A aventura esquenta muito com um combate desesperado e quase mortal! Os heróis descobrem grandes segredos sobre o passado da Cidade de Ravengro!

Download da Sessão

Reino do Terror 03 – A Catedral do Inferno (3 horas e 20 minutos – 80 mb)

Escute Online! (4shared)

Episódios Anteriores:

Página Principal da Campanha Reino do Terror – Forgotten Realms +2d6

Cena 01: Salvando Oktober

Depois de levar Oktober para ter seus ferimentos tratados,ferimentos que foram causados pelos Stirges demoníacos e pela entidade com a misteriosa flauta translúcida, os heróis foram abordados pelo Prefeito da Cidade, o Conselheiro Hearthmouth. Ele ofereceu ajuda aos heróis, porém indicando que apenas ofereceria ajuda caso eles saiam da cidade o mais rápido possível.

Oktober e Hanz decidiram pedir um carro de boi para o prefeito Hearthmouth, para levarem as cervejas que herdaram de Lorrimor para Lepidstat.

Dora, apesar da rejeição do grupo, queria ir junto com eles para a casa do prefeito. Depois dos fiascos anteriores, os demais herois recusaram, pedindo para Dora conversar com a menina Rose (filha de Serianna, a dona da hospedaria). Val deu um sermão na Dora, e ela fingiu que aceitou, mas seguiu em segredo atrás dos heróis.

Taeron Moonstone ficou na hospedaria estudando o diário de Lorrimor, para tentar descobrir mais informações sobre Ravengro.

Uma senhora, a Tasvéia, a irmã do velho fazendeiro Felismund, abordou Tulissa, lhe oferecendo duas galinhas, como agradecimento pela Confessor Tulissa ter salvo o menino Gustav. Ela aceitou com relutância, e Oktober colocou as galinhas no pescoço.

Hanz disse que iria fazer um “coq o vin” (uma receita élfica com galinhas e vinho), e mencionou Taladriel, a rainha do reino élfico místico de Darlórien, que é sua musa.

Cena 02: Na Prefeitura de Ravengro

Os heróis entraram na sala do prefeito, e frente a relutância do prefeito em responder suas perguntas sobre o passado de Ravengro, a Confessor Tulissa o tocou e dominou sua mente. O Prefeito, agora apaixonado pela Confessor, contou que, a mais de cinquenta anos, as ruínas na entrada da cidade era a Prisão de Harrowstone.

Dora tentando espiar pela chaminé, acabou escorredando e caiu na sala, totalmente suja de fuligem.

Ao ser perguntado sobre os Stirges, ele contou que a muito tempo atrás, a prisão de Harrowstone recebeu o Flautista de Illmarsh, um bardo psicopata que usava sua flauta para controlar pessoas e as levavam para serem devorada por Stirges que possía de estimação. Diziam que o objetivo dele era de se transformar em uma Stirge, e quando chegou em Harrowstone ele já tinha transformado partes do seu corpo em formas animalescas.

O Flautista de Illmarsh era um dos cincos Prisioneiros perigosíssimos que foram levados a Harrowstone no passado, antes que a prisão fosse destruídas. A entidade que apareceu na praça de Ravengro parecia ser o fantasma do Flautista de Illmarsh.

Os demais prisioneiros eram:

O Padre Charlatão, o Maníaco do Pântano, o Degolador, e o terrível Mestre dos Nomes. Os heróis notaram que cada um dos prisoneiros estava relacionado com os versos cantados pelas crianças da cidade.

O prefeito acorda do transe e fica confuso com a presença dos heróis. Depois do transe, o prefeito tentou convencer os heróis de sairem da cidade, e até concordou dar um carro de bois para Oktober e Hanz, se eles prometerem não se envolver nos assuntos da cidade. Ele também contou que um Druida, amigo do professor Lorrimor (Mestre Awar, mestre da Dora), apareceu e foi até às ruínas e desapareceu. Ele disse que, se eles quiserem, podem visitar o Migueliron, o vendedor de itens mágicos, um meio-elfo que mora na cidade.

Cena 02: Reencontrando com Taeron

Depois de irem no prefeito, eles se reúnem com Tareon, que confirma as informações do prefeito sobre o passado na cidade. Porém eles ainda não sabiam porque os espíritos dos prisioneiros estavam atacando a cidade, vindos das ruínas da Prisão de Harrowstone. Taeron também estava conseguindo, cada vez mais, ler o terrível tomo Servindo a Sua Fome, o tomo que deveria ser destruído pela Grande Árvore no centro da Shudderwood.

A catedral tocou o sino indicando que a missa para o Pevrin Ekarid, o que foi morto e jogado no Memorial. Os heróis decidem ir na missa e depois conversar com o Padre Grimburrows.

Cena 03: A Procissão de Ravengro

Os heróis seguiram para a Catedral de Ravengro, e reencontram com a Donavéia, a senhora que Val e Tulissa destruíram os tomates. Ela estava distribuíndo as velas para a procissão e recusou dar velas para os heróis. Tulissa ofereceu as galinhas para Donavéia e ela aceitou seus pedidos de desculpa, e entregou as velas para os heróis.

Cena 04: A Catedral de Ravengro

Eles entraram na catedral que estava lotada. Ao entrar eles notaram os belíssimos vitrais,que contavam a história da Deusa Pharasma, uma mulher de branco que foi atacada pelos demônios que viviam no passado distante de Ustalav, e ao morrer, a luz de sua alma consumiu todos os demônios do reino. A mulher de branco apareceu esporadicamente em cemitérios, levando almas para o céu. Seu símbolo é uma cruz com um X negro por trás, e ela aparece como uma mulher de branco de onde pode-se ver uma caveira por trás do seu rosto, dependendo da iluminação.

A catedral estava lotada e no centro estava o caixão com o corpo de Pevrin Ekarid fechado. Todas as pessoas importantes da cidade estavam na catedral, e ao lado do Padre Grimburrow que corrodenava a reza e a missa.

Grimburrow começou a orar, Dora e Oktober, diferente dos demais, repetiram as palavras das orações.

Os dois entraram em um transe e tiveram uma visão. Eles viram a população de Ravengro, a muitos anos atrás, saindo da cidade com tochas e armas indo em direção a Prisão de Harrowstone. Um jovem Padre Grimburrows, aproveitando que a rebelião dos presos da Prisão, chamou toda a população para destruir a prisão.

O povo atacou e incendiou a prisão, com os soldados e o Diretor Hawkran, e sua esposa Vessoriana ainda lá dentro, junto com os prisioneiros revoltados. A culpa de terem matado inocentes corroi a cidade até hoje.

Depois da visão, eles sentiram uma calma, e uma voz feminina, da deusa Pharasma, de que eles estavam perdoados.

Cena 05: O Ataque de Gibbs e os Pescadores da Cidade

Nesse momento as portas se abriram, o enorme pescador Gibs (o pescador que os achacou quando entraram na cidade), apareceu, junto com vinte outros pescadores mal humorados. Ele reclamou com o Padre Grimburrow de que devia ter sido convidado para a missa. O Padre o expulsou e disse que ele sabia muito bem porque não era bem vindo.

Gibbs disse que todos iriam queimar por causa disso, e fechou a porta.

Dora e Tareon seguiram os pescadores para fora da catedral. Eles viram que o Gibbs estava realizando um ritual, com os demais pescadores cercando a catedral carregando tochas com chamas verdes.

Gibbs arrancou sua camisa e em seu peito estava escrito PEVRIN, o nome do jovem que morrera.

Antes que Dora e Taeron pudessem agir, os pescadores encostaram as tocahs com chamas verdes na catedral, e a estranha chama verde expande e se espalha por toda a catedral, prendendo todos lá dentro.

Dentro da catedral, as chamas verdes começaram a consumir as paredes causando confusão e desespero entre a multidão.

O caixão explodiu com um fogo verde, e a energia pegou também duas pessoas que estavam mais perto. A energia transforma o cadáver e as das pessoas três tipos de caveiras e cabeças flamejantes (uma caveira flamejante, uma caveça de medusa flutuante e uma cabeça de vampiro flutuante).

