Resumo da Campanha “Império das Sombras” antes do Episódio 10 [NitroDungeon – Diário de Campanha]

Em campanhas muito grandes eu costumo passar resumos para os jogadores, principalmente se as sessões são muito espaçadas, ou se o grupo é grande, com jogadores que faltam algumas sessões. Abaixo segue o resumo da minha campanha de Forgotten Realms 4e e D&D 4e entre os Episódios 9 e 10. Nos próximos dias, colocarei vários reportes de campanha, os das sessões 10 e 11, que fecham o ciclo inicial da “Império das Sombras” e os reportes de aventuras que mestrei na RPGCon, feitos no estilo inspirado no Rolando20 para que mestres possam tirar inspirações para suas aventuras!

Um Assassino "Lâmina das Sombras" Netheriano
Um Assassino "Lâmina das Sombras" Netheriano

RESUMO DA CAMPANHA “IMPÉRIO DAS SOMBRAS”- EPISÓDIOS 1 A 9

Data: 21 de Abril de 2009, terça-feira (feriado).

Resumo da Campanha até o momento:

O grupo se reuniu em Arabel, onde Marisol, uma clériga de Sune, que havia saído de Paraíso do Inverno nas Montanhas do Trovão, encontrou-se com a paladina Lady Arytanna, o senhor da guerra Auden Thundersword, a guerreira Jelly Burork, o mago eladrin Stadt Jever e o ladino sembiano Kelian em uma taverna para pedir ajuda. Sua pequena cidade estava ameaçada por um culto proibido da Deusa Shar, a principal divindade do Império de Netheril, a maior ameaça vinda do deserto de Anauroch para os reinos livres da região dos Dales e de Cormyr.

Ela foi seguida por membros do culto de Shar e o grupo, contando com a ajuda do bruxo thiefling Rutger e da elfa patrulheira Nadine derrotaram os bandidos. Marisol refaz o seu pedido de ajuda, e o grupo decide ir para Paraíso do Inverno. Cada membro do grupo tinha a sua motivação para ajudar a clériga de Sune:

Auden e Jelly, veteranos das tropas de Cormyr, estavam atrás de provas de uma possível invasão do Império de Netheril. A obsessão dos dois com esse perigo foi um dos motivos que os levaram a abandonar as tropas de elite cormyrianas e a viver a vida de mercenários.

Stadt Jever havia sido enviado pela nação Eladrin de Evereska para investigar os informes de movimentações netherianas na região das Montanhas do Trovão. Ele estava em Arabel para contratar mercenários que o auxiliassem em suas investigações, e depois de algumas referências, havia marcado um encontro com Auden e Jelly na taverna onde Marisol fora atacada pelos seguidores de Shar.

Kelian havia saído de Sembia atrás da herdeira da nobre família dos Uskreven, que fora traída por um dos seus membros, o tio de Marisol, Thamalon Uskreven II, que entregou Sembia para os netherianos em troca de se transformar em um Shade. Ele suspeita que Marisol é a herdeira, tirada de sua cidade ainda criança.

Lady Aritanna tinha tido visões com a Deusa Selune alertando que Shar estava planejando algo. A visão alertava a paladina que uma das filhas de Sune iria pedir ajuda. A Deusa Selune também alerta sobre a Tríade das Trevas que estava se formando.

Rutger, o bruxo, havia saído de Shadowdale atrás do seu mestre, Douven Staul. Douven havia saído a cerca de um mês para Paraíso do Inverno e não dera mais notícias. Ele disse que iria investigar as informações da descoberta de evidências sobre uma antiga lenda de um Dragão Negro na região e voltaria logo. Sem o seu mestre, que o criara como um filho, Rutger contratou Nadine para levá-lo até a região.

Nadine, contratada por Rutger, estava levando-o para a região do Paraíso do Inverno. Porém, ela também sentira pelas árvores que algo horrível estava acontecendo na região. Algo que estava drenando a energia vital da Deep Forest.

Marisol de Sune, que chegara em Paraíso do Inverno quando criança e que fora criada pela Irmã Linora, estava preocupada com sua cidade e com a presença de um misterioso culto, que poderia estar realizando rituais profanos na cidade. Outro problema que a cidade enfrentava era a falta de mercadores e de compradores, pois as estradas para a cidade estavam cheias de kobolds e goblins atacando os viajantes.

