Mais um episódio da Campanha “Império das Sombras”, onde a arma secreta do Império Netheriano é revelada e os heróis partem em uma busca à um artefato milenar!

_________________________________________________

A CAMPANHA “O IMPÉRIO DAS SOMBRAS” – D&D e Forgotten Realms 4ª Edição

Os povos livres dos Reinos estão em perigo. O Império de Netheril, junto com aliados misteriosos ameaça acabar com a paz na região central de Faerum, e uma guerra entre Cormyr e Netheril é iminente. A campanha coloca os heróis no centro desse grande conflito, que pode transformar completamente Faerum!

Os temas da campanha são a guerra e seus efeitos, a importância das alianças diplomáticas, os sacrifício que devem ser feitos e o preço cobrado pela vitória ou pela derrota no campo de batalha.

_________________________________________________

Resumo da Campanha até o Episódio 11

Os nossos heróis iniciaram investigando um culto de Shar misterioso na cidade de Winterhaven, nas Thunder Mountains. Lá descobriram que o culto era parte do plano de Kalarel, um mago das sombras do Império Neteriano para libertar Shandraxil, um Dragão das Sombras aprisionado pelo Paladino de Lathander Sir Keegan, dentro das Ruínas da Fortaleza de Winterhaven, em décadas passadas.

Kalarel pretendia usar Shandraxil para causar grande destruição nas Dalelands e enfraquecer a influência de Cormyr na região.

Os heróis conseguem derrotar Kalarel e seu exército de goblinóides e mercenários, mas viram que o netheriano tinha se aliado aos Drow Elfos; que decapitaram Shandraxil no momento em que ele saia da Shadowfell, o Plano das Sombras.  Em seguida, os heróis salvaram a pequena cidade de Winterhaven do fantasma de Shandraxil, usando a espada Aecris de Sir Keegan, que carregava os espíritos de sua esposa e sua filha, que tinha sido vítimas do dragão das sombras no passado.

Porém, os heróis não podiam festejar a vitória. Kalarel, antes de morrer, revelou que o avanço do Império Netheriano havia começado, e que Evereska, a cidade dos Eladrins (e terra natal do mago Stadt Jever) seria a primeira a perecer. A Guerra das Sombras estava para começar.

Os heróis seguem para Evereska, viajando mais de 960 kilômetros, e passando por muitas situações difíceis, inclusive rastreando o avanço das tropas Netherianas em direção à Evereska. Eles chegam até o Vine Vale onde encontram com os Sendari, um conjunto de tribos de elfos selvagens que vivem nas florestas que circundam a cidade dos eladrin. Depois de conseguirem passar pelos Sendari, os heróis chegam em Evereska, onde são recebidos pelo Lorde Dusair, o governante da cidade. Se oferecendo para ajudar na luta contra os Netherianos que se aproximam, os heróis, depois de descansarem, saem junto com uma patrulha de Evereska e acabam encontrando um grupo de Shades, guerreiros de elite netherianos. Eles vencem a batalha e descobrem que o exército de Netheril está mais próximo do que imaginavam!

_________________________________________________

GRUPO DE AVENTUREIROS

Stadt Jever “Cajado Vermelho” (Leo – Mago Eladrin de Evereska, “Eleril Taliesin” nome Eladrin)

Stadjever "Cajado Vermelho" - Mago Eladrin de Evereska

Stadt Jever (e quem for de BH saberá o segredo desse nome) é um Eladrin de Evereska, com fortes motivos pessoais para tentar conter a expansão do Império de Netheril pela região entre Sembia, Cormyr e as Daelands. Ele considera os netherianos como uma grande ameaça para a liberdade de toda Faerum.

Diário de Campanha do Stadt Jever

Marisol de Sune (Érika Esposanerd – Clériga de Sune, Deusa da Beleza)

Romântica por natureza, eternamente alegre e com toda frescura e caprichos vindos de sua infância nas mansões de uma das mais poderosas famílias de Sembia, Marisol Uskreven é uma exilada de sua cidade.

Diário de Campanha de Marisol de Sune

Kalian Wyght “Rasga-Bucho” (Anso – Ladino de Sembia)

Kalyan - O Ladino de Sembia

Oriundo dos locais mais sombrios e sem-lei de Sembia, Kalian não é um simples ladrão. Ele busca a redenção de uma grande tragédia que ocorreu em sua vida.

Diário de Kalyan “Rasga-bucho”

Lady Arytanna de Selune (Paula – Paladina de Selune, A Grande Deusa da Luz )

Lady Arytanna - Paladina de Selune

Vindo de Arabel, Lady Arytanna recebera uma visão de uma grande sombra avançando para seu amado reino de Cormyr. Seguindo a visão, ela descobre que deve se encontrar com uma mensageira de Sune.

Jelly Burork – Keziah (Guerreira, Ex-Soldado do Exército de Cormyr)

A Guerreira Cormiriana Jelly Burok

Jelly é a grande parceira de aventuras de Auden. Uma guerreira amante do combate, lutou junto sob o comando de Auden no exército de Cormyr. Nutre um grande ódio dos Netherianos devido a um acontecimento trágico em um combate contra o Império de Netheril. Ela acompanhou Auden quando este saiu do exército Cormyriano.

