SpaceCthulhu 04 – Fuga da Prisão Espacial! Reporte+Sessão Gravada+Fotos! (NitroSessions RPG)

Uma sessão de RPG de muita ação, perigo, pancadaria e horror de Space Cthulhu! ;)

DOWNLOAD DA SESSÃO GRAVADA!

NitroSessions – Space Cthulhu 04 – Fuga da Prisão Espacial (2 horas e 37 minutos! – 70 MB)

O reporte de sessão está logo abaixo, depois dos personagens!

 Episódios anteriores de Space Cthulhu

PERSONAGENS E JOGADORES DE SPACE CTHULHU:

Os jogadores são Fuzileiros Coloniais, a força policial da Federação Intergalática Terrestre nos sistemas estelares das Colonias Espaciais e na terra-sem-lei dos Sistemas Exteriores. O ano é 2271 e vários sistemas estelares ao redor do sistema solar estão colonizados e sendo explorados por recursos minerais e energéticos.

Soldado Deepak Bronson (Tuz)

Deepak Bronson (Tuz)

37 anos, ex-capitão dos Black Tortugas, um esquadrão de Fuzileiros Coloniais famoso por sua sanguinolência durante a Guerra das Colônias (uma revolta contra a Federação Terrestre que aconteceu entre 2047 a 2060, 11 anos antes do começo da campanha de Space Cthulhu). Deepak Bronson é de origem indiana, e teve o seu corpo completamente alterado genéticamente para se tornar um super-soldado das Forças Especiais Interplanetárias Operativas (o F.E.I.O). Ele é alto (1m98) e de fortíssimo, capaz de aguentar ferimentos profundos e dotado de uma frieza impressionante. Deepak possui cabelos negros e lisos, nariz quebrado, o rosto e o corpo cheio de cicatrizes e um enorme queixo quadrado. Ele perdeu o cargo de capitão depois de destruir, por acidente, outro esquadrão de Fuzileiros Coloniais (os Silver Cougars). Sua mãe insiste que ele se transforme em um médico. Deepak é originário de Samoa, e foi criado como um Fafafine, acostumado a vestir roupas de mulher e criado para cuidar dos pais.

Perícias: Armas Brancas, Armas de Fogo, Armas de Energia Luta, Estratégia Militar, Atletismo, Pilotar, Computadores, Sobrevivência

Capitão Boris Krakovisky (Anso)

Boris Krakovisky (Anso)

28 anos, capitão dos Grey Wolfs, o nome do esquadrão das Forças Especiais dos Fuzileiros Coloniais da aventura. De origem russa, Boris trabalhou como piloto da Megacorporation Boeing Interespacial e depois de sobreviver a um terrível ataque de piratas espaciais (os Darkvoids), onde perdeu sua tripulação, decidiu entrar para os Fuzileiros Coloniais. Sua grande inteligência e capacidade de liderança fez com que rapidamente subisse na hierarquia militar. Seu maior temor é de perder seus soldados em combate, assim como perdeu sua tripulação em 2266, pelo ataque dos piratas espaciais Darkvoids (piratas inimigos da Federação Interestelar Terrestre). Boris é alto e careca, olhos azuis, e cicatrizes na cara.

Perícias: Armas Brancas, Armas de Fogo, Armas de Energia Luta, Estratégia Militar, Atletismo, Pilotar, Computadores, Comunicações, Reparos (Mecânicos), Treinamento Mental

Hacker e Especialista Cibernética Delta (Paula)

Delta (Paula)

Cérebro de 46 anos em um corpo clonado de 12 anos. A lendária hacker australiana Delta ficou famosa durante as décadas de 2250 a 2060 por invadir os mais poderosos sistemas de computadores das megacorporações da Federação. Porém, após a Guerra das Colônias, Delta invadiu um sistema da Artificial Life Incorporated onde pretendia roubar uma Inteligência Artificial de nivel Alpha (verdadeira vida artificial, A.I. poderosíssimas, como poderes quase divinos dentro da Starnet, a internet interestelar). Ao entrar em contato com a A.I. , uma entidade feminina de pele azul chamada Shivadrive, Delta foi atacada por uma centena de programas de Black Ice, que fritaram o seu corpo. A Autoridade Interestelar Colonial conseguiu chegar a tempo para salvar o seu cérebro e ofereceu a hacker duas opções: morrer ou se alistar com os Fuzileiros Coloniais. Delta aceitou o acordo e pediu para que seu cérebro fosse implantado em um corpo de um clone seu de 12 anos, a fim de escapar da fúria de suas antigas vítimas de ataques de hacker. Delta é uma bela menina de doze anos de idade, com cabelo longo porém raspado apenas de um lado. Apesar de sua aparência infantil, sua personalidade reflete suas experiências de vida no submundo dos hackers e o uso de tecnologia proibida.

Perícias: Armas Brancas, Armas de Fogo, Armas de Energia, Luta, Atletismo, Pilotar, Computadores, Sobrevivência, Investigação, Gadgeteer, Robótica, Demolição

Doutor Ramstein Hiedel (Leo)

Ramstein Hiedel (Leo)

43 anos, médico alemão. Um gênio da bionanotecnologia, nanotecnologia aplicada a sistemas biológicos, o Doutor Ramstein tinha uma carreira brilhante no mundo acadêmico. Porém, todo o seu conhecimento foi insuficiente para deter uma rara doença degenerativa que acometeu Olda Hiedel, sua amada esposa. Como uma última tentativa de salvá-la, ele copiou todo o cérebro de olga, junto com suas sinapses nervosas, e colocou em um chip, acoplando-o em seu próprio cérebro. Seus colegas, quando souberam do procedimento, o expulsaram do Centro de Ciência Intergalática da União Européia. A fim de continuar suas pesquisas e encontrar uma forma de dar vida novamente a sua esposa, o Doutor Ramstein ingressou nos Fuzileiros Coloniais, aceitando as modificações genéticas em seu corpo e a sua transformação em um PsyCorp, um soldado com poderes telepáticos criados por meio de nanotecnologia cerebral. Seu objetivo é aproveitar as oportunidades de contato com tecnologias proibidas que as missões militares oferecem para reviver sua esposa. Ele pretende criar um cérebro e um corpo artificial complexos o suficiente para descarregar a imagem eletromagnética das sinapses cerebrais de sua esposa, que guarda em um chipe encrustado em seu cérebro.

Perícias: Armas Brancas, Armas de Fogo, Armas de Energia Luta, Atletismo, Medicina, Psicologia, Ciências Biológicas, Pesquisa, Primeiros Socorros

Sniper Assassina Ayla Brent (Mário)

Ayla Brent (Mário)

Nativa de Wotan-4, uma colônia mineradora de Cristais de Foscolium (Ununoctium, Elemento 118, o combustível para os F-Drives (ou Hugo Fóscolo Drives), os propulsores de Dobra Espacial apra viagem no Hiperespaço) do planeta Eratis que orbita a estrela de Alpha Centauri-A. Ayla nunca aceitou as condições sub-humanas de sobrevivência em Eratis, na Colônia Mineradora Jaula-de-Ferro. Ayla perdeu seus pais em um acidente nas minas de Foscolium, e como filha única, resolveu abandonar a vida de mineradora e usar o dinheiro do seguro da megacorporação Cenargo (a proprietária das diversas colônias de exploração no planeta Eratis) para comprar uma passagem para a Terra e se alistar nos Fuzileiros Coloniais. Durante os treinamentos Ayla se sobressaiu como uma sniper e assassina, apesar de ainda ter pesadelos com a morte de seus pais (ela estava presente quando uma das minas de Foscolium explodiu).

Perícias: Armas Brancas, Armas de Fogo, Armas de Energia, Luta, Atletismo, Sobrevivência, Furtividade, Concentração, Investigação

____________________________________________

SPACE CTHULHU EP 04 – Mistérios da Cenargo e Fuga da Prisão Espacial!

Data: 24 de Outubro de 2271

Cena 01: Salvando Farrad e Samira!

Delta, depois de acessar os mapas internos da Pirâmide Executiva, escolheu os enormes tubos de ventilação para que os Grey Wolfs possam escapar da prisão. Ao acessar os planos, Delta notou três áreas principais para onde eles poderiam se deslocar: a saída onde ficava a garagem dos diversos veículos que faziam o transporte de tropas e mantimentos para a cidade de Moltaris, o Hangar da Pirâmide, com cerca de 8 naves de combate e 2 naves de transporte, e uma área que estava bloqueada com diversos sistemas de segurança, e que parecia ser uma série de laboratórios enormes. Farrad e Samira queriam voltar para Moltaris, mas Bigorna decidira se juntar aos Fuzileiros Coloniais.

Samira tentou manipular o Capitão Bóris tentando convencê-lo a ir para Moltaris. Isso deixou Bóris irritado e o fez recordar da última vez que ele foi manipulado por uma mulher. Durante a guerra das colônias, sua ex-esposa Keira Walker era uma espiã dos mercenários Dark Voids, e Bóris a executou com um tiro na testa, assim que descobriu a traição.

Depois de uma negociação com Farrad e Samira, Bóris ordenou Deepak que acompanhasse Bigorna, Farrad e Samira até a garagem da saída da Prisão. Enquanto Deepak e Bigorna estavam indo para colocar Farrad e Samira em um veículo para Moltaris, Bóris  decidiu investigar os laboratórios, antes de ir ao hangar e roubar uma das naves da Cenargo.

Deepak e Bigorna, no caminho para a garagem da saída da Prisão, enfrentaram um grupo de CyberSpiders, organismos cibernéticos dotados de pequenos lança chamas e utilizados pela Cenargo para exterminar ratos e outros tipos de organismos que costumam aparecer nos tubos de ventilação. Usando de esperteza e agilidade, Deepak e Bigorna deram conta das CyberSpiders.

Ao chegar na garagem, Deepak e Bigorna usaram os tubos de ventilação para capturar quatro mecânicos que estavam cuidando dos veículos. Vestindo os uniformes dos mecânicos, Bigorna conseguiu convencer os dois guardas de segurança a permitir a saída de Farrad e Samira. Em seguida, os dois retornaram para os tubos de ventilação para se dirigirem até os laboratórios da Cenargo.

Cena 02: A Misteriosa Pesquisa da Cenargo e a Nave Estepona!

Boris, Ayla e Delta seguiram para os Laboratórios da Cenargo, notando que a temperatura estava abaixando á medida que iam se aproximando do laboratório, pelos tubos de ventilação.

Pelas grades de ventilação na parte inferior dos tubos, eles observaram inicialmente uma espécie de sala de autópsias, onde cadáveres cobertos por lona, enormes e com estranhas protuberâncias, estavam cem cima de mesas de metal. Essa sala exalava carne em putrefação e uma gosma verde escorria dos cadáveres nas mesas.

Na sala seguinte estavam dois pesquisadores de aparência chinesa, um calvo e com o restante do cabelo mais grisalho enquanto o outro era um jovem de cabelo curtíssimo. O pesquisador mais velho estava operando um computador, tocando nas telas virtuais que surgiam e desapareciam em sua frente. O outro pesquisador analisava os números que flutuavam em torno de um dos seis enormes cilindros de vidro que se espalhavam pela sala.

No cilindro de vidro que o jovem cientista estava exanimando, alguma coisa de forma monstruosa flutuava em um líquido leitoso. A criatura batia com uma espécie de apêndice tentacular na parede do vidro, como se tentasse atacar o jovem cientista.

Os Fuzileiros coloniais se moveram para a próxima sala. Abaixo dos tubos de ventilação, eles viram um grupo de cientistas jovens da Cenargo examinando partes da nave Estepona.

Ayla carregou suas armas com balas anestesiantes e em seguida retornaram para a segunda sala, a sala dos dois cientistas e dos seis enormes cilindros de metal e alumínio transparente. Em seguida, seguindo as ordens de Bóris, Ayla derrubou os dois cientiestas e os Fuzileiros entraram na sala.

Cena 03: O Monstro!

Delta acionou uma pequena Esfera de Telepresença, um dispositivo que permitiu que o Dr. Rammstein acompanhasse o que estava acontecendo desde a nave Boreas. O Dr. Rammstein, depois de analisar os computadores da cenargo, descobriu que as criaturas dos cilindros eram os antigos passageiros da nave Estepona, e estavam mergulhadas em nitrogênio líquido, e mesmo assim, se movimentavam. O nitrogênio líquido fora usada como uma tentativa de conter a metamorfose celular que os passageiros sofreram.

Os passageiros nos cilindros eram a médica Suvari Cheng,os mineiros Ivanov Solinka e Peter Solinka e a pilota da Estepona, Zara Nart. Deles apenas Peter Solinka estava totalmente transformado em uma criatura monstruosa, com uma espécie de carapaça nas costas, tentáculos enormes no lugar das mãos e três tentáculos gigantes do lugar dos pés. Os demais estavam parcialmente transformados.