O grupo chegou em Paraíso do Inverno, e após conversar com a Irmã Linora e o prefeito Lorde Padraig, os aventureiros começaram a investigar. Do mago Valthrum eles descobriram que Douven Stoul, o mestre de Rutger, veio a cidade para investigar as ruínas da Fortaleza Keegan. Valtrhun contou a lenda de Sir Keegan, um paladino de Lathander vindo de Cormyr, que, a mais de duzentos anos atrás, havia derrotado Shandraxil, um dragão negro que aterrorizava a região. O dragão foi enterrado na antiga fortaleza abandonadas dos anões que serviu de base para a tropa de Sir Keegan. Porém, ninguém sabia direito o que acontecera no lugar, e com o tempo, após a morte de Sir Keegan, ela foi abandonada e considerada um lugar assombrado. Quando alguns meninos da cidade estavam brincando por lá, e depois de um desabamento, eles viram os ossos antigos do Dragão Shandraxil. Foi por isso que ele mandou que Douven viesse investigar. Mas desde então, coisas estranhas estão acontecendo. Valthrum suspeita que alguém veio e tomou conta da Fortaleza Keegan.

O grupo investigou mais pela cidade e descobriram que Barwin, um mercador de sembia, era o líder de um culto a Shar na cidade. Nesse templo eles descobrem que alguém chamado Kalarel é o líder de toda essa movimentação netheriana. Com o culto ele conseguira converter parte da milícia de Paraíso de Inverno e principalmente Rond Kelfen, o comandante da milícia e Edorran Wood, seu braço direito. Eles enfrentaram o culto de Barwin, mas o sembiano fugiu. Na cidade, Rond Kelfen quase conseguira fazer com que Jelly fosse presa, mas o grupo consegue convencer o prefeito Padraig que os verdadeiros traidores eram Rond e Edorran. Porém, os dois fogem da cidade após ordenarem seus homens a botarem fogo na casa do prefeito para dispersar as tropas. Com a ameaça de uma invasão netheriana iminente e com a impossibilidade das tropas de Arabel chegarem a tempo, o grupo partiram para a Fortaleza Keegan.

No caminho eles foram  emboscados por kobolds ao mando do misterioso líder que estava na fortaleza. Eles venceram a batalha e seguiram os kobolds até a entrada de uma caverna, por onde havia uma entrada secreta para a fortaleza. Após um combate violento, que causou a morte de Kalian, o grupo entrou e libertou um grupo de gnomos das profundezas mercadores. Belwar Segundo, o líder dos gnomos das profundezas agradeceu e explicou para o grupo que eles tinham sido escravizados por um poderoso mago chamado Kalarel, que viera junto com uma tropa de goblins, hobgolins e kobolds. Os gnomos foram capturados no Underdark e levados como escravos para escavar na fortaleza. Karalel estava atrás de algo. Belwar também revelou que os goblins e kobolds tinham marcas de casas reais de drows, eram escravos de algum lorde drow elfo.

Após trazer Kalian de volta a vida, o grupo decidiu usar a carroça de metal puxada por bulletes do Belwar para voltar até a cidade, por baixo da terra, e tentar conseguir mais informações. Na cidade, que estava se preparando para um possível sítio pelo império de Netheril, eles descobriram, após questionar Valthrum, que Kalarel tinah sido um antigo aluno seu que ele expulsara, por não ter caráter. Valthrun também explicou que Kalarel estava muito interessado em estudar invocações e portais para outras dimensões, algo que Valthrum considerava muito perigoso. Também na cidade, Lady Linora curou e passou algumas poções de cura para o grupo.

De volta à fortaleza, o grupo continuou explorando com cuidado. Eles entram uma área onde Kalarel estava escavando e, depois de enfrentar os goblins e os drakes que estavam no lugar, descobriram que as ossadas de dragão eram falsas, aquele não era Shandraxil, e sim um dragão mais jovem que foi morto e colocado no lugar. Ao investigar mais, eles viram um esqueleto de um clérigo de Lathander com marcas de espada. Além disso, eles encontraram algumas velas negras, que atiçou as memórias de Sadt Jever. O mago eladrin lembrou-se de um incidente de sua juventude onde ele, recebera as velas de um estranho mercador drow elfo e, após usá-las, causou o exílio de seu melhor amigo e quase matou sua namorada. As velas negras dos drow eram usadas para invocar criaturas de outras dimensões, no caso de Stadt Jever, ele tinha invocado um Yocholl poderosos demônios de corpo disforme e derretido que obedecem a Lolth, a deusa maligna dos Drow Elfos.

O grupo continuou a exploração pela fortaleza Keegan e enfrentaram um dos generais hobgoblins de Kalarel. Após a batalha sangrenta, o grupo seguiu um goblin que conseguira escapar e chegou em uma catacumba. Após enfrentarem espectros e fantasmas dos soldados de Sir Keegan, o grupo acabou sendo derrotado por um necromancer Drow elfo, o temível Dargathan Tlabbar. O grupo se recuperou voltando ao acampamento dos gnomos das profundezas, no Underdark, usando a Pedra de Retorno dada por Belwar.  Belwar, antes de partir para a cidade de Glitterstone no Underdark, revelou para os aventureiros que a última tarefa que Kalarel exigira deles era escavar as catacumbas e encontrar o diário do Capitão Vanir, o braço direito de Sir Kalarel. Ele não sabia o porquê disso, mas era muito importante para Kalarel.