Diário da Jelly Burork

Auden Thundersword – Mário (Senhor da Guerra, Ex-Comandante do Exército de Cormyr)

Auden Thundersword - Senhor da Guerra 2º Nivel

Auden era um capitão dentro do exército de Cormyr, muito preocupado com o avanço do Império de Netheril. Por achar que o Cormyr não reconhece o verdadeiro perigo do Império, ele sai do exército em busca de provas dos planos de dominação de Netheril, além da fortuna como mercenário. Auden é muito inteligente e astuto, porém vingativo e muitas vezes frio e calculista. É cético e leal apenas a sua própria causa.

_________________________________________________

Campanha: “O Império das Sombras” – Forgotten e D&D 4ª Edição

12º Episódio: “O Confronto Final”

Segundo Arco de Aventuras: “As Sombras Avançam!” (Níveis 5 a 8)

1479 DR, Ano do Ser Que Não Tem Idade, de 12 de Tarsak à 17 de Tarsakh (5 dias), Primavera de Faerun.

_________________________________________________

Mapa de Forgotten Realms em 1479

Mapa de Forgotten Realms D&D 4ª Edição - DR 1479
Mapa de Forgotten Realms D&D 4ª Edição – DR 1479

_________________________________________________

Região da Campanha

Mapa da Campanha "Império das Sombras" - Arcos 1 e 2
Mapa da Campanha “Império das Sombras” – Arcos 1 e 2 (Clique para Ampliar)

_________________________________________________

Proposta da Aventura

Nessa sessão aparece a arma secreta do Império de Netheril, a Torre Negra, criada pelo Daecreshinibon, o Cristal das Sombras. Os heróis verão o tremendo poder destrutivo do cristal e verão na pele o que é estar em um sítio (pois Evereska estará cercada por tropas Netherianas).

Apenas oComandante Jokarion (o antigo amigo de Stadt Jever, que fora exilado de Evereska e se aliara aos Netherianos) e o General Caliburnus (Alto comandante e guerreiro-feiticeiro shade) podem abrir uma entrada na Torre Negra, pois possuem uma das três cópias do Daecreshinibon. Jokarion irá infiltrar em Evereska e assassinar Denivar Taliesin, o avô de Stadt Jever (Eleril Taliesin), pois é o único que sabe da existência da Chave Arcana dos Phaerimm, um artefato lendário que é capaz de abrir a entrada em qualquer torre arcana criada por magia planar (o que é o caso da Torre das Sombras criada pelo Daecreshinibon).

A Torre Negra é energizada por meio de uma série de magos humanos que foram capturados e estão sendo usados como baterias vivas. Isso explica o desaparecimento de vários magos em várias cidades de Faerum.

Porém, se os heróis não conseguirem salvar o velho Denivar, a milenar biblioteca de Evereska possui uma solução, a Chave Arcana dos Phaerimm, um artefato capaz de abrir e penetrar nas torres cristalinas criadas por Creshinibon (e que pode funcionar com o Daecreshinibon).

A Chave Arcana estaria em umas antigas ruínas dos Sarruk, em meio ao Pântano de Chalimber, em meio às Névoas Proibidas, um local tabu para os Eladrin.

_________________________________________________

Missões:

  • Salvar o máximo de soldados eladrins das guarnições de defesa que ficaram cercadas pela aproximação dos Netherianos (desafio de perícias), pois no começo da sessão eles estarão voltando para Evereska.
  • Salvar Denivar ou investigar a morte do avô do Stadt Jever.
  • Descobrir a informação sobre a Chave Arcana dos Phaerimm.
  • Quebrar o cerco dos Netherianos e ir para o Pântano de Chalimber.
  • Sobreviver aos monstros do Pântano de Chalimber e encontrar as ruínas dos Sarruk, o Templo de Sseth (Deus Serpente dos Ssarukh).

_________________________________________________

Locais da Aventura

Região entre Evereska e os Thunder Peaks

O caminho passa pelas terras desérticas das Stone Lands, pelas “Mesas” ou Chapadas da região de Lundeth até chegar nas florestas do Vine Valley.

Local da Aventura
Local da Aventura (Clique para Ampliar) – Região entre Evereska e os Thunder Peaks

_________________________________________________

Pântano de Chalimber

Onde estão as Ruínas dos Sarruk. Um local coberto por nevoas espessas, e que foi afetado pela Praga da Magia e contém rasgões dimensionais para as Far Realms (Reinos Distantes) de onde vêem aberrações e monstros horrendos.

Pântano de Chalimber

Pântano de Chalimber

_________________________________________________

Evereska

A cidade dos Eladrin fica em cima de uma chapada circular, no centro da aura de proteção do Mythal de Evereska (um campo mágico que protege a cidade). Ao seu redor está o Vine Vale, com fazendas dos eladrin, que produzem comida para a cidade e áreas selvagens, que são os lares dos Sendaris, Elfos Selvagens guardiões do Vine Vale mas que cortaram relações com os Evereskianos. Só se consegue entrar na cidade com a permissão do Lorde Dusair, o Mythal evita que qualquer pessoa não autorizada entre na cidade.

