Eu adoro eventos de RPG. É o momento onde você encontra com uma galera que é tão doida quando você com esse hobby sensacional, que transforma qualquer um em diretor, ator, produtor de cinema, escritor de romance, herói, vilão, monstro, etc. durante algumas horas! Meu primeiro evento de RPG foi o lendário Encontro de Estadual de RPG, promovido pela Leitura BH (quando ela batalhava e guerreava pelo RPG) lá nos longínquos 1995, aonde chegamos a ter mais de 100 mesas de RPG com mestres mestrando as coisas mais variadas e doidimais do universo, desde Cyberpunk a Vampiro a Máscara, Underground (alguém conhece, RPG cyberpunk-supers piradaço), Kult (eu, é claro! J ), AD&D, Gurps e o escambau! E o evento era simplesmente uma rua fechada lotada de mesas para os mestres, uma fila enorme para a galera se inscrever e a Leitura dando uma marmita de macarrão e uns brindes para os mestres (tinha um jaleco feio pra caray, mas dava orgulho usar hahahahaha). E tinha fila para jogar RPG desde as 9 da manhã e o evento ia até umas 7 da noite direto, com o lendário papo dos mestres no buteco da Savassi depois do evento, onde ficávamos comparando quem tinha matado mais personagem de jogador no dia! Lógico que a galera do cyberpunk detonava todo mundo hahahaha, por isso eu sempre mestrava Gurps Cyberpunk em um dos dias para aumentar minha contagem de bodycount bwahahahahaha!

Bem, desde aquela época sempre corri atrás de evento de RPG, nada anima mais a jogar RPG do que participar e conhecer gente em eventos. E é isso que eu queria passar nesse texto, algo que o Shingo escreveu nesse artigo paragônico (http://www.paragons.com.br/ii-rpgcon-como-foi-estar-la/ ), o mais legal, o mais doidimais de um evento de RPG é a comunidade, é entrar em contato com a galera que também tem paixão pelo hobby. Se você quiser um texto jornalístico que passa e descreve o evento mostrando prós e contras etc. e tal, leia o texto do Shingo (o Jesus Nerd J ), esse texto aqui são apenas as minhas impressões de véio nerd da RPGCon.

EVENTOS DE RPG SÃO ESSENCIAIS PARA O HOBBY E PARA A COMUNIDADE DE JOGADORES DE RPG

Talvez por ser de BH, terra que por muito tempo virou o “túmulo do RPG” pela falta de eventos e organização (algo que está mudando, basta dar uma pulada na comunidade RPGBH (http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=54960 ) no Orkut para ver como a coisa ta ficando boa por aqui, tem o evento Quero Jogar RPG, organizado pelo Edy, Eclison e mais uma galera, tem vários clubes de RPG organizando jogos, etc.) qualquer evento de RPG pra mim já é bão dimais!

Só o fato de existir ainda um espaço tão gigantesco quanto o Colégio Notre Dame SÓ para RPG já é uma vitória em si. Sim não é mais aquela coisa gigantesca que era os Encontros Internacionais de RPG, principalmente em 1998 a 2003, mas para mim é muito legal e dá uma energizada e animada para continuar mestrando e jogando! E parabéns para o Douglas 3, Cobbi, Jaime Daniel e o pessoal batalhador do D3 System (http://d3system.com.br/ ) por tocar e organizar o evento praticamente por conta própria! Vocês são fodas pra caray vééééi! Penso que eventos de RPG são vitais para o hobby, e quanto mais eventos melhor para todo mundo! Eles ajudam a sedimentar a comunidade, integrando pessoas com interesses semelhantes e deixando a vida bem mais legal!

A RPGCON E A FARINGITE AGUDA

Esse ano quase que tive de cancelar a minha viagem para a RPGCon, e com tudo pago (passagem, hotel, ingresso e o caray-de-asa-a-4). A UMA SEMANA da RPGCon peguei uma maldita faringite dos Nove Infernos e estava totalmente sem voz a dois dias da viagem, além de totalmente podre (corpo dolorido, catarro na garganta e o escambau). Porém, mesmo assim, cheguei a preparar as duas aventuras que pretendia mestrar no evento (acabou que só consegui mestrar uma!) e fiz minha mala torcendo para melhorar nem que seja um pouquinho e ir. Aconteceu que na sexta acordei um pouco melhor e fui para Sampa, todo podre, mas conseguindo ficar de pé e interagir de maneira quase normal com os demais seres humanos.