O grupo retornou para as catacumbas, encontrando-as vazias. Eles finalmente conseguiram entrar em uma estranha tumba no final  das catacumbas. Nas catacumbas eles encontraram uma página rasgada de um diário, que provavelmente deveria ser do diário do Capitão Venir.

Após a visão de Marisol de duas entidades, uma mulher e uma menina pequena, eles descobriram que a tumba pertencia à esposa e a filha de Sir Keegan. Seguindo a indicação do espírito, o grupo prosseguiu por uma passagem secreta e por vários túneis até uma parte da superfície, o cemitério da Fortaleza Keegan.

No cemitério, o grupo encontrou o necromancer Dargathan, que junto com vários mortos-vivos, atacou os aventureiros. Após derrotarem o necromancer, o grupo entrou na tumba de Sir Keegan, que tinha sido violada por Kalarel.

Eles investigaram a tumba e foram surpreendidos com a aparição do Sir Keegan. O fantasma encostou nos aventureiros levando-os para as suas memórias.

Os aventureiros descobriram que Sir Keegan havia enlouquecido, após ver sua esposa e sua filha serem mortas por Shandraxil. Em seus delírios, ele foi atraído por um demônio Yochol chamado Tarkazzuz, que estava preso nas partes mais profundas da fortaleza desde 325 DR, quando o local ainda pertencia ao Clã Hammerfist de Anões do Escudo. Tarkazzuz ficou preso no plano material após a derrota das forças Drow élficas vindas de Menzoberranzan para exterminar os anões. Os anões foram derrotados mas os drow elfos também sofreram muitas perdas. Abandonado pelos drow elfos e preso em um círculo de proteção, Tarkazzuz aproveitou o momento de fraqueza de Sir Keegan para fazer um pacto com o paladino.

Em troca de sua liberdade, Tarkazzuz entrou dentro do corpo do Paladino, transformando-o em um morto-vivo porém consciente, e lhe deu a espada Aecris, uma Shadowblade, capaz de causar dano em Shandraxil, que era um Shadowdragon. Porém, Sir Keegan teria que sacrificar um dos seus homens para atrair Shandraxil para a fortaleza e, com a ajuda de Tarkazzuz, criar um portal para o Shadowfell e banir Shandraxil do plano.

Sir Keegan acabou sacrificando seu clérigo de Lathander, atraindo assim Shandraxil para dentro da fortaleza. Tarkazzuz abriu o portal e Shandraxil foi banido. Porém, Tarkazzuz se voltou contra os homens de Keegan, procurando mais almas para se fortalecer. Após muitas mortes, Sir Keegan e alguns de seus homens conseguiram destruir Tarkazzuz. Depois da tragédia, e ainda com o portal para a Shadowfell aberto na Fortaleza, Sir Keegan pediu para que seu braço direito, o Capitão Vanir, que o prendesse dentro de uma tumba, e que fizesse um mausoléu para os soldados e para sua esposa e filha. O Capitão Venir obedeceu e escreveu tudo que aconteceu em um diário. O rei de Cormyr, preocupado com o que poderia acontecer se a notícia que um portal para a Shadowfell ainda existia na fortaleza, bastando apenas ser aberto, ordenou que a história ficasse em segredo. Tropas cormyrianas mataram um dragão negro jovem e enterraram na fortaleza para reforçar a história oficial de que Sir Keegan tinha matado Shandraxil, ao invés de bani-lo para a dimensão da Shadowfell.

Sir Keegan informa que o diário de Vanir era a única coisa que contava toda a história, e o capitão o deixara no túmulo da esposa e da filha de Sir Keegan. Kalarel, ao saber que o esqueleto do dragão era falso, foi até a fortaleza e procurando por todos os lugares com suas tropas de goblinóides e kobolds emprestadas dos drows, conseguiu achar o diário. Kalarel, com a ajuda de Dargathan, conseguiu extrair de Sir Keegan a informação de como abrir o portal para a Shadowfell, de como usar o conhecimento de Tarkazzuzz para abrir um portal grande o suficiente para um dragão passar.

O grupo suspeitou que Kalarel estivesse tentando trazer Shandraxil de volta para que o Dragão das Sombras, aterrorizando novamente a região, forçasse a todas as vilas a pedirem ajuda a Netheril, que com sua magia das sombras, seria a única capaz de derrotar o dragão novamente. Em troca dessa ajuda, Netheril exigiria a submissão dos povos dos Dales.

******************************************************************************************

Página Principal da Campanha Império das Sombras – Forgotten Realms 4e e D&D 4e

**********************************************************************

Posts da Blogosfera do RPG selecionados pelo Tio Nitro! (Atualizado diariamente!)

************************************************************************

Outros Artigos

8 comentários

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s