NitroBooks: Best Served Cold e força das narrativas imprevisíveis. (Vídeo)

NitroBooks: Best Served Cold e força das narrativas imprevisíveis.

A Mercenária Monza

Best Served Cold de Joe Abercrombie na Livraria Amazon
http://www.amazon.com/Best-Served-Cold-Joe-Abercrombie/dp/0316044962

* Best Served Cold – História de vingança e traição no mundo da First Law Trilogy do Joe Abercombie.

* Personagens principais: Monza (Monzacarro Mercatto), uma líde mercenária em busca de vingança, Shivers, um bárbaro idealista, Friedly, um ex-prisioneiro louco-psicopata, Morveer, um Mestre dos Venenos, Vitari, uma torturadora e o sensacional General Cosca, ex-líder dos Thousand Swords, alcólotra e doidimais!

* Gênero da Fantasia Militarista Realista. Um mundo negro, amoral ou de moralidade subordinada a interesses pessoais. Estilo “sangue e tripas” e o estilo Noir está até mais forte nesse livro (e bem direrente do The Heroes, que estou lendo no momento). Não é, definitivamente, um romance típico de fantasia.

* Personagens cinzas, humor negro, violência, assassinato e tortura. Não é um livro para todo mundo.

* Tem cenas bem gráficas de violência e sexo, apesar de bem contextualizadas.

* Quebra dos padrões da narrativa de vingaça.

* Questionamentos sobre o conceito de vingaça. Momentos existenciacialistas (os atos de um indivíduo determinam o que são e o significado de suas vidas) e niilistas (a morte do sentido, a ausência de finalidade e de necessidade de resposta do porquê das ações). Tudo isso dentro de uma narrativa de vingança.

* A força de Abercombie é dar vida aos personagens.

* Estilo seco e direto com um bom ritmo, com cenas e sequências se alternando de maneira eficiente.

* Abercombie é muito cruel com alguns dos seus personagens, e o livro tem vários momentos de angústia, mas a sensação de estar dentro de um mundo brutal é sensacional.

* O livro é também uma exploração do mundo dos mercenários, dos soldados da fortuna e de como eles vêem questões como lealdade e justiça. Ou melhror, como eles condicionam essas questões em termos de vantagens pessoais.

* O melhor do livro é a imprevisibilidade da trama. Abercombie mostra que um autor não deve temer viradas inesperadas na trama, assim que sentir que está seguindo alguma trilha que já foi usada milhares de vezes.

* Ele também deixa a trama seguir as motivações e a transformação das motivações dos personagens de acordo com os acontecimentos.

* Todos os personagens possuem falhas e tentam ou não lutar contra elas.

* A First Law Trilogy possui mais humor e variedade, mas esse livro expande o mundo e foca a história em personagens muito interessantes.

* Para apreciar melhor esse livro, recomendo ler a First Law Trilogy primeiro.

* Fica a recomendação do livro Best Served Cold, e a dica para as editoras nacionais trazerem o livro para o Brasil!

__________________
Nitrocontos
http://nitrocontos.wordpress.com

NitroDungeonRPG Blog
https://newtonrocha.wordpress.com

Melhore Seu Inglês Blog
http://melhoreseuingles.wordpress.com

Contato:
prof.newtonrocha@gmail.com

Anúncios

6 comentários

  1. Tio Nitro, mias uma ótimo vídeo! E mais uma ótima dica! Ah, já pensou em fazer vídeos sobre livros nacionais? Leonel Caldela é um ótimo escritor, e os dois livros fora do universo Tormenta (O caçador de apóstolos e Deus Maquina) valem muito a pena. Pelo menos eu, consegui tirar muitas idéias da técnica do Leonel.

    Mais uma vez, parabéns! No aguardo de mais vídeos como esse!

  2. Resenha bem legal desse livro, e dá muita vontade de lê-lo, embora meu inglês seja só mediano. Já pensou voltar a narrar fantasia por conta desses livros? Mas com pegada mais gritty e militarista? Tava relendo teu diário de campanha da mesa de Forgotten Realms e as sessões eram doidimais!

  3. Olá Tio Nitro, esse autor parece seguir um pouco aquela linha do game Assasin’s creed, mas, gostei muito do estilo de Joe segundo sua resenha ! Interessante o fato dele soltar o personagem, isso, na minha visão, é o que garante o realismo a história. Eu como narrador, muitas vezes perdi o controle da sessão de jogo, mas não tenho nenhum problema em improvisar dentro da sessão, e os jogadores gostam bastante do fator “inesperado”. Vale lembrar que também já ferrei algumas sessões hahaha. Mas com um pouco de treino o resultado é estupendo.
    Eu gosto muito dessas viradas de trama, por que abrem muitas outras “portas”.
    Como você mesmo disse, não é um livro para todos, sobre tudo por ser meio “sujeira”, acho que uma campanha de jogo seria quase suicida entre jogadores. rsrs, mas quem já jogou Vampiro a Máscara, sabe muito bem como lidar com isso !!
    Grande dica para leitura, quem sabe quando dominar melhor o inglês e leia este livro fantástico !!

    Abraço tio Nitro !

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s