Dora foi abandonada na Shudderwood, no Norte do Reino de Ustalav. Awar Marivaldi, o Mestre Druida de Shudderwood (e membro da Ordem Palatina) a adotou e a treinou. O Mestre Awar era amigo e aliado do Prof. Lorrimor e ia até a Shudderwood para consultar o Mestre Awar sobre plantas para caçar monstros. Havia uma comunidade de Elfos do Sol em Lorzeri durante a época do Necrotirano. Mestre Awar é um veterano da Cruzada da Luz que derrubou o Necrotirano.

O Mestre Awar esta preocupado com o aumento da atividade dos lobisomens na Shudderwood ( e enviou mensagens para Lorrimor por meio de águias inteligentes), e com um praga negra que está matando as árvores de Shudderwood.

Motivação:

Com o desaparecimento do Prof. Petros Lorrimor, seu Mestre Awar a enviou para Ravengro para investigar o seu desaparecimento.

Taeron Moonstone – Mago Elemental e aspirante a necromante

Taeron “Mantonegro” Moonstone – Mago Elemental e aspirante a necromante

Jogador: Mário

Descrição: Um mago estudioso, ambicioso e arrogante. Bastante alto e esguio, olha outras pessoas, literalmente, de cima. É um dos melhores alunos da Universidade de Lepidstat. Veste sempre um manto negro e não gosta de ser visto em suas peregrinações noturnas às bibliotecas da universidade.

História:

Vindo de uma famíliade agricultores das Dalelands, Taeron se destacou desde cedo em sua vila pela capacidade e vontade  de aprender. A vontade de ser um mago se firmou ainda criança, quando Elminster livrou facilmente a vila de um ataque de goblinoides. Seu fascínio era menos pelo ato, mas sim pelo poder proporcionado pela magia. Conseguiu ingressar em uma academia de magia, mas logo percebeu que a filosofia dos magos das Dalelands, voltada para a ajuda ao próximo e sedenta por heroísmo, não era o que buscava. Em sua constante procura por conhecimento e poder, fez desafetos e –  por “diferenças de pensamento” –  foi expulso da academia. Procurou em Lepidstat um ambiente que aceitasse melhor seus anseios (e também certas escolas específicas de magia). Foi um dos melhores alunos do Dr. Petros Lorrimor, que reconhecia nele potencial para um grande mago, mas ficava sempre atento a possíveis desvios éticos.

Motivação: Conhecimento é a palavra chave que leva Taeron Mantonegro adiante. Ele tinha uma vaga noção de que o professor estava envolvido em mais do que parecia – o que atiça sua curiosidade.

Contato: