Nesse episódio, os nossos heróis planejam uma rebelião em Sembia. Além disso, uma supresa desagradável aguarda o nosso valoroso senhor da guerra, Auden Thundersword!

A CAMPANHA “O IMPÉRIO DAS SOMBRAS” – D&D e Forgotten Realms 4ª Edição

Os povos livres dos Reinos estão em perigo. O Império de Netheril, junto com aliados misteriosos ameaça acabar com a paz na região central de Faerum, e uma guerra entre Cormyr e Netheril é iminente. A campanha coloca os heróis no centro desse grande conflito, que pode transformar completamente Faerum!

Os temas da campanha são a guerra e seus efeitos, a importância das alianças diplomáticas, os sacrifício que devem ser feitos e o preço cobrado pela vitória ou pela derrota no campo de batalha.

Leia os episódios anteriores nesse link!

_________________________________________

Mapa de Forgotten Realms em 1479

Mapa de Forgotten Realms D&D 4ª Edição - DR 1479
Mapa de Forgotten Realms D&D 4ª Edição – DR 1479

_________________________________________________

“Conspiração em Sembia”- 24º Ep da Campanha “Império das Sombras”

Terceiro Arco de Aventuras: “Contra o Império!” (Níveis 12 a 16)
1479 DR, Ano do Ser Que Não Tem Idade, de 9 de Mirtul, Primavera de Faerun.

EPISÓDIO ANTERIOR

Depois de derrotar Malagor e Rivalen (um dos Príncipes Shade) e libertar Larajin, a mãe de Marisol e líder da Resistência de Sembia, o grupo de heróis volta para Selgaunt, procurando criar um plano para recuperar a Espada Obaskyr e derrubar Lorde Thamalon Uskreven II do trono sembiano, colocando Marisol Uskreven no seu lugar.

CENA 01 – PLANOS CONSPIRATÓRIOS

Os heróis seguiram de volta para Selgaunt, passando pelos caminhos subterrâneos da cidade, descobertos e mapeados pela Resistência de Sembia, durante dos vinte anos de luta contra a ocupação netheriana da cidade.

Larajin revelou aos heróis que em três dias, Lorde Erzoured irá para a cidade executar os Lordes Cormyrianos traidores e celebrar a queda de Suzail ante as forças da Tríade Negra. A execução seria uma maneira de impressionar os Lordes Mercadores de Suzail e consolidar o Império Netheriano como supremo governante de Faerum.

A execução contaria com a presença do Lorde Thamalon II, Erevis Cale (pai de Kalian e braço direito de Thamalon). Lorde Erzoured iria utilizar a Espada Obasrkyr para executar os Lordes Cormyrianos, como uma demonstração de força e de que ele é o legítimo herdeiro do trono de Suzail (apenas membros da família Obasrkyr podem empunhar a espada sem que morram).

Lady Arytanna, filha bastarda do falecido Rei Foril Obasrkyr, precisa da Espada Obasrkyr para liderar os povos livres e os refugiados de Faerum contra a Tríade Negra. Com a Espada, ela pode convencer os refugiados e os reinos que ainda estão neutros (porque não foram atacados) a se unirem e liberatem Suzail.

Mas Larajin também colocou para os heróis um outro plano, talvez mais ambicioso do que o de Lady Arytanna. Marisol Uskreven era a única sobrevivente da traição de Thamalon II contra a família Uskreven, e por direito de sangue, a Clériga de Sune poderia assumir o trono de Lorde Governante de Sembia, no caso do falecimento de Thamalon II. Com Sembia apoiando, os esforços para libertar Suzail seriam mais fáceis.

Porém, para que os heróis consigam derrotar Thamalon II (que junto com as forças netherianas do Príncipe Yrdel (tio de Auden), controla todo o reino de Sembia), eles precisariam conseguir o apoio de alguns dos Lordes Mercadores de Selgaunt. Felizmente, nem todos os Lordes Mercadores apoiavam Thamalon II e muitos estavam insatisfeitos com os vinte anos de dominação netheriana em Sembia.

O grupo discutiu as várias opções e decidiram tentar primeiro uma aliança com Lorde Kevlan e Lady Foxmantle, que já eram aliados da resistência, secretamente auxiliando Larajin. Além desses dois, havia o Barão Soargyl, que poderia ser convencido pois sua vinícula havia sido arruinada pelo Barão Sorgo, que era um dos principais aliados de Lorde Thamalon.