Mapa de Evereska - A Cidade dos Eladrin
Mapa de Evereska – A Cidade dos Eladrin

A Torre de Belcrest - A Academia de Magia de Evereska

A Torre de Belcrest – A Academia de Magia de Evereska

Os Guardiões Eladrin da Torre de Belcrest em Evereska

Os Guardiões Eladrin da Torre de Belcrest em Evereska

_________________________________________________

Vine Vale

Região de Florestas e Campos ao redor de Evereska onde estão as fazendas de alimentos dos Eladrins e humanos que vivem na região como trabalhadores para os Eladrin e nas áreas da Floresta das Névoas, ficam as tribos de Sendaris, Elfos Selvagens, Guardiões do Vine Vale. A região é envolta de uma névoa e uma chuva fina constante, devido as alterações e dano sofrido pelo Mythal.

Vine Vale

_________________________________________________

PERSONAGENS DO MESTRE

Shades, Guerreiros de Elite do Império Netheriano

Selecionados entre os melhores e mais valorosos guerreiros do Império Neteriano, os Shades possuem poderes ligados a Energia das Sombras (Shadow Weave), que combinados com sua habilidade marcial os tornam inimigos formidáveis.

Sendaris, Elfos Selvagens da Região do Vine Vale

Eles protegem as florestas que circundam Evereska, mas cortaram relações com os Eladrin depois da última guerra contra os Netherianos.

Kalianna Taliesin – Prima de Stadt Jever (Eleril Taliesin)

Kalianna é a prima de Stadt Jever que quase morreu devido aos experimentos do mago usando a Vela Negra dos Drow Elfos (ver episódio “O Segredo do Eladrin”). Alegre e extrovertida, ela sonha com o dia em que irá unir sua alma com Stadt Ever (Eleril Teliasin). Kalianna é a comandante da Cold Hand, a tropa de elite de Evereska.

Denivar Taliesin – Alto Mago de Evereska – Avô do Stadt Jever

Denivar é um dos Eladrins mais antigos de Evereska, com mais de mil anos de idade. Ele é o Alto Mago da Academia Arcana, e é duro e exigente com Stadt Jever.

Denivar Taliesin - Alto Mago de Evereska - Avô do Stadt Jever

Koriannis Delaran

O braço direito de Kalianna na Cold Hand. Bravo e corajoso, Koriannis é um elfo jovem que quer provar seu valor perante a seus companheiros. Ele é quem se enamorou de Marisol.

Lorde Dusair

Governante de Evereska. Apesar de não confiar em não-eladrins, ele reconhece o poderio do Império Netheriano e irá fazer de tudo para defender Evereska.

Yeris Broken-Arrow (Líder do Conselho dos Chefes das Tribos dos Sendari do Vine Vale)

Líder dos Sendari e resistente a qualquer aliança com Evereska.

Larion Greenblade (Elfo Ranger Sendari Vingativo que Odeia Netherianos)

Larion é um veterano sendari e mercenário, que lutou por várias vezes contra os Netherianos na região, e já trabalhou como rastreador para Cormyrianos, Sembianos, Daelianos, etc. No momento ele retornou para o Vine Vale, depois de ouvir rumores das movimentações dos Netherianos. Ele perdeu o olho esquerdo na última guerra entre Evereska e os Netherianos e odeia Shar e tudo que tenha haver com a Shadow Weave! :) Ele fala meio rouco e tem cicatrizes por todo o seu corpo. É fera com a espada e ele usa tanto o arco quanto machados de arremesso para degolar e matar humanos (que odeia também). (Detalhe: esse é o personagem que eu criei para participar da aventura, na hora que um dos jogadores estava narrando uma cena! :)

Jokarion Greensleves – Swordmage Traidor de Evereska

Ex-Amigo de Stadt Jever (Eleril Taliesin), foi exilado de Evereska por culpa de Stadt Jever. Ele parece ter se aliado aos Netherianos.

Jokarion - Amigo de Stadt Jever (Eleril Taliesin)

_________________________________________________

CENAS DA AVENTURA E REPORTE DE SESSÃO (O SUCESSO DA FÓRMULA DOMINGÃO + ALMOÇO PIZZA + SESSÃO LOGO DEPOIS)

Sendo a última sessão do ano, dessa vez experimentei algo diferente. Um dos maiores problemas que temos é a chegada de todos os jogadores no domingo para começarmos o RPG, assim combinei com a galera de almoçarmos juntos uma pizza megatrash e em seguida começarmos o jogo de RPG. A idéia é termos uma mega-sessão de 6 horas (mega para os dias de hoje, onde somos todos tios com emprego e outros troços para comer tempo!), jogando de 14:00 até às 20:00. Acabou que jogamos até às 21:30 e assim foram 7 horas e meia de jogo, massavéi demais!

Aperfeiçoando o Uso dos Pontos Narrativos

Nessa sessão expandi o uso dos Pontos Narrativos e aperfeiçoei, notei que ao usar os Pontos Narrativos,os jogadores ficam mais à vontade quando o mestre dá algumas dicas ou algumas palavras para guiar o uso. Quando o jogador se protifica com uma idéia própria, porque se sente criativo, não precisa, mas na maioria das vezes é legal o mestre dar uma dicas e direcionar a criação de narrativa/cenário/personagens coadjuvantes/elementos da trama pelo jogador. Lembrando sempre que o jogador ganha um Ponto Narrativo quando contribui para a história! :)

Assim, por exemplo, no momento em que os jogadores souberam que teriam que ir ao Pântano de Chalimber, perguntei para eles se alguém tinha alguma lembrança, alguma memória de alguma informação sobre o Pântano. Um dos jogadores se prontificou (Jelly Burork) e eu direcionei dizendo “você aprendeu algo sobre os monstros do Pântano quando você era criança, como é essa lembrança?”. Nesse ponto, pegando essa “oferta” (recomendo o meu podcast sobre Improvisação, onde explico o lance da “oferta” que é importante quando se improvisa! :) ) o jogador contou um momento de sua infância em uma vila de mineradores onde escutara de seu pai que sobreviventes de uma caravana de mercadores que tinha passado pelo Pântano, narraram ataques horrendos e o fato de que os monstros do lugar são atraídos por itens mágicos. Usei isso como uma característica nova para o Pântano, antes deles entrarem lá! :)

A minha conclusão é que o mestre pode dar uma ajuda para os jogadores criarem suas narrativas, isso os deixa mais confortáveis. Você pode dizer “como são as paredes da dungeon que vocês entraram?” ou “que pintura horrenda tem nesse quarto” e deixar que a imaginação dos jogadores complemente e coloque novos elementos doidimais na sua aventura. No meu grupo, isso está empolgando a beça os jogadores pois sentem que parte da aventura é deles também, aumentando o interesse.

Nessa sessão, por exemplo, um dos momentos mais tensos e legais partiu de uma descrição do templo criada por um dos jogadores (Lady Arytanna).

Usando a “Reincorporação” da Teoria GNS de maneira consciente

Nessa sessão também foquei na “Reincorporação”, que é um tema da Teoria GNS (a teoria sobre RPG desenvolvida por Ron Edwards e o pessoal do Forge) e que significa reincorporar o que foi criado de maneira improvisada em uma sessão de jogo. Isso é algo que todo mestre de RPG faz intintivamente, por exemplo, você cria na hora um taverneiro chamado Bob e em aventuras posteriores, você usa o Bob novamente, reincorporando ele na aventura. Com o uso dos Pontos Narrativos, os jogadores estão colocando novos elementos narrativos (nomes, descrições, locais, histórias, etc.) a todo momento. Para dar maior “realidade ficcional” para a coisa toda, estou anotando rapidamente o que o pessoal cria para “reincorporar” na narrativa, dando uma sensação maior de realidade ficcional para a aventura. Compensa muito prestar atenção nisso, pois os jogadores vão percebendo, ao longo do tempo, que o que eles criam e trazem para a aventura realmente existe, dentro da narrativa; ao invés de desaparecer no momento seguinte! :)

_________________________________________________

Cena 1: Final da Batalha contra os Shade e a Chegada de Jelly Burork

Preparação:

Conclusão sobre o que aconteceu no final da batalha contra os Shade e a chegada de Jelly Burork (a jogadora não pode vir no Ep. 11 assim planejei colocar a Jelly de volta ao grupo com a jogadora usando Pontos Narrativos, e narrando o que aconteceu com o personagem até a chegada).

Reporte da Cena:

  • Jelly (ganhando um Ponto Narrativo) narrou sua difícil viagem até Arabel acompanhando Salomon, o mensageiro de Winterhaven. Em Arabel ela entregou a mensagem para o Comandante e Cavaleiro Púrpura John Kraken, que lhe garantiu que iria reunir uma tropa de 2.000 homens para ajudar Evereska, mas que chegariam em quinze dias até a cidade eladrin. Ela narrou a difícil viagem de volta e comentou que as tropas netherianas já tinham invadido o Vine Vale e que já estavam cercando Evereska.

_________________________________________________

Cena 2: Preparando para a Chegada dos Netherianos

Preparação:

Essa cena seria em Evereska, e os personagens estariam livres para fazer quaisquer preparações necessárias para a chegada das tropas Netherianas. Caso queiram criar algo , alterar o cenário ou criar aliados que favoreçam claramente o grupo, eles deveriam gastar Pontos Narrativos. Caso criem complicações graves, eles ganhariam Pontos Narrativos. Usando as minhas descrições e interagindo com meus personagens, não há necessidade de ganhar pontos narrativos. Também teriam a possibilidade de usar de desafios sociais para convencer personagens do mestre com opiniões totalmente opostas aos desejos dos personagens.