Na RPGCon, cheguei de manhã cedo e já fui encontrando a galera. Essa é a melhor parte do evento, encontrar o pessoal que você só conhece pela Internerd e Twitter! Foi doidimais! Bem, depois de conversar com uma turma fui direto para a mesa aguardar jogadores. Como minha voz não tava lá essas coisas, fiquei em uma mesa bem no cantão, para não ter que competir com o barulho dos outros mestres (quando tô 100% eu fico no meio da galera com minha voz megafone hahahaha). Os jogadores foram chegando, muita gente que já conhecia o NitroDungeon e que já comentou aqui no site. Mestrei Eberron e dessa vez os resumos e históricos de personagens que faço ajudaram muito, pois quando comecei a mestrar não precisei ficar explicando o cenário, e os jogadores já estavam no clima do jogo.

A aventura foi bem legal (vou postar aqui no NitroDungeon a aventura e o reporte de sessão) com 2 horas de roleplay com direito a bebedeira dos heróis em uma fraternidade de estudantes da Universidade de Morgrave e 2 horas de pancadaria violenta (porém nenhum dos heróis pereceu, J ). No final sorteei os dois prêmios que tinha levado, a trilogia do Senhor dos Anéis em DVD e a trilogia clássica do Guerra nas Estrelas (além de cards de minis D&D, cards de NPCs etc.) entre a galera, porque sabia que não iria conseguir mestrar no dia seguinte (minha garganta tava parecendo estômago de Lich, de tão podre). Eu até esqueci de pegar o meu kit de mestre depois e fiquei sem a camisa para os mestres! (snif! snif!)

Como terminei umas duas horas da tarde, pude curtir o evento (coisa que sempre curto fazer) até as 18:00. Com essa eu recomendo para os mestres que querem curtir o evento a mestrar cedo, dá tempo de jogar numa boa (sem segurança chegar na chincha e dizer “véio, tu tem que sair agora mano, tamo fechando a parada, termina isso aí) e depois ver o que ta rolando no evento.

O QUE EU GOSTEI DO EVENTO

Bem tirando encontrar com o pessoal do Taulukko, RPG Planet, Podcast Terceira Terra, Saladino e Cia. Tormenta, D3, Bruno Cobbi, Rocha, Giltônio e pessoa da Secular Games, a turma da Matilha, o pessal da Fale RPG, a galera hardcore do Gurpsnation (Gurps 4ed yeah!) e mais um monte de gente; curti demais a feira medieval (onde fiz perguntas nerds sobre armaduras e o escambau), as lojinhas (conheci pessoalmente o pessoal da Moonshadows, onde compro online a séculos!) e a feira de miniaturas do Batistão (que me quebrou hahahahahaha!).

O cachorro quente tava bão e tinha um chocolate quente que aliviava a minha garganta podre, mas tomei tanto que quando aparecia, a tia que tava na lanchonete já falava “esse aí é aquele que ta doente,você que é outro chocolate quente não é?” hahahahahaha!

COMPRAS

Além de minis eu comprei o Mamute (fanzine monstro organizado pelo Rocha (http://www.areacinza.org/) e pessoal da Secular Games, com um mini-game dentro e com colaboração de uma galera fera no RPG), o novo Tormenta RPG (numa promotion da Jambõ doidimais) (http://www.jamboeditora.com.br/produtos/trpg.htm ) novo (que tem uma simplificação e upgrade nas regras do d20, com coisa do Star Wars Saga e do Pathfinder, ainda não li com calma mas to achando bem legal) e camisetas ubernerd do Vozes da Terceira Terra (http://www.terceiraterra.com/ )  e do Taulukko (http://www.taulukko.com.br/) (uma que tem um dos personagens do Baldur’s Gate). Além disso catei também uns dados bizarros vendidos pelo pessoal do RPG Planet (http://rpgplanet.com.br/ ), inclusive um d20 de acrílico transparente com formigas dentro! J Queria um com escorpião dentro, mas fica para a próxima! J Conheci também o pessoal do Recanto do Bucaneiro

BUTECO RPG

Depois do evento ocorreu outro evento (que pra mim já valeria a pena ir em Sampa). Foi o ButecoRPG, onde juntou um povo muito doido em um butecão copo-sujo chamado “Charme da Augusta”, que fica na Rua Augusta (!!!). Isso é que foi doidimais, até esqueci que tava doente! Foi o D3 e a Japa Loca, Cobbi, Ooze, Shingo, a Matilha, Crackpot, meu conterrâneo mineiro Gilvan e mais um monte de gente em uma dungeon podraça encher a cara! Ri demais com o D3, figuraça total e véio que nem ieu! O melhor da noite foi a rodada de pinga, que em Sampa é servida em COPOS DE NUTELLA, uma dose enorme hahahahaha!

