5º Quero Jogar RPG,fotos e reporte de sessão da minha versão da “A Cisterna Mágica de Aravek”- Game Day Dark Sun 21/08/2010

O 5º Quero Jogar RPG foi, para variar,muuuito bom! E nesse a galera juntou o GameDay de Dark Sun junto com os demais eventos (outros jogos de RPG, cards, munchkin,etc.). Mais uma vez o evento se firma como um ponto de encontro para a galera fissurada em RPG aqui de Belzonte! E que venham os próximos!

Para quem estiver interessado em participar e dar novas idéias para eventos de RPG em BH, visite a comunidade RPG BH no Orkut, que é onde a galera se encontra e combina as coisas!

Estreiando o Escudo que fiz de Dark Sun (que pode ser baixado aqui).

Foto do grupo de jogadores com os brindes que sorteei!

_______________________________________

A Aventura “A Cisterna Mágica de Aravek”

Dica: Leve sempre uma garrafinha de água (a de azul) para não ficar com a boca seca (principalmente mestrando Dark Sun!).

Aventura de Dark Sun para 5 personagens de 4º nível

Um extraordinário artefato foi descoberto nas vastidões próximas à cidade-estado de Tyr – uma cisterna mágica criada por Aravek, um mago “preserver” morto há muito tempo.

Vocês irão embarcar em uma jornada através de terras desérticas árduas, enfrentar monstros valentes e ferozes, para recuperar a cisterna antes que seus inimigos possam obtê-la para o seu mestre cruel.

Será que vocês conseguirão levar a fonte de água vitalizante para uma população sedenta? Ou vocês irão sucumbir ante aos perigos que os aguardam além dos portais de Tyr?

Essa foi a aventura preparada pela Wizards para o GameDay, em conjunto com o lançamento do cenário de campanha de Dark Sun (que eu já abordei no episódio 2 e 3 do NitroCast Especial). A aventura trata-se de uma busca de um artefato conhecido como a Cisterna Mágica de Aravek, que tem a capacidade de gerar água de maneira mágica (algo raríssimo e importantíssimo no mundo de Dark Sun). A aventura traz algumas motivações para o grupo de jogadores,mas achei mais interessante colocar uma biografia e motivações para os personagens que tenham “sementes de narrativa” e que poderiam inspirar interpretações e dramas interessantes,mesmo em uma aventura curta.

Outra coisa que fiz foi usar da mecânica do flashback, para jogar os jogadores em uma cena totalmente narrativa do passado deles, a cena que daria o motivo dramático para o grupo ir atrás da Cisterna.

_____________________________

OS PERSONAGENS DA AVENTURA

Os personagens da aventura foram os seguintes (que eu traduzi para o português, porque a Devir não apoiou ninguém no Brasil para esse evento, assim tivemos que nos virar sozinhos!):

Link para o Download das Fichas de 5 Personagens de Dark Sun para Dungeons and Dragons 4ª Edição – Game Day (21/08/2010)

Imagens das Fichas:

Para cada um desses personagens (a aventura era para 5 personagens) fiz o seguinte guia abaixo (usei como base o esquema do RPG indy fodásico Lady Blackbird):

BIOGRAFIA E MOTIVAÇÕES PARA OS PERSONAGENS DOS JOGADORES

Link para Download do texto abaixo em formato PDF para impressão.

BORK

Mul ex-gladiador de Urik e e Líder da comunidade de Ex-Escravos de Gulag, perdeu um ente querido no ataque de Anukin, Templário de Urik e seus mercenários. Quer achar a Cisterna Mágica de Aravek para salvar sua vila.

Características:

Gladiador: Combatente, não desiste nunca, resistente a dor, leal aos seus parceiros de combate.

Ex-Escravo: Ama a liberdade, odeia donos de escravos, odeia a elite de Urik, não confia em Templários,perdeu entes queridos.

Líder: Lider de rebelião, inspirador, preocupa com seus aliados, instiga ao combate, odeia a derrota.

Motivações:

Amante da Liberdade: Como líder de sua comunidade, você pretende fazer de tudo para que a Vila de Gulag permaneça livre e que seus habitantes não voltem a ser escravos de Urik.

Rebelde: Discute todas as ordens que recebe, e trata como igual somente aqueles que já foram escravos.

Sobrevivente: Pensa em si e em sua vila acima de qualquer coisa.