Reporte da Cena:

  • Os heróis retornam à Evereska e se preparam para a invasão Netheriana.
  • Stadt Jever pede para Marisol conversar com a águia Suri (a águia companheira que Larion Greensleves, o ranger elfo selvagem, cedeu para indicar o caminho até Evereska) e levar uma mensagem para os Sendari sobre a invasão dos netherianos e a posição das tropas. A idéia de Stadt é conseguir o apoio dos Sendari, mesmo que eles estejam com relações cortadas com os Evereskianos. (Ponto Narrativo pela idéia e por alimentar mais a narrativa do conflito entre os Sendari e os Eladrin).
  • Kalian, usando a sua lábia, convence ao Lorde Dusair de ceder um dos seus magos para enviar uma mensagem por meio de magia, para um dos seus aliados em Sembia, na Taverna do Troll Perneta em Daerlun; informando sobre o que está acontecendo em Evereska e pedindo mais informações sobre quem de Netheril está liderando essa força de ataque (Sembia está sob domínio Netheriano, mas Kalian faz parte da Resistência). (ganhou ponto narrativo por criar a taverna para mim, além da intriga em Daerlun :)
  • Marisol namora com Koriannis e trocam juras de amor. Ele comenta sobre seus sentimentos em relação à iminente guerra. (Momento Novela hahaha!, ganhou Ponto Narrativo por investir na relação entre o seu personagem e um personagem coadjuvante).
  • Lady Arytanna falou com Aleron de Hanali, Sumo Sacerdore Eladrin da Deusa Hanali (a manifestação eladrin de Sune, a deusa da Beleza). Ela comunga junto com ele, e em prece, recebe uma mensagem de Selune, dizendo que “Existe um traidor em Evereska”. (ganhou 1 PN por criar o Aleron e pela prece, que deu espaço para eu colocar a idéia de um traidor no grupo).
  • Jelly e Auden foram para a Taverna do Unicórnio Prateado (taverneiro é um Eladrin Caolho chamado Gondorzil, ex-mercenário) e ficaram bebendo.
  • O grupo também se reuniu com o conselho de guerra. Lady Arytanna fala com todos sobre o traidor, e o grupo discute quem poderia ser, entre os Evereskianos que conhecem.

_________________________________________________

Cena 3: Resgate dos Guardiões de Evereska!

Preparação:

No momento em que as tropas Netherianas chegassem, elas iriam cercar Evereska, atacando as tropas dos Guardiões de Evereska, posicionadas em locais estratégicos ao redor de Evereska.

Desafio de Perícias: Ajudar os Guardiões de Evereska!

Fiz um desafio de perícias com três grupos de 20 soldados eladrin cada, e o grupo deveria escolher e criar uma estratégia para salvar o máximo de soldados possíveis de cada grupo.

Eles teriam que decidir se tentariam salvar os 3, salvar 2 e sacrificar um ou salvar apenas 1. Caso tentassem salvar os 3, cada falha causaria 5 mortes em cada grupo e eles fariam mais desafios, se tentassem salvar dois, cada falha mataria 3 no grupo sendo salvo, sendo que um grupo seria sacrificado (mas seriam menos desafios), se decidissem salvar 1, o grupo estaria salvo com poucos desafios de perícia, e com o sacrifício dos outros dois.

As perícias primárias seriam: atletismo, acrobacia e poderes de ataque (usados como perícias); perícias secundárias seriam quaisquer outras se forem explicadas com originalidade e criatividade (eu sempre faço isso).

Reporte da Cena:

  • O desafio foi desesperador, coloquei uma trilha sonora bem doida de ação (Dragon Age Origins Soundtrack) e o pau comeu!
  • O pessoal usou os poderes como perícias para tentar salvar todos os eladrin, mas vários morreram nas nuvens de flechas dos netherianos, a cena foi bem 300 de esparta!
  • Koriannis (o namorado de Marisol), ao ver sua amada sendo atacada pelos netherianos, se sacrifica, colocando-se na frente dos inimigos e dando o tempo necessário para os heróis fugirem das flechas e dos guerreiros netherianos e chegarem até o abrigo do poder do mythal (o campo de proteção mágica de Evereska.
  • Marisol voltou e quase morreu, puxando o corpo de Koriannis para dentro da proteção do Mythal. Resando para Sune, ela orou para que a deusa da beleza salvasse o seu amado e Sune (1-10 no D20, e ela tirou 3!) atendeu o chamado, e ela viu que, apesar de cravado de flechas, Koriannis ainda estava vivo! (E Ponto de Narrativa para a Marisol (Érika Esposanerd) pelo drama! :)
  • O grupo retornou carregando os eladrins feridos, enquanto tres mil neterianos cercavam Evereska, com bestas aladas (os horrendos Vesserab) carregando guerreiros se aproximavam e circundavam sem encostar no campo de energia do Mythal.

_________________________________________________

Cena 4: A Torre das Sombras e o Assassinato de Denivar Teliasin (Avô de Stadt Jever!)

Preparação:

Após o resgate, os netherianos iriam parar ao redor do campo de proteção do Mythal e Clariburnus, o comandante das tropas Netherianas, iria mostrar o poder o Daecreshinibon (o Cristal das Sombras). Ele irá erquguer a Dae-Tyrith, a Torre das Sombras, usando o poder do cristal, em frente à cidade de Evereska.

A Torre irá começar seu ataque contra o Mythal, drenando a energia mágica que protege Evereska, enquanto os Netherianos ficam aguardando pacientemente até o momento em que possam invadir e destruir Evereska.

