Dicas de RPG do Tio Nitro: Mantenha a Calma e Mestre Melhor!

Magic Kingdom - Banda de Symphonic Metal (Metal RPG) muito doidmais! Recomendo para fãs de Rahpsody!
Magic Kingdom – Banda de Symphonic Metal (Metal RPG) muito doidmais! Recomendo para fãs de Rahpsody!

 

Decidi começar uma série de dicas de rpg  em posts pequenos mas diretos no assunto. Espero que gostem!

A afobação é o pior inimigo de um mestre de RPG. Muitas vezes eu fico ansioso em uma sessão de jogo, e deixo de prestar atenção no que está acontecendo na sessão, deixo de ver a interatividade entre os personagens dos jogadores e as narrativas que estão sendo criadas na mesa. Qual é razão dessa ansiedade? A pressão de mestrar de maneira eficaz e a idéia de que o mestre é o único responsável pela diversão da mesa.

Refletindo sobre isso e sobre as sessões de rpg que realmente deram muito certo, cheguei a conclusão que a responsabilidade da diversão na mesa de jogo é de todos os jogadores, não só do mestre do jogo. Dessa forma, como mestres, o nosso papel é de fazer o melhor possível, mas sem essa carga de que somos os únicos responsáveis pela diversão de todo mundo. Quando os jogadores percebem que eles também tem grande parte de responsabilidade para deixar o jogo divertido, o grupo amadurece e as sessões fluem de maneira mais natural e legal.

Outra questão que gera a afobação do mestre na mesa do jogo é o desejo que fazer com que todos os eventos planejados (combates, situações dramáticas, etc.) aconteçam de qualquer forma. Isso pode fazer com que o mestre atropele as decisões dos jogadores, desprotagonizando seus personagens. Essa é a parte mais difícil de ser um mestre de RPG, conduzir a criação coletiva da narrativa sem desprotagonizar os personagens dos jogadores, ou seja, sem tomar as decisões pelos personagens dos jogadores. O segredo é limitar as opções sem cortar as sugestões e a criatividade que os jogadores terão durante o jogo.

O mestre é o criador de situações enquanto os jogadores são os solucionadores de situações. Se o mestre cria e soluciona uma situação de jogo, ele está desprotagonizando os personagens dos jogadores.

Nesse ponto vem a minha última e principal dica: tenha muita calma, e respire fundo ao mestrar um jogo de RPG. Descreva as situações, controle o ritmo do jogo mas dê espaço para os jogadores representarem e criarem em cima do que você está colocando. O equilíbrio entre a contribuição do mestre e a contribuição dos jogadores para a narrativa coletiva é algo que leva tempo para pegar o jeito, mas é muito válido ter em mente que todos (mestres e jogadores) precisam participar e se divertir com o jogo. Não precisa afobar, prepare a sua sessão e abra espaço no jogo para que os jogadores também criem e participem! :D

 

Anúncios

20 comentários

  1. Olá!
    “O mestre é o criador de situações enquanto os jogadores são os solucionadores de situações. Se o mestre cria e soluciona uma situação de jogo, ele está desprotagonizando os personagens dos jogadores.” Uma das melhores frases que já li sobre RPG nos últimos tempos.

    Obrigado pela ótima postagem, Tio Nitro!
    Até and Bye…

  2. Sou do tipo de mestre que curto muito desenvolver a história, mas não tenho tanto tempo para planejar campanha, etc., o que me tem feito optar por RPGs que exijam menos preparação, mas isso acaba fazendo com que eu me cobre mais, na descrição, no desenvolvimento da história dentro do jogo, etc.

    Infelizmente, os jogadores de meu grupo não tem trabalho nenhum – a não ser comparecer na sessão de jogo e divertir-se – e ainda acreditam que a responsabilidade da diversão cabe somente ao mestre! Uma pena.

    Fazer uma campanha, onde o comprometimento seja apenas do mestre, onde o jogador senta-se e espera ser entretido, é uma receita certa para a frustração do mestre e ruína da sessão/campanha.

  3. Cara ,vc acabou de salvar a minha campanha ,eu tava indo por esses passos,sou eternamente grato.Continue fazendo essas dicas ,ajudam em muito.

  4. @kharlos – Obrigado! Fazer um diário de campanha é fundamental, para registrar as ações dos personagens dos jogadores e incorporá-las ao máximo na campanha.

  5. Tio Nitro, mto bom o post. Creio que dá pra fazer uma correlação legal aquela sua outra dica de preparar menos e improvisar mais. O excesso de preparação leva a um certo medo de perder o esforço.
    Outra questão que acho que vale a pena ser abordada (nada a ver com esse texto) é aquela dos “pontos narrativos” e de como nós, mestres, acabamos, sem saber, recompensando certas atitudes das quais vivemos reclamando por parte dos jogadores (vc tocou no assunto em um podcast com o Dior…).

  6. è verdade esse tipo de afobação acontece com muita gente, mas acho que pelo meu jeito de mestrar isso acaba não ocorrendo, visto que eu simplesmente tenho uma ideia, algo curto no máximo duas linhas e vou fluindo com os jogadores até a resolução do problema.

  7. Belo post Tio Nitro, pegar esse ritmo e fazer os pjs se sentirem importantes na mesa é algo que vem com o tempo, eu msm antes escrevia a aventura td, hj faço pequenos topicos e deixo o jogo fluir, mas sempre deixo perto um papel com anotações importantes de npcs interessantes para serem utilizados…
    Continue com esses ótimos post nos ajudando a criar uma sessão cada vez mais envolvente e divertida…abraço…

  8. “O mestre é o criador de situações enquanto os jogadores são os solucionadores de situações. Se o mestre cria e soluciona uma situação de jogo, ele está desprotagonizando os personagens dos jogadores.”

    Acho que esta parte resume muito bem todas as suas palavras, ótimo artigo!

  9. Há tempos acompanho seu blog, e suas dicas são diretas e úteis para uma boa partida de RPG. Na boa, valeu por compartilhar sua experiência mais uma vez!

  10. Excelente! Devidamente espalhado e compratilhado nas redes sociais! Espero profundamente que você continues trazendo posts desse tipo! Sei que você tá ocupadaço com a Trilogia Legião, mas não suma, véio! :D

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s