KUORI

Goliath ex-gladiadora de Urik e parceira de combate de Bork,quando os dois eram escravos. Considera Bork como seu irmão e quer achar a Cisterna Mágica de Aravek para salvar a vila e o pequeno Vatuk,um órfão goliath que libertou de Urik.

Características:

Gladiador: combatente, não desiste nunca, resistente a dor, leal aos seus parceiros de combate.

Ex-Escravo: Ama a liberdade, odeia donos de escravos, odeia a elite de Urik, não confia em Templários,perdeu entes queridos

Impulsivo:Fala o que pensa, não esconde emoções, ciúmes, fúria, personalidade forte.

Motivações:

Cuidar de Vatuk, o Órfão

Ela quer que Vatuk, o pequeno goliath, não tenha a vida de escravo que ela teve. Vatuk está na Vila de Gulag e morrerá sem a água da Cisterna de Aravek.

Desconfiada: Trata mal aqueles que não foram escravos no passado. Não confia em elfos, pois já foi traída várias vezes por eles.

Amigo de Bork: Pode se sacrificar em nome de seu parceiro de arena.

TOMAS OVIDIUS

Templário de Tyr, a cidade livre. Herdeiro da Casa Ovidius e ex-proprietário de escravos. Quer achar a Cisterna Mágica de Aravek como parte de um acordo comercial com a comerciante Whispereve e como representante de Tyr, oferecendo uma aliança à Vila Gulag .

Características:

Nobre: se considera superior aos demais principalmente ex-escravos, culto, manipulador, diplomata.

Templário: Leal a o seu Rei-Feiticeiro Thitian, conhecimentos místicos, usa de sua magia como arma, despreza pessoas sem treinamento templário.

Egoísta: Pensa em si mesmo primeiro, negocia sempre seus serviços, desconfiado, acumulador de riquezas e poder.

Motivações:

Lucro: Com o fim da escravidão em Tyr ele quer usar a Cisterna de Aravek para ganhar dinheiro, é aliado de Whispereve, que conhece bem a região.

Diplomata Manipulador: Você tenta passar a imagem de que realmente lhe interesse ajudar a Vila de Gulag apenas para garantir a aliança e com Tyr e receber proteção do Rei-Feiticeiro Thitian.

WHISPEREVE

Elfa Sunrunner do deserto que foi expulsa de sua tribo depois de roubar o seu líder e noivo. Virou mercadora autônoma e depois que ouviu da profecia de Shailoh sobre a Cisterna Mágica de Aravek, ela contou para seu aliado Tomas em Tyr. Whispereve conhece bem a região e quer oferecer seus serviços para a Vila de Gulag em troca de parte do lucro com a Cisterna Mágica, ou para aprender como a Cisterna é construída.

Características:

Malandro: Pensa sempre em passar os outros para trás, engana todo mundo,quer sempre levar vantagem, simpático.

Monge do Deserto: Treinado em artes marciais, disciplinado fisicamente,pode alternar sua personalidade exterior (malandro) para sua calma e frieza interior.

Motivações:

Lucro: Quer aproveitar a oportunidade para ganhar dinheiro, tenta fugir da perseguição de Paavic, o líder da sua ex-tribo de Elfos Sunrunners. Ela roubou o Colar da Recuperação dele.

Compaixão: Ela viveu vários anos como escrava, antes de ser libertada pelos Sunrunners, assim entende o sofrimento da Vila Gulag.

TAK’ THA

Thri-Keen clérigo do sol que era escravo em Urik e usado para cuidar dos gladiadores Bork e Kaori. Fugiu com eles e ajudou a fundar a Vila Gulag. Depois do massacre e da destruição da cisterna da vila, teve uma visão da Cisterna de Aravek e voltou à vila.

Características:

Religioso: Serve ao Espírito de Athas, protege todas as formas vivas inofensivas de Athas, faz orações ao Espírito de Athas constantemente.

Visionário: Acredita que Athas enviou as suas visões, levanta a moral dos companheiros, otimista, acredita no destino.

Mentalidade de Thri-Keen: Exerga a vida como uma Caçada, humanos como muito frágeis e feios, adora o deserto e detesta as cidades, não gosta de águas correntes (não sabe nadar), gosta do calor.

Motivações:

Encontrar a Cisterna de Aravek

Acredita que Athas falou com ele para achar a Cisterna para a Vila Gulag. Pode morrer para atingir esse objetivo. Não aceita que a Cisterna seja dividida com ninguém.