Kalianna Taliesin, a prima de Stadt Jever, pode causar problemas por querer enfrentar os Netherianos por conta própria, junto com a tropa da Cold Hand, que ela comanda.

Os Netherianos enviarão um Shade emissário, Radurius, para estabelecer os termos da rendição de Evereska. Lorde Dusair pretende recusar, mas o emissário pode sofrer um ataque de Kalianna Taliesin, que pode piorar a situação. Os heróis podem intervir e impedir ou ajudar isso.

Em Evereska, Lorde Dusair irá organizar a resistência ao cerco. Os heróis estarão livres para agirem como quiserem em Evereska.

Nesse momento Jokarion irá entrar em Evereska e tentar matar Denivar, o Alto Mago de Evereska e que possui o conhecimento de como entrar e destruir a Torre das Sombras.

Caso ele consiga matar sem que os heróis o impeçam, Denivar deixará uma pista gravada em uma marca arcana em seu pulso, que apenas Stadt Jever conseguirá acionar e ler, a frase é Daecreschinibon, ao lado do símbolo dos Tomos Netherianos, uma coleção imensa de livros sobre o antigo Império de Netheril presente na Memória dos Ventos, a antiga biblioteca da Academia Arcana de Evereska.

A Informação de Denivar

Na biblioteca de Evereska, nos Tomos Netherianos (uma série de livros coletando as informações de todos os Altos Magos de Evereska sobre o império netheriano), existem escritos sobre o terrível cristal mágico Crenshinibon, um artefato inteligente poderosíssimo e maligno, capaz de criar torres de cristal que absorvem a luz do sol e a transformam em energia mágica bruta. A torre das sombras se assemelha muito às torres de Crenshinibon, e segundo Denivar, podem ter a mesma fraqueza.

Segundo os tomos, existe um artefato, criado pelos Phaerimm, os inimigos do antigo império Netheriano, chamado de a Chave Arcana, que permite que seu usuário possa penetrar dentro de uma dessas Torres de Cristal criada por magia (apenas aquele que usa um cristal mágico como Creshinibon, pode entrar ou sair de uma dessas torres).

A última informação sobre a Chave Arcana é que ela estaria nas profundezas das ruínas do templo de Sseth, uma antiga divindade dos Sarruk, o povo serpente que primeiro governou Faerum. Essas ruínas estariam perdidas na imensidão do Pântano de Chalimber.

Reporte da Cena:

  • Uma gigantesca torre de cristal negro de sessenta metros de altura surge em frente a Evereska, próximo ao campo de força do mythal (fiz com bastante efeitos especiais! :). Depois de pronta, um raio negro surgiu de sua ponta e atingiu o mytal drenando, a magia.
  • Imediatamente o Alto Mago Denivar comandou os magos de Evereska para contornar o enfraquecimento do mythal com suas magias, mas ele se vira para Lorde Dusair e diz que o mytal poderá se quebrar em poucos dias, e antes da chegada das tropas cormyrianas.
  • Um emissário dos Netherianos se aproxima da beirada do Mythal e, por meio de magia, declara que se Evereska se render e aceitar fazer parte do Império de Netheril, ela será poupada.
  • Kalianna desobedece e junto com dez guerreiros da Cold Hand, desce e segue em direção ao emissário. Auden e Jelly correm atrás deles e salvam Kalianna de ser morta pelo raio desintegrador que sai da Torre de Cristal Negro e elimina seis de seus guerreiros!
  • Lorde Dusair e os demais lordes das mais poderosas Casas de Evereska se reúnem, frente a demonstração do devastador poder da Torre das Sombras. Eles pretendem esperar até Cormyr chegar.
  • Auden (Mário) não acha que Cormyr irá vir e relata um fato do seu passado (ponto de narrativa, por ser um elemento complicador na trama e bem dramático), onde Cormyr falhou em ajudar uma vila da região fronteiriça de Sembia quando esta se viu atacada pelo império Netheriano, na época da incorporação de Sembia à Netheril. Ele narra o massacre e como isso gravou fundo em sua memória.
  • Marisol ficou cuidando dos ferimentos de Koriannis e orando para Sune, consegiu curar seu amado.
  • Os demais heróis ficaram curiosos em saber quem era o traidor da visão de Lady Arytanna.
  • Jokarion consegue evitar o grupo e assassina Denivar. O grupo encontra o corpo do avô de Stadt Jever na beira do lago, e Jelly quase consegue capturar o assassino mas sem sucesso.
  • Stadt Jever jura vingança e decifra a mensagem deixada pelo seu avô.
  • Depois de uma pesquisa na biblioteca, Stadt Jever descobre as informações sobre a Chave Arcana. O grupo decide ir atrás da Chave Arcana para tentar entrar na Torre das Sombras, destruí-la ou usá-la para ganhar tempo para que as tropas Cormyrianas cheguem.
  • Gastando um Ponto de Narrativa, o jogador Anso (Kalian) descreve que os Eveverkianos possuem uma cavalaria alada feita de Grifons (eu não tinha pensado nisso e ficou doidimais!), e Lorde Dusair cede os Grifons para os heróis usarem para chegarem até o Pântano de Chalimber.
  • Porém, o Pântano de Chalimber é muito imenso, como eles conseguiriam achar o Templo de Sseth? A jogadora Paula (Lady Arytanna) gastou um Ponto de Narrativa e orou para Selune ajudar o grupo. Selune fez brilhar o símbolo sagrado do escudo de Lady Arytanna (os olhos prateados em meio à estrelas) e a luz indicaria o local do templo, dentro da neblina segante e fétida do Pântano de Chalimber (idéia da jogadora, baseada no Shadow of Colossus, e ficou massavéi demais!)
  • O grupo parte com os griffons para o Pântano de Chalimber (uma viagem de 3 dias voando), mas ao sair pela parte de trás de Evereska eles são emboscados por um grupo de Vesserabs (uns monstros meio morcego-meio larva gigante sanguessuga dos Netherianos) liderados por um mercenário Netheriano.