Os heróis combateram os monstros, salvando o Prefeito Hearthmouth de ser morto pela cabeça vampírica de Pevrin (porém falhando em salvar Zekar Ekarid, o pai de Pevrin de ser devorado pelo monstro).

Lá fora, Dora e Taeron enfrentaram Gibbs e os pescadores em um combate desesperado.

Dentro da catedral, Tulissa teve seu braço comepletamente queimado pela Caveira Flamejante e quase morreu quando uma viga da catedral caiu em cima de seu corpo. Hanz brilhou no combate, salvando Tulissa e matando vários monstros.

Depois de Gibbs ser derrotado, ele explodiu com a energia verde que retornou para o seu corpo (após as tochas mágicas terem sido apagadas). Dora e Taeron quase morreram, mas o mago sacrificou toda sua energia criando uma redoma de proteção e entrando em coma logo em seguida.

Os heróis que ainda estavam de pé puderam ver uma entidade de sombras surgir ao lado do seu corpo e gargalhar. Era uma entidade que carregava um bico de pena que brilhava com energia púrpura. Val tentou destruí-lo com uma granada anti-magia, mas a entidade, apesar de enfraquecida, fugiu.

Cena 06: Revelações do Padre Igori Grimburrow

Depois da tragédia da destruição da Catedral de Ravengro e depois de muitos mortos, os heróis cercaram e questionaram o Padre Igori Grimburrow, em relação a suas investigações e a visão que tiveram dentro da catedral. Grimburrow confessou que, a mais de 50 anos atrás, a cidade de Ravengro existia e tirava seu sustento da Prisão de Harrowstone, que fora construída próximo a cidade para receber os piores criminosos do reino de Ustalav. Todos os condados enviavam pagamentos em ouro e produtos para Ravengro, em troca a cidade ficava com os piores vilões e prisioneiros de todo o reino.

A população inicialmente gostou do arranjo, porém, periodicamente, prisoneiros fugiam de harrostone e causavam dor e sofrimento para a cidade, matando inocentes em suas fugas desesperadas. Com o tempo, a população começou a odiar a presença da prisão nas colinas de Ravengro.

Isso durou até que um dos padres da cidade,Donavan Grimburrow, irmão do Padre Igori Grimburrow foi preso. Donavan ficou conhecido como o Padre Charlatão, um maníaco que usava uma carroça de vender doces para atrair crianças. O Padre Charlatão abusava, matava, e devorava as crianças nos porões da Catedral de Ravengro. O Padre Grimburrow, que inicialmente protegia seu irmão, acabou entregando-o para a justiça quando descobriu o que realmente acontecia com as crianças que seu irmão raptava (ele acreditava que elas vendidas como servos, e como eram crianaçs muito carentes, racionalizou que era um melhor destino para elas.

Ele entregou Donavan para a polícia, porém seu irmão jurou que se o Padre Grimburrow não levasse novas vítimas para ele dentro da Prisão, o Padre iria ser preso também como um cúmplice nos crimes. O Padre Grimburrow, com medo disso, aproveitou a rebelião dos presos de Harrowstone para incitar a população para destruir a prisão e acabar com os prisoneiros, e assim o livrar de ser incrimidado pelo seu irmão maníaco.

Tercius, o pai de Gibbs (que era uma criança na época), e vários outros pescadores, tinham familiares presos em Harrowstone. Gibbs viu seu pai morrer sob a loucura da multidão, que subia a colina para destruir a prisão de Harrostone.

Porém o fogo acabou matando os guardas, o Diretor Hawkran e Vessorianna Hawkran, a esposa do Diretor, que por algum motivo desconhecido, estava na prisão durante a rebelião.

O Padre Grimburrow se arrependeu amargamente do que fizera, e acredita que as assombrações que assolam a cidade são fruto do ataque que a cidade fez a prisão. Ele se ofereceu para acompanhar os heróis em sua exploração da prisão de harrowstone. Ele também disse que os necromonges do Caminho Sussurrante tinham vindo a Ravengro prometendo acabar com as assombrações da Prisão de Harrostone. O Padre e o Prefeito aceitaram a ajuda dos necromonges, contra o desejo de Lorrimor e do Druida Awar. Entretanto, depois que os necromonges foram na Prisão de Harrowstone, os eventos sobrenaturais pioraram.