___________________________

REPORTE DA SESSÃO

CENA 01: O MASSACRE NA VILA DE GULAG (FLASHBACK)

A minha idéia era apresentar aos jogadores os principais temas de Dar Sun, no meu ponto de vista: Escravidão, Sobrevivência e Desejo de Liberdade. Para isso comecei a aventura com os heróis no deserto indo em busca da Cisterna Mágica, e enquanto andavam, eles se recordavam do que tinha acontecido a duas semanas atrás.

A situação inicial era a seguinte: os heróis eram ex-escravos de Urik, que, a três anos antes da aventura,se rebelaram e tiveram sucesso em uma rebelião de escravos e conseguiram fugir para o deserto. Eles encontraram um conjunto de pedras rochosas na Planície dos Mekilots e uma cisterna abandonada. Em torno da cisterna, eles montaram um vila de ex-escravos, a Vila de Gulag, com cerca de 30 casas. Todos os detalhes eu tirei dos jogadores, fazendo perguntas e deixando eles descreverem como era essa vila.

Bork (sim mudamos o nome original Bost para Bork, além do Tak’tha ser um thri-keen do sexo masculino) era o líder da vila, e ex-gladiador de Urik, junto com sua parceira também ex-gladiadora Kuori. Tah’ktha também era um ex-gladiador e virou uma espécie de xamã da vila de Gulag, comungando com o Espírito de Athas para aconselhar a tribo de ex-escravos (cerca de cem pessoas, 30 guerreiros e o resto de mulheres e crianças).

O vilão templário Anuki de Urik, presente na aventura, ficou sendo o ex-dono do Ludus (casa de gladiadores) que Bork,Kuori e Tah’ktha pertenciam, criando de cara uma mega-motivação para os heróis odiarem o cara.

Whispereve é a única que chegou depois, pedindo refúgio na vila depois que entrou em conflito com seu ex-companheiro e líder da tribo dos Elfos Sunrunners (os Elfos de Dark Sun são enormes e se organizam em tribos nos desertos e nas cidades lembrando ciganos, são também mercadores inescrupulosos e notórios enganadores e manipuladores).

Paavic, o ex-companheiro de Whispereve, virou o líder dos Elfos do Deserto que fazem uma emboscada contra os heróis antes deles chegarem nas montanhas que escondem a Cisterna de Aravek. Assim garanti mais uma cena de roleplay antes da pancadaria (e ainda com chance deles evitarem a pancadaria na base da conversa) mais para frente na aventura.

Como um dos jogadores faltou, jogamos sem o templário Tomas e para adaptar ao jogo, mudamos a biografia da Whispereve colocando ela como uma das habitantes da Vila Gulag.

Antes do flashback, disse para o jogador do Bork que ele perdeu um ente querido durante o massacre. O jogador criou o Taruk, um anão ex-gladiador de Urik e que foi o mentor de Bork e Kuori.

O Flashback (Narrativo com alguns Desafios de Perícia):

Em um dia normal da Vila de Gulag, Anuki e um grupo de cinquenta mercenários atacaram a vila. Como os heróis tinham conseguido perceber a chegada de Anuki, eles conseguiram evacuar as mulheres e crianças da vila para as cavernas nas montanhas rochosas ao redor do lugar.

Os heróis partiram para a violência, mas os mercenários de Anuki estavam melhor equipados, e mesmo com os heróis descendo o cacete, a batalha estava indo de mal a pior.

Whispereve fugiu da vila dizendo que iria buscar ajuda, mas na verdade para salvar a própria pele, (o jogador ganhou um ponto de narrativa por esse drama que colocou e que rendeu muito durante a aventura) mas depois se arrependeu e tentou voltar para o combate.

Porém a batalha virou de rumo novamente e Anuki, vendo que não conseguiria recapturar seus escravos, lançou uma magia que explodiu a cisterna da vila e disse: “Agora, se vocês quiserem água, terão que voltar a serem meus escravos! Minha portas estão abertas hahahahahahaha!

Os heróis ficaram com muito ódio do Anuki, mas sem água a vila iria perecer em poucos dias (sim Dark Sun é brutal mesmo!). Além do Anuki, criei na hora o gladiador Logan, que era o rival odioso de Bork e Kuori quando eles eram escravos. O Logan ficou provocando a Kuori dizendo que ela seria a escrava dele, e teve uma discussão entre Bork e Logan, com Logan defendendo sua vida de escravo gladiador e Bork mandando ele para aquele lugar onde o Dark Sun não brilha!

Tah´thka entrou em meditação e tentou comunicar com o Espírito de Athas, e teve uma visão da Cisterna Mágica de Aravek dentro de uma montanha de pedra com uma face esculpida.

O grupo estava desconfiado de Whispereve, mas a elfa disse que sabia como chegar até esse lugar. E assim, sendo a única salvação para a vila, o grupo parte em sua busca.

Comentário: Dessa forma, o que está em jogo na aventura é a sobrevivência da Vila de Gulag. Caso os heróis não conseguissem encontrar a cisterna mágica, teriam que voltar a serem escravos de Anuki ou ver a vila morrer de sede sob o sol vermelho de Dark Sun.

CENA 02: VIAGEM PELO DESERTO DE DAK SUN (É FODA PRA CARAY,VÉÉÉÉI!)

Em seguida os heróis partiram para uma viagem de 5 dias pelos desertos de dark sun. Passei para os jogadores 5 fichas azuis de poker, cada uma representando um dia de água para os heróis. Expliquei que as águas estavam em moringas de cerâmica, e que eles teriam que cuidar delas se quisessem sobreviver (após 3 horas sem água sob o sol de 65 graus de Dark Sun, o cara vai perdendo 2 pontos de Constituição por hora e depois cai inconsciente, morrendo depois de 1/2 CON em horas depois hahahaha, hardcore!, seficarem na sombra aí ganha mais um tempinho extra determinado pelo contexto).

Além disso se ficassem sem água podiam contrair a Doença do Sol que tá na aventura.

Nos primeiros dia eles caminharam pelo deserto, enfrentando o sol fortíssimo (desafio de perícias).  Em uma das noites, eles acamparam em um lugar com sombra e alguns cactos. Porém o cactus era uma planta monstro devoradora, com espetos envenenados, boca e tentáculos e que atacou repentinamente. O grupo lutou contra o monstro (que ficou sacudindo o Bork para um lado e para o outro) e venceu, porém, uma das moringas de água quebrou no combate. Assim eles tinham apenas 2 águas para 3 dias de caminhada no deserto.

No dia seguinte, Tah’ktha sentiu a vinda de uma tempestade de areia quente (de rasgar a pele, Dark Sun é foda véééei!) do deserto. O grupo arrumou uns buracos para tentar resistir a tempestade, mas ela foi fortíssima e levou embora as moringas de água restantes!

Assim, sofrendo os efetitos do sol, queimados e arrebentados, os heróis continuam em direção à cisterna mágica.

Comentário: Essa parte foi muito legal, com muita narrativa. Foi interessante forçar a sobrevivência para que os jogadores criem em cima e bolem estratégias para lidar com o clima árido de Dark Sun. A emboscada com a Planta Monstro é um evento clássico em Dark Sun, onde monstros do deserto tem a manha total de se esconderem ou se fazer passar por coisas inofensivas.

CENA 03: EMBOSCADA DOS ELFOS SUNRUNNERS, E PAAVIC BUSCA SUA VINGANÇA!

Depois de andarem por mais tempo, os heróis foram emboscados pelos Elfos Sunrunners, liderados por Paavic, o ex- da Whispereve, de quem ela roubou os itens mágicos que carrega. Depois de uma discussão irada, os heróis, com muita sede e de olho nas moringas de água dos seus inimigos (hahahahaha! Doidimais!) partiram para cima dos Elfos.

A estratégia dos elfos foi de ir cercando os heróis, usando do terreno como vantagem de combate. Outra coisa que fiz foi mostrar como é foda lutar sob o sol de Dark Sun, assim, a cada turno, eu fazia um ataque +8 contra a Fortitude dos heróis para ver quem ficava morto de cansaço (-2 em todos os testes).

Depois de quase morrerem, os heróis venceram os elfos sunrunners e após torturar o Paavic, descobriram que eles foram enviados por Anuki, e que Anuki (com ajuda de espiões dentro da Vila de Gulag) sabe que eles estão indo para a Cisterna Mágica.

Com essa informação, o grupo decide estratégias para tentar emboscar Anuki (além de ficarem muito motivados a darem uma piaba no ex-dono do Ludus e mestre dos escravos).

Comentário: Interpretei o Anuki de modo que os jogadores realmente destestassem ele, assim o Templário sempre chamava os heróis de “vermes escravos”, e usando seu chicote (arma clássica de dono de escravos), falava “ajoelha escravo, perante o seu mestre!”. Isso deixou os jogadores na pilha e o combate final (mais abaixo) foi bem emocionante!