Os heróis também começaram a planejar como poderiam pegar a Espada Obasrkyr durante a execução, ou tentar atacar Thamalon II. Huon Quian deu a idéia de roubar armaduras da milícia sembiana para se misturar entre os soldados que iriam fazer a proteção do Lorde Thamalon. Huon Quian quer destruir Thamalon pois, Rivalen, antes de morrer, revelou que Thamalon II foi quem matara Lee Fang Tchong, o lendário monge meio-orc.

COMENTÁRIO

Depois de uma sessão de Dungeon Crawl porradeiro, nada melhor do que uma sessão com muita interpretação, Os jogadores entraram de cabeça na conspiração contra o Thamalon II. Uma dica é integrar totalmente a história com o histórico dos personagens, assim, em todas as cenas, tem sempre alguma coisa interessante para cada personagem. Uma aventura épica também tem que ter um lado pessoal (tipo envolver família, interesses, passado, memórias, dos personagens). Isso aumenta e melhora muito a interpretação no jogo.

CENA 02 – EMBOSCADA

Porém, ao chegar na cidade, os heróis notaram um grande número de soldados netherianos fazendo buscas. Ao investigar, descobriram que notícias do desaparecimento de Malagor, sua tropa e do Lorde Shade Rivalen, deixaram a cidade em estado de alerta total.

O grupo acabou antagonizando com soldados netherianos, que usando um apito mágico, convocaram Shades que estavam patrulhando na área. Depois de uma luta feroz nos becos de Selgaunt, os heróis conseguiram derrotar os soldados. Marisol usou seu poder de conversar com os mortos nos cadáveres e descobriu a senha para que Huon Quian pudesse entrar no Quartel General da Milícia de Selgaunt, e se infiltrar entre os soldados.

COMENTÁRIO
Um combate divertido depois de momentos de interpretação. Nesse momento tive a idéia de adicionar um elemento interessante em Sembia: o fato de que os Meio-Orcs de Selgaunt são rejeitados e considerados como uma sub-raça, uma casta de intocáveis.

CENA 03 – LORDE KEVLAN

O grupo foi até a mansão de Lady Foxmantle, um dos Lordes aliados da Resistência de Sembia. Na mansão de Lady Foxmantle, uma notícia terrível supreende os heróis. Os pais de Auden Thundersword, junto com demais Lordes Mercadores de Marsember, foram capturados pelas forças netherianas e seriam executados juntos com os Lordes Cormyrianos, na praça central de Sembia.

Auden  exasperou-se e queria ir imediatamente até as Stormweather Towers salvar seus pais, mas os demais conseguiram convencê-lo de seguir com o plano. Além disso, Lady Foxmantle contou para os heróis que a espada Obasrkyr estava protegida por Erevis Cale (pai de Kalian e Escolhido de Mask), o que tornaria quase impossível uma infiltração no castelo.

O grupo decide seguir com o plano, buscando a aliança com Lorde Kelev, para garantir o apoio para a rebelião no dia das execuções.

COMENTÁRIO
Se o objetivo de uma sessão ou grupo de RPG é a interpretação, o importante é envolver os personagens com a história, seja por meio de parentes, objetivos, ambições, etc. Ligações entre os PJs e os PdMs são vitais para isso. O fato de que os pais do Auden também foram capturados, aumentou a carga emocional da história. Uma dica para os mestres é sempre se perguntar o que na história criada coletivamente interessa a cada um dos PJs, sem esquecer de ninguém. O trabalho do jogador é pegar esse gancho e criar narrativa em cima dele.

FOTOS DA SESSÃO

http://newtonrocha.multiply.com/photos/album/322/322

A sessão foi bem legal, e o clima da campanha está esquentando. A única coisa que me incomoda é que realmente os combates estão ficando mais difíceis de mestrar, com os jogadores nos nívels 16, a quantidade de condições, exceções, poderes malucos, etc. tá me deixando meio doido da cabeça! Mas tá divertido pra caramba então vamos nessa até o final da campanha! :D

____________________________

Contato

____________________________

Outros Artigos

Anúncios