Um dos Monstros do Laboratório da Cenargo!

Um dos Monstros do Laboratório da Cenargo!

Delta invadiu o computador do laboratório, roubando seis arquivos de vídeo que estavam na nave Estepona. Esses arquivos são os diários da Doutora Suvari Cheng. Quando os cientistas que estavam na sala ao lado entraram para ver o que estava acontecendo, Ayla derrubou todos eles.

Deepak e Bigorna chegaram na hora em que Delta tinha terminado de roubar todas as informações possíveis do computador do laboratório da Cenargo. Porém, um sistema de segurança do computador acabou sendo acionado e a temperatura dos cilindros começou a aumentar. O monstro que tinha sido Peter Solinka (marido da Deanna Solinka, presidenta do Sindicato dos Mineradores de Moltaris) arrebentou o cilindro onde estava contido e atacou os fuzileiros.

Depois de um combate furioso, como monstro lançando tentáculos para todos os lados, os Fuzileiros conseguiram destruir o monstro, com Delta causando uma sobrecarga nos sistemas e eletrocutando a criatura. Do corpo do monstro, milhares de vermes metálicos de dois centímetros de comprimento caíram do peito da criatura, onde também havia aparecido o rosto de Peter Solinka pedindo por socorro. Deepak queimou os vermes com seu lança chamas portátil e os Fuzileiros Coloniais fugiram do local.

Cena 04: Ataque ao Hangar da Cenargo!

Após o combate com o monstro, os Fuzileiros foram para o Hangar da Cenargo seguindo o plano de Bóris, de furtar uma das naves Raptors-C para alcansar a Boreas. No caminho, eles se depararam com centenas de CyberSpiders, mas ficando imóveis, conseguiram passar. Deepak pegou uma das CyberSpiders, e depois de desativá-las, deu o robô para Delta.

No hangar, Delta explicou que poderia controlar remotamente uma das naves, se alguém pudesse colocar um pequeno mecanismo de controle no painel inferior de uma delas. Ela falou relutantemente, depois de recordar que perdera seu ex-namorado Dimitri em uma situação semelhante, quando a hacker trabalhava para a máfia russa. O problema era que as naves podem possuir um mecanismo de segurança que explode assim que seus computadores são alterados para serem usados remotamente. Ela avisa para Ayla ter cuidado.

O hangar da Cenargo estava com vinte e três CorpSecs de prontidão, com o alarme de intrusos soando por todos os lados. Ayla conseguiu chegar até uma das naves e colocar o dispositivo de Delta. A hacker impediu que a nave explodisse e avisou para Bóris que já tinha o controle remoto da Raptor-C. Ayla entrou na nave enquanto Deepak soltou uma granada em um dos cantos do hangar, atraindo a atenção dos CorpSecs.

Delta quebrou todos os dipositivos de segurança da nave onde estava Ayla e a acionou, trazendo-a para onde estavam os demais Fuzileiros Coloniais. Cinco CorpSecs, que não haviam acompanhado os outros, começaram a atira, mas Bóris matou todos eles. Os Fuzileiros entraram na Raptor-C e saíram do hangar, na mesma hora em que um grupo de CorpSecs consegiu entrar em outro Raptor-C e acionar a nave.

Bóris tirou a nave do hangar rapidamente, enquanto Ayla atirou nos muros do hangar, derrubando-o em cima das demais naves e causando uma gigatesca explosão.

Epílogo: Perigo no Retorno à nave Boréas!

A bordo da Raptor-C, os Fuzileiros retornam até a nave Boreas. Porém, assim que eles entram na nave, a A.I. Alfred avisa a todos que a estranha nave negra que havia atacado a Boréas antes está novamente se aproximando. A nave negra segiu o Raptor-C e descobriu onde a nave Boreas estava escondida!

Próxima Sessão:

Quem são esses mercenários de preto? Qual será a reação da Cenargo após o ataque dos Fuzileiros em sua base? O que os aguarda na nave Carl Sagan e na lua Caronte? E o que são os monstros? Tudo isso e muito mais no próximo episódio de Spaaaaace Chtulhuuuu!

FOTOS

Este slideshow necessita de JavaScript.

About these ads

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s