____________________________________________

Cena 5: Batalha Aérea contra os Vesserab! (Cena Improvisada)

Preparação:

Eu tinha pensado em algum tipo de dificuldade para os heróis saírem de Evereska.

Batalha Aérea

Para simplificar a batalha aérea, coloquei apenas uma regra simples. Os adversários poderiam passar livremente por um quadrado onde estava outro adversário (para simular movimentos verticais, para cima ou para baixo) porém considerei que em combate, os adversários estariam no mesmo plano. Isso manteve o combate dinâmico, rápido e divertido, como se fosse no chão mesmo. O deslocamento dos heróis era o dos griffos, que considerei o mesmo dos Vesserab, assim, todos tinham o mesmo deslocamento de 8 quadrados voando.

Arrumei um grid monstro para as movimentações ficarem livres e emular a liberdade aérea.

Outra regra era que se alguém caisse de um griffon, cairia 100 metros antes de espatifar no chão, morte imediata! (se não fosse salvo). Isso deu um stress no combate mas não impediu de uns nego loco de pular de um grifon para outro ou pular em cima dos Vesserab! :) (Ponto de Narrativa fais coisa que até Gary Gygax duvida! hahahaha!)

Reporte da Cena:

  • O combate foi instenso, com as nuvens ácidas do Vesserab alterando o cenário de batalha sem parar. O cavaleiro netheriano também atacava à distância com lanças de sombras e bombas, o que forçou um trabalho em equipe, já que os Vesserab atacavam em 3 contra 1 para acabar rapidamente com os inimigos.
  • Também tinha o fator tempo, coloquei para eles que tinham que derrotar em 10 rodadas, senão uma centena de vesserabs iriam chegar (o que transformaria o combate em um desafio de perícias e eles teriam que partir em uma fuga desesperada).

____________________________________________

Cena 6: Viajem Aérea de 3 dias pelo Pântano de Chalimber (Cena Improvisada, Narrativa Compartilhada Total)

Preparação:

Nessa parte eu passei todo o controle narrativo para os jogadores. Eles criariam as dificuldades, os monstros e os perigos dessa viagem (por meio dos Pontos Narrativos). Dessa vez, porém, foi dando “sementes narrativas” ou seja, palavras para direcionar e delimitar a criação dos jogadores (para não inibir aqueles que não estavam se sentindo criativos). Eu disse apenas “que ameaça apareceu para vocês?” e o jogador começava a narrar, e se precisava de um desafio de perícias para resolver, eu intervie apenas para falar quais perícias ou poderes eles iriam testar e contra qual dificuldade.

Reporte da Cena:

  • Após umas oito horas de fuga dos vesserab, os heróis chegaram no pântano.
  • Jelly descreve um flashback de sua infância em uma vila de mineradores. O flashback, que narra o trauma da vila quando um famoso e popular mercador perdeu todos os seus homens ao atravessar o Pântano de Chalimber carregando itens mágicos, determinou o comportamento dos montros do Pântano!
  • Érika Esposanerd (Marisol) começou a narrar a primeira complicação, e os heróis foram atacados por monstros horrendos e gigantescos, uma mistura de elefante, morcego bem cthulhuniano! :) O doido que no final da cena a Paula (Lady Arytanna) quis ganhar um Ponto Narrativo e complicou mais ainda, depois de escaparem do primeira Aberração Morcegofante, ela narrou que uma revoada de Morcegofantes se levantou do Pântano de Chalimber e foi em direção à eles.
  • Eles navegam pelo pântano usando a Luz de Selune, que surgiu no Escudo de Lady Arytanna depois que ela orou para Sune (e gastou um dos seus Pontos de Narrativa). No melhor estilo Shadow of the Colossus, eles iam na direção do brilho do escudo de Lady Arytanna.
  • Na segunda complicação que acontece no primeiro dia em que eles acampam no Pântano, para que eles e os Grifons pudessem descansar, Anso (Kalian) narra um encontro com criaturas anfíbias, uma espécie de Suaghin degenerados que os atacam usando tridentes que soltam raios elétricos. O combate (feito por meio de desafio de perícias) foi medonho, e no final Stadt Jever pegou um dos tridentes elétricos das criaturas (gastando um Ponto de Narrativa, para ganhar como vantagem).
  • No final do terceiro dia e seguindo a Luz de Selune, eles encontram as gigantescas ruínas dos Sarrukh. Paula (Lady Arytanna) narrou a entrada do templo, e disse que tinha uma estátua gigantesca de Serpente, representando Sseth (uma idéia que achei legal demais).