Depois disso, os heróis foram para a hospedaria de Serianna, onde, de noite Dora sonhou com seu Mestre Awar, que estava aprisionado e sendo torturado por uma entidade com um martelo azul brilhante.

Próxima Sessão:

Os heróis finalmente vão até a Prisão de Harrowstone e ficar de frente a frente com o mistério maléfico que assombra a cidade de Ravengro.

PS: Depois da sessão jogamos o jogo de cartas e contar histórias GLOOM CTHULHU, muito bom!

PERSONAGENS DOS JOGADORES

Val Hellsing – Caçadora de Monstros

Jogadora: Érika Tuz

Descrição:

Roupa de Couro negra com vários detalhes com caveiras, visual ultragótico. Cabelos negros e pele pálida, com uma série de intens mágicos que a deixam capaz de caçar vampiros e outros monstros da noite. Cabelos encaracolados e negros e olhar nervoso.

Possui uma máscara de caveira que a permite ver no escuro. Tem um cinturão com presas de vampiros que curam suas PVs. Ela é perseguida por sua irmã, uma Lorde Vampira.

História:

Quando era pré-adolescente, sua irmã virou vampira e matou sua família. O Professor Lorrimor, da universidade de Lepidstat do norte do Reino de Ustalav a educou para ser uma Caçadora de Monstros, ensinando tudo que ele sabia. Val Hellsing cresceu em Lepidstat depois que foi adotada pelo Professor Lorrimor.

Motivação: Val Hellsing partiu em sua jornada para matar ou salvar sua irmã da maldição vampírica.

Tulissa – Confessor de Tyr

Jogadora: Paula

Descrição:

Branca com cabelos negros, lábios rosa.

Motivação:

Cresceu nas Dalelands (As Terras dos Vales), e entrou no tempo de Tyr quando criança. Recebeu o treinamento para se tornar uma Confessor, uma sacerdotisa capaz de dominar as mentes de outras pessoas. Ela é a primeira das novas guerreiras de Tyr, as Confessor. Tuliça está em treinamento, é uma noviça e foi para Ustalav para se encontrar com o Prof. Lorrimor.

O Prof. Lorrimor trabalha junto com o Templo de Tyr nas Dalelands para evitar que o Necrotirano volte. O Sacerdote Remariz, o superior de Tuliça, está preocupado com as suspeitas de Lorrimor sobre a ascenção das forças das trevas, que deram o poder ao Necrotirano no passado.

Hanz Caneca-de-Pedra – Anão Guerreiro e Elegante, dono de Cervejaria em Leipidstat

Jogador: Tio Nitro

Descrição:

Primo de Oktober Caneca-de-Pedra, Hanz possui uma cervejaria gourmet em Lepidstat, um anão hipster. Primo de Oktober!

Motivação:

Se une a Oktober para abrir mais tavernas pelo Reino de Ustalav e o ajudar guiando pelos condados. O Prof. Lorrimor era um grande apreciador das cervejas Caneca-de-Pedra.

Oktober “Fast” Caneca-de-Pedra – Anão Bárbaro e Cervejeiro das Montanhas da Mandíbula do Dragão

Jogador: Anso

Descrição:

Tem cabelos loiros partidos no meio e um bigode pontudo para baixo. É bem corpulento, mas muito ágil no manejo do machado e das canecas de cerveja, o que lhe concedeu o apelido de “Fast”.  Tem uma caneca que transforma água em cerveja e fica furioso se não estiver com ela por perto. O símbolo do seu clã é uma caneca com uma folha de cevada esmagando a cabeça de um orc (caneca de pedra, oras). É do clã Stone Cup (Caneca-dePedra) famoso pelos seus anões mestres cervejeiros.
História:

Cresceu nas montanhas ao norte da Terra dos Vales ouvindo as histórias de que o Necrotirano roubou todo o tesouro dos Anões do Norte de Ustalav e os expulsou do reino. Quer trucidar aqueles que expulsaram o seu clã da região além de tentar reconquistar a confiança do povo de Ustalav levando a cerveja dos Caneca de Pedra para os 4 cantos do reino. Os anciões não gostaram dessa idéia e preferiram manter a produção de cerveja exclusiva para os anões. Sentido-se desonrado Oktober cometeu um ato extremo: cortou com o machado todas as tranças da barba, bigode e dos longos cabelos (tradicionais dentro do clã) e prometeu que deixará o cabelo e a barba crescerem novamente quando tiver reconquistado o tesouro perdido dos anões.

Motivação:

Foi para Ustalav em busca do Professor Lorimor, um amigo dos Caneca-de-Pedra, que teria descoberto uma pista do paradeiro do tesouro roubado dos anões pelo Necrotirano. Conta com a ajuda do primo Hanz Caneca-de-Pedra que mora em Lepidstat e também é um grande apreciador de cerveja. É apaixonado por cerveja e está sempre tentando criar novas receitas e métodos de fermentação da bebida.

Dora – Druida da Shudderwood

Jogador: Leo

Descrição:

Tem cabelos loiros e é toda feliz. Muito bela mas meio caótica. É alegre e faz crescer flores por todos os lados. Ela segue o Deus Silvanus.

História:

Durante uma guerra civil em Ustalav, Dora foi abandonada na Shudderwood, no Norte do Reino de Ustalav. Awar Marivaldi, o Mestre Druida de Shudderwood (e membro da Ordem Palatina) a adotou e a treinou. O Mestre Awar era amigo e aliado do Prof. Lorrimor e ia até a Shudderwood para consultar o Mestre Awar sobre plantas para caçar monstros. Havia uma comunidade de Elfos do Sol em Lorzeri durante a época do Necrotirano. Mestre Awar é um veterano da Cruzada da Luz que derrubou o Necrotirano.

O Mestre Awar esta preocupado com o aumento da atividade dos lobisomens na Shudderwood ( e enviou mensagens para Lorrimor por meio de águias inteligentes), e com um praga negra que está matando as árvores de Shudderwood.

Motivação:

Com o desaparecimento do Prof. Petros Lorrimor, seu Mestre Awar a enviou para Ravengro para investigar o seu desaparecimento.

Taeron Moonstone – Mago Elemental e aspirante a necromante

Taeron “Mantonegro” Moonstone – Mago Elemental e aspirante a necromante

Jogador: Mário

Descrição: Um mago estudioso, ambicioso e arrogante. Bastante alto e esguio, olha outras pessoas, literalmente, de cima. É um dos melhores alunos da Universidade de Lepidstat. Veste sempre um manto negro e não gosta de ser visto em suas peregrinações noturnas às bibliotecas da universidade.

História:

Vindo de uma famíliade agricultores das Dalelands, Taeron se destacou desde cedo em sua vila pela capacidade e vontade  de aprender. A vontade de ser um mago se firmou ainda criança, quando Elminster livrou facilmente a vila de um ataque de goblinoides. Seu fascínio era menos pelo ato, mas sim pelo poder proporcionado pela magia. Conseguiu ingressar em uma academia de magia, mas logo percebeu que a filosofia dos magos das Dalelands, voltada para a ajuda ao próximo e sedenta por heroísmo, não era o que buscava. Em sua constante procura por conhecimento e poder, fez desafetos e –  por “diferenças de pensamento” –  foi expulso da academia. Procurou em Lepidstat um ambiente que aceitasse melhor seus anseios (e também certas escolas específicas de magia). Foi um dos melhores alunos do Dr. Petros Lorrimor, que reconhecia nele potencial para um grande mago, mas ficava sempre atento a possíveis desvios éticos.

Motivação: Conhecimento é a palavra chave que leva Taeron Mantonegro adiante. Ele tinha uma vaga noção de que o professor estava envolvido em mais do que parecia – o que atiça sua curiosidade.

Contato:

Anúncios