CENA 04: ENTRANDO NA CAVERNA DA CISTERNA E O MONSTRO TEMBO!

Os heróis entraram na caverna sob a montanha com o rosto de Aravek esculpido e depois de andar pela escuridão, começaram a escutar o barulho de água corrente. Mesmo depois de terem bebido a água dos Elfos Sunrunners, o som de água corrente deixou eles meio doidos (fiz um ataque de +8 contra Vontade), pois, em Dark Sun, água é a coisa mais preciosa do mundo!

Com isso eles partiram correndo em direção ao barulho de água corrente, apenas para encotnrarem, saindo de dentro da água, um monstro reptiliano com cristais nas costas, o Tembo! Uma das regras de Dark Sun é a seguinte: em ambiente selvagem, onde tem água tem monstro véééééi!

Eles descem porrada no bicho (é D&D não é?) e conseguem vencer sem tomar muito dano. Em seguida, os heróis escutaram as vozes de Anuki e Logan seguem para pegar o templário.

CENA 05: PORRADA NO TEMPLÁRIO ANUKI E CONCLUSÃO!

Os heróis preparam uma emboscada contra Anuki, Logan e seus capangas e a pancadaria come solta. A estratégia dos bandidos era a básica de cercar os heróis, com o Anuki atacando um dos heróis até detonar completamente para depois partir para o outro. Vários heróis chegaram a 0 PVs durante o combate, mas no final conseguiram vencer.

Depois Bork e Kuori decidiram levar a Vila de Gulag para dentro da caverna, para viverem em torno da Cisterna Mágica! :)

A aventura foi bem divertida e acho que os jogadores gostaram de Dark Sun! E no final sorteei os brindes: um monster manual 4e, 1 dvd clube da luta, 1dvd de anime, 1 dvd de kung fu

_________________________________________________

FOTOS DO EVENTO

____________________________

Contato

____________________________

Outros Artigos

Anúncios

14 comentários

  1. nitro you is the mestre!tenho 15 anos e narro meus rpgs de segunda des dos dez.conheci seu blog a pouco e ja sou seu fã.formei um grupinho de nerdes e estou criando um rpg de fantasiamedieval q é uma mistura louca de d&d e gurps.me deseje sorte.

  2. Oi Nitro, tudo Bem?

    Eu sou o Rafael Thomaz aqui de Brasília. Já acompanho o seu blog a muito tempo e quero primeiramente parabenizá-lo pelo trabalho. Eu pertenço ao Grupo D30 aqui de Brasília, nó e que coordenamos todos os eventos aqui da capital. Bem esse meu contato é para ver se consefguimos fazer uma articulação para um evento grande que estamos querendo fazer aqui em Brasília. Você acha que conseguiria organizar uma caravana para vir pra cá em Novembro? Um dos membro do Nosso grupo é agnete de Turismo e de repente poderia ver a questão de ônibus e hospedagem bem em conta pra galera daí. Aguardo a sua resposta por e-mail e gostaria de te faazer um pedido: tem como mandar os mapas da aventura de Darksun pelo e-mail pra que eu possa imprimir aqui?

  3. Obrigado pelos comentários pessoal!

    @joão – Beleza, eu não estava sabendo disso, achei que os materiais chegaram diretamente pela RPGA. Mas seria legal ter o material traduzido. Massavéi e vamo para o próximo! :D

  4. Ainda não tive tempo de ler tudo, mas só corrigindo: a Devir apoiou sim o evento. Atualmente, ela é responsável por repassar todo o material que a Wizards envia (o que possibilita a chegada desse material, que quando era enviado diretamente parava na alfândega, não chegava, vinha errado). Assim, o material todo que chegou – os kits de marketing e de jogo foi mandado por ela.
    Ela não traduziu nada porque não foi ela quem fez o material, os kits chegaram para ela lacrados e ela enviou para os mestres dessa forma. Além disso, os eventos que ocorreram em lojas também tiveram livros que ela enviou para serem distribuídos de brinde.

    No mais, doidimais, a sessão parece ter sido doidimais! Personagens com background e aventura personalizada é outra coisa…

  5. Concordo com o @Filipi Cunha, as modificações que você fez ficaram muito boas. Nada melhor que motivações e conflitos! #supimpa

  6. Parabéns Tio Nitro, qualquer dia ainda vou jogar uma aventura mestrada por você.

  7. Muito foda como tu introduziu os personagens na aventura pronta. Ficou doidimais total!

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s