____________________________________________

Cena 7: As Ruínas do Templo de Sseth

Preparação:

Eu pensei em deixar a construção do templo mais compartilhada, asism apenas criei algumas salas e selecionei monstros (um grupo poderoso de Bullywugs com guerreiros e xamãs). Eles são sapos humanóides, controlados pelo mestre secreto do lugar (aguardem o próximo episódio). Além disso preparei outros, como Black Treants e Vine Horrors, mas não foram utilizados. Tinha apenas uma estrutura básica do templo, e queria que os jogadores preenchessem o resto.

Reporte da Cena:

  • A primeira batalha contra a Serpente de Pedra (feita em desafio de perícias) surgiu da idéia da Paula (Lady Arytanna) da gigantesca estátua de serpente na entrada das ruínas (que possui toda uma simbologia reptiliana). A própria Paula narrou a cena, e foi bem mais cruel do que eu jamais seria como mestre. No final, os heróis conseguem convencer a Serpente de Pedra para que pudessem entrar no Templo de Sseth.
  • Ao começar investigar, eles são emboscados em uma das salas por um grupo de Bullywogs, o pau comeu e com estratégias de separar os Bullywogs e voltar as armadilhas que eles colocaram no templo contra os próprios monstros, os heróis vencem a parada!
  • Eles começam a explorar as Ruínas em busca da Chave Arcana! :)

____________________________________________

Fotos da Sessão


Esquema Domingão/Almoço Coletivo Pizza/RPG em seguida deu certo! Começamos mais cêdo,véio!


Galera pronta pra pancadaria!


Incorporando a Marisol!


Atrás do escudo! Ali no canto tem a minha lista de nomes de PdMs, assim que eu uso um eu anoto no meu caderno de rabiscos de sessão (anotar por alto o que está acontecendo na campanha para reincorporar nas sessõe seguintes). A lista de nomes eu uso assim, no momento em que uso um nome eu risco o que usei e passo para outro! :)


Pessoal atuando!


O Resgate dos Guardiões, um desafio de perícias dramático! O mapa tem Evereska, a área do Mythal e os três grupos de guardiões que eles tem que salvar!


Lista com os dados principais dos personagens, muito útil no jogo!


Livro dos Monstros, essencial!


Mapa mais de perto!


O Combate Aéreo, a porrada contra os Vesserab, cada herói em cima de um griffon de Evereska!


Olha o mercenário Netheriano no fundo!


Haja grid para o combate aéreo!


Fazendo o vôo dos Vesserab e me inspirando no Star Wars para a porrada aérea!


Pau comendo, caiu do griffon morreu,véio!


A alegria de estraçalhar um netheriano!


Minhas fichas de iniciativa, anote o nome dos PJs e PDMs e coloque as cartas em ordem, à medida que um for agindo, vc para a carta da frente para trás! Facim, facim!


Eu gosto de mestrar em pé, principalmente combate! Anima a galera,véio!


Cada um no seu grifon!


Porrada no bicho!


Olha o Vesserab aí gente! Bunitinho!


Ficha e cartas coloridas à mão da Marisol!


Ficha da Marisol!


Dinheiro da Marisol!


Lady Arytanna pulando à trezentos metros de altura em cima do Vesserab, véio! Isso é que é paladino, macha pra caray!


Jelly Burork tomando uma nuvem de ácido na caaaara!


Um ataque duplo monstro! Rolei os dois de uma só vez e deus isso! Tem dia que é do Mestre e tem dia que é do Jogador! ahahahahaha!


Mecenário Netheriano Suicida Doidimais!


Dados de todos os PJs pronto para usar no jogo! Recomendo a todos os mestres, ajuda muito!


Um dos soldados Berserker das Sombras!


Imitando um dos Vesserabs!


E é nuvem de ácido pra todo lado,véio!


Agora é a vez do Audem levar!


Carta poção mágica, estou passando os itens mágicos para os jogadores por meio de cartas, fica mais fácil de controlar!


Meus monstros tão morrendo, véio! Argh!


Escutando a Narração da Érika Esposanerd (Marisol) dos monstros Morcegofantes do Pântano de Chalimber!


Ruinas dos Sarrukh, o Templo de Sseth, com a gigantesca Serpente de Pedra criada pela Paula (Lady Arytanna) para ganhar um Ponto de Narrativa!


Dungeon! YEAH! Porrada à vista,véio!


A emboscada dos Bullywogs!


Pau comendo!


Olha a estratégia,véio!


Tem armadilha pra todo o lado aqui!


Kalian, o ladino berserker que cai pra dentro!


Armadilha atrás de mais dois Bullywogs saem do chão!


Azul é armadilha!


E agora, ir para onde?
____________________________________________

Próxima Sessão

Na próxima sessão eles irão continuar a exploração do Templo de Sseth, descobrir um mistério milenar sobre os Netherianos e tentar salvar a cidade de Evereska da destruição!

____________________________________________

Contato

____________________________

Outros Artigos

Anúncios