O pior é que depois disso,o louco do D3 ainda pediu uma garrafa do pior saquê que já tomei na vida hahahaha! Foi muito legal e a confraternização e as gargalhadas mostraram que o mais importante desse hobby de doido que a gente tem é a comunidade que se forma em torno dele. Por isso, sempre repito aquele mantra do Fnord (http://rpgvirtual.wordpress.com/) “Jogue o que quiser, mas jogue RPG!” para lembrar a todo mundo que o mais importante é centrar no que a gente gosta em comum, que é do RPG em si e não nas diferenças (sistema x, cenário y, etc.).

NO DIA SEGUINTE…

Ressaca monstra mas logo logo ela passou e voltei para o evento. Como eu tinha voltar à tarde para BH assim só curti a parte da manhã no domingo, mas pude conversar bastante com o pessoal do Gurpsnation (http://www.gurpsnation.com ). Eu já conhecia o Lorde Mamangava mas tive a honra de conhecer o Rune e o lendário mestre de gurps Thiago Hackbarth. Conversamos sobre o provável (só acredito quando sair, véééi) lançamento do Gurps 4e. O pessoal do Gurpsnation organizou mesas para iniciantes no RPGCon com um material muito bom, que espero seja publicado ou distribuído na Internet.

Além do pessoal do Gurpsnation, encontrei com mais uma galera e conversei um tempão com o Mr. e Mrs. Saladino, principalmente sobre como Sampa é doidimais e como aqui na roça tem pouca coisa pra fazer hahahahahaha! J Depois voltei para BH, ainda doente mas feliz pra caray! J

E A RPGCON 2011? (IDÉIA RPG + HEAVY METAL).

Espero que tenha outra no ano que vem. Sei que é difícil demais organizar eventos assim, principalmente na raça e sem apoio$ de peso (tipo empresas mega mass, etc.) mas torço para que tenha no ano que vem também. Uma idéia que tive no evento e que falei para o pessoal da World RPG Fest, é de organizar eventos de RPG juntos com shows de heavy metal (ou RPG Metal, ou bandas cover de Blind Guardian, Rahpsody, etc.), com os shows começando depois do final do evento de RPG, tipo às 18:00 e indo até de noitão. Acho que iria atrair uma galera bem maior e mais variada, além de ser mais um entretenimento para a turma que vai no evento (e o pessoal fica ainda mais tempo no lugar comprando livros e bugigangas nerds).

Algumas sugestões para o ano que vem:

  • Máquinas de cartão de crédito e débito para as lojas (iriam vender muuuuito mais!)
  • Show de metal RPG nos dois dias vééééi! (ia aumentar o público pra caray!)
  • Se aliar a organizações de anime para fazer o evento em conjunto com outro evento monstro e juntar mais gente ainda.
  • Conseguir algum tipo de patrocínio mega-mass (mas sei que é foda).
  • Dar a entrada/brinde para os mestres que mestrarem no evento e DIVULGAR os prêmios/brinde/valor da entrada etc. para quem for no evento mestrar. Acho que isso pode incentivar a ter mais mestres para irem no evento, sei lá!
  • Voltar com a galera do videogame, eles puxam público pra caramba! Levar a turma do ragnarock online, level up, etc. e juntar os públicos.
  • Fazer um evento de quadrinhos em conjunto com o de RPG, também pode funcionar para aumentar a verba da organização!

No mais, foi bão pra caray e tô dento no ano que vem, se tiver!

Então é isso aí, agradeço a todo mundo que trombei no evento e vamo que vamo galera!

FOTOS

Preparando o material!

Mapinha da hora!

Waterdeeo! Mas acabou que não mestrei!

Quase morrendo mas eu vou! :)

Entrada da bagaça!


Meus jogadores! :)


________________________________

Contato

____________________________

Outros Artigos

Anúncios